nossa vã filosofia

Pipocam na minha mente imagens recentes de multidões vistas pela janela de uma van. 

A primeira delas em Tupã, interior de São Paulo, na saída do show inSULar. Que maravilha ver pessoas felizes, satisfeitas com o espetáculo, acenando! Arte sempre envolve risco (se não envolve risco pode ser legal, mas não é arte) e a sensação de que a noite foi bacana é sempre uma vitória.

Algumas pessoas pedem que a van pare para fotos, mas ao mesmo tempo que pedem já parecem entender que não é aconselhável um tumulto no tráfego de saída do local do show e seguem sorrindo e abanando.


Corta para a imagem da van que se dirigia, no dia seguinte, à passagem de som para participação no show do Teatro Mágico, em Sampa. 

O trajeto do hotel ao Memorial da América Latina passa pela Allianz Parque, que eu teimarei em chamar de Parque Antatártica ainda por algum tempo. Uma multidão tensa caminha em direção ao estádio na esperança de permanecer na primeira divisão, no temor de cair para a segunda. 

Sei como é, meu time já caiu. Duas vezes que podem ser multiplicadas por 10.000 pelo fato de nosso rival local ainda não ter passado por esse limbo, o que deixa a flauta mais estridente. Sei que, por questão de estilo, a palavra "inferno" seria melhor do que "limbo", mas não acredito em quem coloca futebol acima de tudo. Acho que é papo da boca pra fora de quem quer virar vinheta de ida para os comerciais de algum programa esportivo do meio dia.

Sim, é dolorido, mas é uma dor lúdica como acho que deva ser lúdica a relação com o esporte. Minha necessidade de racionalidade no que diz respeito ao assunto se limita a um par de parágrafos por semana escritos por gente que respeito no ramo. No mais, quero mais é incoerência e inconsequência. Na paixão esportiva, ao contrário da vida real, as lágrimas por vitória e derrota são muito parecidas. 

é a verdade
a-ver-a-cidade
alguma coisa acontece
no meu coração
Corta para a terceira imagem de multidão vista da van: na saída da mesma passagem de som a que me referi acima, vejo uma fila enorme esperando a abertura do local do show. Entendo bem como é essa espera pelo momento de prazer. Mas confesso não me lembrar se aquela música do Tom Petty (The Waiting ?) diz que a espera é a melhor parte ou a parte mais difícil... Por incoerente que possa parecer, talvez dê no mesmo, como as lágrimas por vitória e derrota do nosso time.

A arte tem mais essa virtude: faz fila valer a pena. Penso nisso na fila do buffet onde escrevi mentalmente este texto e onde me comprometi, mentalmente, a escrever justamente sobre buffets numa hora dessas. Faz sentido, mas é um lance estranho, né?

(*)

bah 1: digam o que disserem os entendidos no assunto, eu acho que um Campeonato Brasileiro em que o time mais ao norte (com exceção do Sport de Recife) seja o Goiás é um campeonato mais pobre, menos colorido. Taí: além do meu Grêmio, já tenho duas torcidas paralelas para 2015: pela volta do Botafogo à primeira divisão e por um mapa mais equilibrado em 2016.

Até lá, antecipando o clima de fim de ano, desejo que todos, em suas trajetórias dentro e fora das quatro linhas, dentro e fora de vans e multidões, tenham mais lágrimas de vitória do que de derrota.

há algo além das gotas de chuva
na janela da van
mais do que sonha
nossa vã filosofia
bah 2: hoje vai um texto com erros de português acima da média pela falta de tempo pra corrigir. Cheguei ao hotel em cima da hora, vindo da sessão de autógrafos com pocket-show na Saraiva do Shopping Ibirapuera onde (finalmente!) recebi meu DVD. Um abraço a todos que pintaram lá e ajudaram a fazer uma noite tri-legal! Vão rolar, espero, outros eventos desses, Brasil afora, pra gente se encontrar. Até!


09dez2014


55 comentários:

  1. "Pra mim, abraços de mim mesmo" foi ótimo kkkkkkkk

    Meu time nunca caiu... Podem chorar corinthianos e palmeirenses =D

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Cada dia tenho mais certeza de que escolhi o ídolo certo. Humberto só você para autografar o próprio dvd! Kkkk' Mestre, abraço de mim para ti mesmo. Boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Autógrafo narcisista, é isso? hehe. A gente merece mimos de vez em quando, né? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por falar nisso, vou ali no stereophonica ver a quantas anda minha encomenda insular. Afinal, ando muito afim de reviver o Chevrolet Hall!

      Excluir
  5. Deveria ter presenteado com o meu! Já autografado. Com caneta azul.
    Lembra que a branca estava na janela da Van a observar multidão?
    Todos iguais...uns mais iguais que os outros!
    Autografe-se sim!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Sensacional, quando não achava que rolaria texto hoje,devido a correria entre ontem e hoje, eis que as palavras vem e finaliza a segunda brilhante. Ótimo pocket show hj, sábado tem mais! Até...

