cidades maravilhosas


Nesse fim de semana (próximo passado, como se diz em linguagem formal) a tour inSULar passou por Lorena e Rio de Janeiro me deixando (e, aparentemente, muitas pessoas) bem feliz, graças a Deus. 

Tô na estrada há 30 anos, o que me dá a prerrogativa de conhecer um pouquinhozinhoinho meu trabalho, né? Não tanto quanto algumas pessoas acham que conhecem, é claro :-) E o que me chama atenção nessa tour é a regularidade.

Pontos altos, todas tinham (e tinham muitos, eu acho). Mas a inSULar é super constante. Pode ser devido à minha maturidade, a uma maior compreensão da minha música pelo ambiente, à galera bacana que me acompanha (ainda que este não seja um diferencial, pois sempre houve gente bacana ao meu lado), enfim, sei lá... ao momento.


Lorena tem um lance característico, talvez por sua posição geográfica e/ou pelo DNA da casa de shows: sempre pinta gente de várias outras cidades. Cada um que me cumprimentava pessoalmente, no hotel ou na entrada e saída do show, dizia vir de uma cidade diferente! Sou super grato a essa galera que cai na estrada para nos ver tocar.


O Rio sempre é pródigo em flashbacks. Pessoais ou relacionados à minha carreira ou mesmo à geografia urbana. Lembranças emocionantes. Começando pelo Circo Voador, para onde voltei depois de ter tocado lá pela primeira vez em 86. 

Morei na cidade dez anos. Traduzindo em discos: Alívio Imediato, O Papa é Pop, Várias Variáveis, GL&M, Filmes de Guerra Canções de Amor, Simples de Coração, Gessinger Trio e Minuano.  Se fosse traduzir este período em outros aspectos da minha vida, faltaria espaço mesmo na www.

(*)

Minutos antes de sair do hotel para ir passar o som, recebi, via email da assessoria de imprensa, um pedido de entrevista diferente dos que costumo receber: tratava-se de um site especializado em "empreendedorismo musical".

Eram perguntas interessantes e bem articuladas falando sobre o impacto de mudanças tecnológicas e econômicas na administração da minha carreira. Tentei responder deixando claro que nunca me vi como empreendedor e que não penso na minha música como produto nem no meu público como consumidores. Apesar de reconhecer que possamos racionalmente nos reduzir a isso, prefiro não fazê-lo.

Depois do soundcheck, ainda no Circo, dei um depoimento em video sobre a relação artista/fã para um projeto bacana. Acho que falei mais como fã do que como artista, afinal, é assim que me vejo. 

Minutos antes do show, rolou uma rápida entrevista de "variedades" que - apesar da minha falta do que dizer a respeito - parece ter girado em torno do meu cabelo. 

Depois do show, por email, conversei sobre o equipamento que uso na tour com um jornalista de relevantes serviços prestados ao roque nacional que havia assistido ao show .

Este texto está sendo escrito enquanto espero ligação de uma rádio para falar sobre rock, no seu dia.

(*)

Propostas diferentes, diferentes ângulos, numa atividade importante mas que ainda não aprendi direito: falar às pessoas através do filtro da imprensa.

O que eu acho que aprendi, ou que talvez já tenha nascido intuindo, é algo difícil de descrever e que acontece durante um show.

( Ops: melhor esquecer este par de linhas acima e não repetir o erro de quem acha que me conhece completamente: a gente sempre descobre coisas nos shows, nunca aprende o suficiente, jamais sai do bis sabendo tudo. )

Nesses dois shows, me fascinou o que acontece num momento específico do roteiro: quando saio de uma sequência de hits (Terra de Gigantes, Piano Bar, Somos Quem Podemos Ser) no acordeon, pego a doubleneck e toco uma música nova, regional, introspectiva como milongas costumam ser e a galera segue ali, firme ao meu lado, viajando junto! Que privilégio!  

na volta pra casa,
indício de que, cada vez mais,
tudo está exposto: os smartphones
já podem permanecer ligados
(em modo avião)
 durante pousos e decolagens.
No fim de semana que vem (próximo futuro), rola uma folga na agenda de shows. Aproveitarei para ensaiar com Rafa Bisogno e Nando Peters, que assumirá a guitarra à medida em que Tavares se dedica ao lançamento do seu próprio trabalho.