    ResponderExcluir
  7. Engraçado que você falou sobre multidão e, a primeira imagem que veio a minha cabeça, foi a multidão rubro-negra saindo calada do Maracanã, após a perda do Carioca , do gol de barriga do Renato Gaúcho. Eu lembro que, olhava o horizonte, via aquele mar vermelho e preto calado e pensava: "Que sacanagem! A massa indo embora e meia dúzia de tricolores dentro do estádio comemorando." Nem sei porque lembrei disso agora?! Poderia ter lembrado das multidões do Reveillon na praia ou do show dos Rolling Stones em Copacabana. Vai ver tô usando teu blog como terapia! Kkkkkkkkkkkk... SRN!

    ResponderExcluir
  8. Hahaha nunguento!! Esse auto-autógrafo(?) roubou a cena... tô muito aí com futebol, não, mas como boa colorada admito que é divertido cornetear os rivais...rs

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Foi fantástico! Obrigada pela atenção e carinho com os fãs. ..e volte logo pra essa terra maluca que é nossa São Paulo! Beijos @Isiszarah

    ResponderExcluir
  10. "A arte tem mais essa virtude: faz fila valer a pena." Quase 3 horas de fila para uma foto e um abraço, hoje na Saraiva, faz tudo valer a pena!!!
    Obs: meu DVD ainda não chegou. Mas hoje vc autografou em um documento do meu Doutorado, no qual rola muito sangue, suor e lágrimas... mas no final serão somente lágrimas de vitória!!!
    Até o próximo encontro!!! Valeu!!!

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente adorável, homenagear uma cidade e sua simplicidade, falar com carinho do meu Palmeiras e da nossa noite demorada na fila para autógrafos! Faço sempre questão de ficar por ultimo e ter seu carinho um pouco mais que o normal!!! Obrigado por tudo e até sábado!!!

    ResponderExcluir
  12. Acabo de chegar em sjcampos com um autógrafo e um sonho realizado, falar com aquele que acompanho e me identifico a mais de 28 anos, um cara q ficou 5hs sentado autografando Lp's, Cd's, DVD's, camisetas e violões, sempre com um sorriso e disposição... Imagino o quanto ele estava querendo ir ao banheiro...rsrsrs
    Mas como ele mesmo diz: faz parte da arte/ofício.
    Obrigado HG, por essa noite q ficará na mente de mais de 400 pessoas q estiveram lá hj.
    Um abç desse fã, tbm capricorniano q irá ter aulas com a filha de como fazer um selfie sem passar vergonha, rsrsrsrs
    André Luiz...com "Z"

    ResponderExcluir
  13. Apesar de não entender exatamente de futebol e ter achado graça quando o Corinthians caiu para a segunda divisão e ganhou mais destaque que os times da primeira, sobre a espera que vale a pena eu acho que entendo um pouquinho. Sempre ta ali, nos 6 segundos que antecedem toda a magia do vir a ser (:
    Obrigada por hj gremista!

    ResponderExcluir
  14. Como a multidao paulistana estava com saudades! Horas na porta do Espaco das Americas pra te ver cantando duas musicas (sai no lucro, achei que seria so uma)...depois chegar em casa e dormir 3horinhas pra madrugar no trabalho, sair mais cedo do escritorio, passar horas na fila esperando meu autografo..tremendo de nervoso...fazer uma mini viagem pra ir pra casa no extremo da cidade...e nao conseguir.dormir novamente lembrando de cada momento...nao soh a fila mas tudo isso e mais um pouco vale a pena. Ja estamos com saudades. Sampa aguarda ansiosamente inSULar em janeiro. @cyorgos

    ResponderExcluir
  15. Show em Tupã foi simplesmente espetacular ! Esperamos que não tenha sido a primeiro e última passagem de Humberto Gessinger pela "aldeia"...

    ResponderExcluir
  16. Já era fã demais, agora sou mais ainda sabendo que você torce pelo retorno do Botafogo para a Série A ! Hahaha

    APARECE EM VOLTA REDONDA, PO ! kkkk

    ResponderExcluir
  17. Obrigada por sempre ser tão atencioso, viu?
    Pelas tuas fotos me parece que vc gosta dessa selva de pedras aqui rs

    Mas... Tem como liberar o tel da pessoa que faz a amarração amorosa? kkkk

    Te amo. Para sempre. E ainda é pouco.