( Fiquem ligados: o disco do Esteban se chama Saca la Muerte de tu Vida - SLMDTV - e está disponível  no www.stereophonica.com.br . Dia 02ago participo do show de lançamento em POA, no Opinião. "Dale!",  como diz o Rafael. )

Já estamos trabalhando em canções que entrarão no setlist e alguns novos arranjos que vão pintar nos próximos shows, a saber:



depois... segue a estrada:


abraços
14jul2015

59 comentários:

  1. rj sempre de braços aberto p você e os de fé sempre com o coração aberto também :))

    ResponderExcluir
  2. Agora posso dormir feliz ao som de tua música!
    Valeu HG!

    ResponderExcluir
  3. Humildade, Humanidade, bom senso a idade nos amadurece!! Ósculos musicais!! Elaine Cailleaux

    ResponderExcluir
  4. E finalmente Belém está na agenda! Já com ingresso em mãos, te esperamos por aqui onde as paralelas se cruzam ;)

    ResponderExcluir
  5. E finalmente Belém está na agenda! Já com ingresso em mãos, te esperamos por aqui onde as paralelas se cruzam ;)

    ResponderExcluir
  6. Atualiza essa agenda aí... 29/08 Salvador

    ResponderExcluir
  7. Bem Eliotiano, aliás.

    "O tempo presente e o tempo passado
    Estão ambos talvez presentes no tempo futuro,
    E o tempo futuro contido no tempo passado.
    Se todo o tempo é eternamente presente
    Todo o tempo é irredimível".

    The rest is silence.

    ResponderExcluir
  8. Estive no show do RJ e tive a honra de pegar sua palheta! Foi uma noite inesquecível!!

    ResponderExcluir
  9. Estive no show do RJ e tive a honra de pegar sua palheta! Foi uma noite inesquecível!!

    ResponderExcluir
  10. Ansiosa para recebê-lo em Uberlândia!
    Será meu quinto show.
    Fui a 3 Poucas Vogais e 1 Insular.
    Mas a emoção é a mesma da primeira vez.
    Chega logo 22-08!

    ResponderExcluir
  11. Show maravilhoso em Lorena sábado! Mais um que entra pro "Insulálbum" de 2015! Forte abraço! ;)

    ResponderExcluir
  12. Lorena agradece! Ficou faltando apenas uma foto para registrar o momento fora isso tudo espetacular. Abraços Humberto.

    ResponderExcluir
  13. Show maravilhoso em Lorena sábado! Mais um que entra pro "Insulálbum" de 2015! Forte abraço! ;)

    ResponderExcluir
  14. Sou de Volta Redonda, e ano passado fui ao show de Lorena, onde tive o prazer te ficar cara a cara com você, no Camarim. Saí de Volta Redonda novamente na sexta, destino: Circo Voador, e o que posso dizer é que em ambos, valeu cada km, cada minuto estrada. Tudo pra te ver dando um SHOW meu Mestre. Sigo te seguindo por esta Infinita Highway, sempre que puder. Eu não me canso ♡ Ps: achei legal quando no show aqui em VR você me perguntou se eu era daqui mesmo haha isso enquanto autografava uma foto nossa que veio a virar um lindo quadro na parede do meu quarto! Que nossos caminhos se cruzem por muitas e muitas outras vezes!

    ResponderExcluir
  15. Gosto de ler linhas que poderiam ter escritas por outra pessoa, mas ler de "seus próprios dedos" a respeito do trajeto que agora percorre é de uma gostosura... Parece criança falando do aniversário, adolescente contando da namorada, noiva planejando casamento, mãe babona surpreendida pelo pequeno. Vigor e frescor convivendo. Grata!

    ResponderExcluir
  16. E eu, hoje, indo pro trabalho, ouvindo a rádio Cidade, ouço uma voz que não me é estranha, falando do dia do rock na rádio mais rock, ou algo assim. E na sequência.. Infinita highway. Aí dá aquela vontade de acelerar, mas... tudo está parado por aí...
    Bom descansa/ensaio/caminhadas/partidas de tênis, ou o que for fazer nessa "pausa". E bons próximos shows de insular.
    Ninguém sabe de nós melhor que nós mesmos...às vezes nem a gente. ;-)

    ResponderExcluir
  17. Incrível, vida longa a essa formação com o rafa e o Esteban, muitas bandas que parecem mais cabides de emprego não soam tão bem quanto vocês 3.

    ResponderExcluir
  18. Grande noite em Lorena!! Saí, com meu amigo, de Itajubá (Sul de Minas Gerais) para acompanhar mais um showzasso!! Não conhecíamos o lugar e não tínhamos reservado lugar pra ficar, fomos "sem trilhas pré-gravadas", mas não precisávamos saber pra onde íamos, nós só precisávamos ir! No fim deu tudo certo e foi um dia incrível! Ao fim da noite parodiamos: Até a pé nós iremos, para o que der e vier, mas o certo é que nós estaremos com Humberto onde Humberto estiver! (Sempre que possível rs)

    ResponderExcluir
  19. Que felicidade!Após 7 anos tu vais tocar em Belém-PA!!Ingresso em mãos!A espera foi longa.Tive que ir em São Luís assistir teu show.Mas agora é valendo e Belém agradece.
    "Bora!Chegou a hora!"

    ResponderExcluir
  20. Um dos poucos que sabe bem sim como "falar às pessoas através do filtro da imprensa." e sempre com um belo drible nesse filtro...

    Boa semana, Humberto!
    E volta logo pra Santa e bela Catarina!

    ResponderExcluir
  21. Te quiero en Uruguay ! Veniii. Necesitamos tus canciones sonando acá

    ResponderExcluir
  22. Show impecável no Rio, grande noite, memorável. Todos cantando em uma só voz, com o coração, em todas as canções! Parabéns e muito obrigada por ter me proporcionado momentos inesquecíveis!
    Sucesso sempre e merecido! Seu show toca em nossos sentimentos, fala, lá dentro do peito, hipnotiza...É de arrepiar!!

    ResponderExcluir
  23. Te acompanhando pela www e esperando lhe ver em Ipatinga.. Esse final de semana deve ter sido exaustivo ,descanse bem ... Forte abraço

    ResponderExcluir
  24. Não precisa agradecer a quem cai na estrada por tua causa. Com toda certeza do mundo, o privilégio é nosso!

    ResponderExcluir
  25. Humberto, o teu entusiasmo com a tua carreira/ofício é delicioso. Obrigada por nos presentear com estas palavras saídas da segunda para terça, as quais espero ansiosa e encantada! Cada vez mais sucesso à turnê Insular! Pois este disco para mim é daqueles, tipo Várias Variáveis mas de um jeito diferente, quantô mais escuto mais gosto, descubro um toque aqui, uma referência ali. Ótima semana a todos!

    ResponderExcluir
  26. Tu podia trazer teu entusiasmo com a carreira pro show do Esteban em Caxias né guri!

    ResponderExcluir
  27. Grato Mestre, o navio não é um aviso na contra mão...
    nesse mundo, graças a Deus, insular...

    e sim ele é um porta-aviões...
    te amo

    ResponderExcluir
  28. Sonhava com o dia em que veria "Belém do Pará" oficialmente na agenda. Este dia chegou e não pude conter a emoção. Vou realizar o sonho de assistir a um show de um cara que desde que comecei a ouvir e ler, mudou muita coisa na minha vida, na minha personalidade.
    Já estou com o ingresso em mãos e pedindo como nunca que o tempo voe e pouse no dia 04 de Setembro.
    Belém te aguarda com muito carinho HG!
    As paralelas vão se cruzar em Belém do Pará!

    Abraço da outra porta do mapa!
    Sinelma Karla Raiol.

    ResponderExcluir
  29. Maravilhoso o texto Marechal. Fortaleza, qual a sua concepção do seu ponto de vista HG?. ou o nordeste por inteiro ? :)

    Abração pra vc kra!!! Sou seu fã com todo orgulho.

    ResponderExcluir
  30. Você devia estar na Filosofia, os centros acadêmicos estão chatos, técnicos. ..tuas teses na estética estão prontas - o Rafael Bisogno tava no espírito no Circo Voador rsrs, mais alegre mas não menos talentoso e genial que Nietzsche rsrs <3 <3

    ResponderExcluir
  31. Você devia estar na Filosofia, os centros acadêmicos estão chatos, técnicos. ..tuas teses na estética estão prontas - o Rafael Bisogno tava no espírito no Circo Voador rsrs, mais alegre mas não menos talentoso e genial que Nietzsche rsrs <3 <3

    ResponderExcluir
  32. Você devia estar na Filosofia, os centros acadêmicos estão chatos, técnicos. ..tuas teses na estética estão prontas - o Rafael Bisogno tava no espírito no Circo Voador rsrs, mais alegre mas não menos talentoso e genial que Nietzsche rsrs <3 <3

    ResponderExcluir
  33. Esperando ansiosa pelo show em Belém! <3

    ResponderExcluir
  34. Volta logo , já deixou saudades RJ.ABS

    ResponderExcluir
  35. Sou fascinada por suas músicas, seus textos...
    Dia 24 estarei lá em União da Vitória curtindo o show e realizando um sonho! Mais ainda se pudesse conhece-lo pessoalmente... mas ainda não foi felizarda em nenhuma promoção... mas quem sabe...um dia... realizo esse sonho tbm! Um abraço! Daniela Fritzen Randig de Irineópolis-SC...

    ResponderExcluir
  36. Ia perder o show no Circo pq os ingressos esgotaram. Ia perder a sessão de autógrafos pq era uma hr antes de uma prova ou perder a prova... Consegui um ingresso de uma pessoa que não pôde ir, peguei meu autógrafo, cheguei em cima da hora mas não perdi a prova. Tive muita sorte nessa linda sexta-feira (:
    Obrigada por todas essas demonstrações de carinho. As sessões de autógrafos, cada show tão bem feito, cada post nesse blog são formas de se aproximar de nós, fãs e dizer que vc se importa. É por isso (além da boa música, claro) que tem tanta gente que te acompanha.
    Aguardamos ansiosamente pelos próximos encontros!

    PS.: O Esteban vai sair? Que tristeza! Tomara que ainda dê tempo de ver mais um show com ele.

    ResponderExcluir
  37. Gessinger, seus shows são sempre surpreendentes.
    É sempre um presente estar nos seus shows.

    ResponderExcluir
  38. Odirlei Custódio14 de julho de 2015 18:18

    Eu concordo com vc HG, a posição geográfica/localidade das cidades próximas Aparecida/Guaratinguetá/Lorena proporciona o elo de ligação de 3 estados SP, RJ e MG, e tb o ambiente da Cervejaria do Gordo nos proporciona uma noite épica ! As cidades do "fundo do Vale do Paraíba" são muitos próximas, Taubaté/Pinda/Roseira/Aparecida ,Guaratinguetá/Lorena, continando ... Cachoeira Paulista/Cruzeiro/Piquete/Canas e por ae vai ... a Dutra estrada única para cruzar todas estas cidades em questões de decimais de minutos ... E sobre o show : momentos ímpares ;;; rolou Não é sempre ! , O sonho é popular, trecho de Algo por vc e letras alteradas/atualizadas em Infinita ... vc desliga o smartphone de eu ficar um pé no saco !!! Showzaço ... Valeu HG ! Agradecimento simples mas é de coração !!!

    ResponderExcluir
  39. Sonho realizado!!!, depois de curtir Engenheiros toda a vida desde os anos 1992 onde pra ouvir mesclava discos de vinil e poucos cds da coleção. Consegui ir pra um show seu, aproveitando meu passeio pelo Rio desci no aeroporto direto para o circo voador, achando que não ia chegar a tempo mas ainda peguei um pedaço de biquine, deu tudo certo. Showzão. Minha mulher e enteada adoraram, momentos indescritíveis pra ficar na memória. Obrigado Humberto!

    ResponderExcluir
  40. Não é só produto e consumo, são momentos importantes decifrados em letras e acordes. Ir na entrada do hotel, pra mim, era uma forma de dizer obrigado, ainda que voltada a própria satisfação de ver quem se admira.

    ResponderExcluir
  41. Nas entrelinhas do horizonte da capital federal dia 12 de setembro ��

    ResponderExcluir
  42. E você, maravilhosamente inteligente... ♥

    ResponderExcluir
  43. Humberto, tenho um blog: naorimaepoesia.com.br . Nele trato de livros, músicas e temas variados. Gostaria de saber se você me daria a oportunidade de fazer uma entrevista, mesmo que online com você. Porque pessoas que acompanham meu blog são admiradoras do seu trabalho assim como eu. Então desde já agradeço. Se possível responda, por favor.

    ResponderExcluir
  44. Amo seus textos, suas frases, sua palavras, suas músicas! Obrigada por fazer parte da minha vida e me fazer melhor em um dia ruim com suas músicas. É imensamente gratificante poder ter lhe conhecido pessoalmente na noite de autografos e no dia seguinte, ter visto um show maravilhoso no circo. Amo você e o admiro com todas as minhas forças, obrigada por ser meu ídolo. Volte logo, até mais.

    ResponderExcluir
  45. Ouvia Engenheiros quando tinha 6 ou 7 anos de idade no "meu primeiro gradiente" em fita cassete. As músicas embalavam minhas brincadeiras infantis e minha mãe me ensinava o que significava a história do "garoto que como eu amava os beatles..". Depois outras bandas e estilos passearam pela minha vida até que dos 17 aos 25 voltei a ouvir Engenheiros, agora mais poético, mais místico, gostava de cantar para as namoradinhas e paqueras. Ouvia "filmes de guerra e canções de amor, acústico", no pear da represa, sentados em cadeiras de praia "sob a mesma lua". Depois disso outros estilos voltaram a me influenciar e hoje estou aqui, com 33 anos, voltando a ouvir EngHaw, com os olhos rasos dagua, arrepiado, lembrando de todos os sabores e coloridos experimentados enquanto de fundo tocava a voz do Humberto. O que quero dizer com esse dramalhão autobiográfico é que quando a alma da banda tem essência, consistência, consciência, "simples de coração" a trilha perdura e ecoa por toda a vida sincera e equilibrada. Diferentemente de bandas e músicas "violentas travestidas" de impacto que aparecem e desaparecem num piscar de olhos, e nada resta "depois que a música parou". Portanto, quero, humildemente, deixar meu registro-depoimento de agradecimento a Humberto. Por evocar-provocar a extração daquela coisa "que ainda me emociona", por acompanhar minha trajetória individual como um amigo naquela hora que "fecho a porta e esqueço o barulho", e por quebrar aqueles muros que cercam a nossa vida vazia e encher essa cidade (meu corpo e mente) das mais saborosas experiências e sentimentos. Obrigado "pela mão a indicar"! Muito obrigado! De coração! Querido Humberto! Do amigo, Vinícius

    ResponderExcluir
  46. E meu marido e eu, estamos sempre pegando a estrada pra te ver! Tu nunca tocou na nossa cidade, e fomos a 2 shows seus ( um em 2006 com o EngHaw, ainda namorávamos, e o outro novembro passado, Insular - já casados), teriamos ido a mais, se tu tocasse com mais frequência na minha região. E em agosto lá vamos nós pegar a estrada de novo, dessa vez percorrer uns 500 e poucos kms, pra te ver no Festival de Inverno em Vitória da Conquista. E cá estou eu contando os dias pra isso!! Você mesmo sem nos conhecer faz parte da nossa história. Nos aproximamos através do EngHaw (eu só aceitei ele no orkut depois de ver a preferência musical, e qdo vi no perfil a letra de Nunca se sabe, tive certeza que aceitaria - :D ), superamos um câncer - linfoma de hodgkin - não sem a ajuda do violão e das várias cifras do Enghaw impressas diariamente. De Fé é a nossa música, mtoo nossa, quase tanto quanto sua rsrs. E hoje, nossa filha com 3 anos, canta comigo Infinita Highway, e vc segue fazendo parte da nossa vida.

    ResponderExcluir
  47. Protesto! H não é empreendedor, mas porta-voz!

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  49. Humberto, Belém te espera, melhor, Pará te espera depois de saudosos tempos... enfrentarei quase 4 horas de viagem de barco da Ilha de Marajó até a capital paraense e olha, serão as melhores 4 horas de espera e vontade pro's de fé e noutras frequencias !!!

    ResponderExcluir
  50. Um andarilho apaixonado pela caminhada em que é possível ver o que ficou para trás e anelar até onde se é possível chegar...

    ResponderExcluir
  51. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  52. Na espera do show em Manaus... Se conseguir fazer uma única homenagem a uma mulher linda que vai estar ao meu lado.... Vou me sentir honrada em casar com ela na mesma hora... pense em um show maravilhoso...

    ResponderExcluir