    ResponderExcluir
  18. Obrigado pelo show de ontem. Estar lá me deu muita felicidade e ânimo pra buscar as lágrimas de vitória nesse finalzinho de 2014. Te vejo dia 10 pra cantarmos Sampa no Walkma-a-an.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. "Pra mim, abraços de mim mesmo" kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  20. Foi lindo ver você e o Anitelli juntos no palco domingo! "Tudo (que amo) junto numa coisa só! E ontem ainda tive alguns segundos de atenção, preciosíssimos! Até dia 10, grande homem <3

    ResponderExcluir
  21. Meu, ultrapassou os limites em Tupã. Esperava por um show bacana..até mesmo porque assisto a todos no Youtube, sabia praticamente tudo sobre o show, o que iria falar naquele momento, pra onde iria andar, gesto que faria....Mas o show foi espetacular, estar ali naquele momento é fora da realidade. É insano o que Humberto Gessinger faz no palco..Parabens sempre !!!!

    ResponderExcluir
  22. nova música ( Inspiração )
    " Demonstro do monstro
    inspiração vem como a respiração
    inspira....expira....às vezes espirra
    e....1,2,3...vai!!!
    pipoca é pop
    pipoca é pop
    popcorn não poupa ninguém
    pop pop pop cola
    Popeye, Pô....Pai!
    Só vaca que gosta de palha assada
    e eu curto carne
    então tá tudo ok!!!
    eu uso brinco
    eu brinco
    pra pra pra prata
    pra pra pra praia "

    ResponderExcluir
  23. È sempre bom receber presentes de si mesmo.
    Realizar um sonho
    Esperar papai noel
    fazer aniversario em 24/12

    ResponderExcluir
  24. RJ êeeeeeeeeeeee :))

    ResponderExcluir
  25. Caracas,Humberto!Seria "pai d'égua" esse pocket-show na Saraiva de Belém-PA,e em seguida um show da TOUR Insular que ainda não está na sua agenda.
    Quanto a questão da espera para abertura dos portões de seu show,isso não tem preço,pois a sua arte contagia todos aqueles que ali estão na espera.
    Um forte abraço.
    Long Live Rock'n Roll.

    ResponderExcluir
  26. Humba, sua letra estava mais bonita no meu insular que comprei, rs!! abraços

    ResponderExcluir
  27. “Há um tempo em que é preciso
    abandonar as roupas usadas
    Que já tem a forma do nosso corpo
    E esquecer os nossos caminhos que
    nos levam sempre aos mesmos lugares
    É o tempo da travessia
    E se não ousarmos fazê-la
    Teremos ficado para sempre
    À margem de nós mesmos”
    Fernando Pessoa

    ResponderExcluir
  28. https://www.facebook.com/photo.php?v=323596174494306

    ResponderExcluir
  29. O Pocket Show foi D+, justo no dia do meu aniversário tive o privilégio de poder apertar a mão e tirar uma foto com meu grande ídolo.
    Estou tri-contente. Obrigado 1berto pela oportunidade. Abraços

    ResponderExcluir
  30. Falando em Goiás (time), até tentei entender... mas não sou boa com futebol, não entendi o comentário sobre o time. Sorry!
    Sou de Goiânia, e estava tão esperançosa que vc viria pra Saraiva de Goiânia, mas acho que não né :/
    Só se vier em 2015, mas acho pouco provável já que nao tem nada anunciado. Espero uma próxima oportunidade.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  31. o que tanto nos faz esperar, é a fila de fãs de fé.. em trajetória única que elucida... a noite de luar.

    o que nos lança em um porta aviões... (ao encontro de de encontro a) é sentir
    teu coração batendo. batendo... batendo... até quando? até quando o mar teimar...

    ResponderExcluir
  32. ¿Poderia ter um mapa do Brasil mais equilibrado na sua turnê também...(?) Toda a Região Norte espera por você! Venha fazer um show no extremo norte do país, no meio do mundo. Na linha do equador.

    ResponderExcluir
  33. Meu Paysandu é o único do Norte. ...pelo menos na série B

    ResponderExcluir
  34. mestre, o Papa fechou o limbo em 2007, logo, só temos que escolher(?) entre dois caminhos rsrs
    bah: a gente percebe que está trabalhando demais qdo esquece o pocket show do HG :(

    ResponderExcluir
  35. Sidnei Rodrigues - SP9 de dezembro de 2014 14:04

    Humberto!
    Depois do show do Teatro Mágico encontrar voce por acaso entrando na Van foi surreal.
    Falar do meu Palmeiras e dessa cidade que não para.
    Depois Pocket Show com Autografo.
    São Paulo na espera pelos 30 anos.

    ResponderExcluir
  36. Humberto, eu só tenho a agradecer o carinho e disposição que você dedica a nós seus eternos fãs. Foi uma noite inesquecível.....meus garotos realizaram um sonho de assistí-lo ao vivo, pois criança nem sempre pode entrar em shows noturnos. Parabéns pelo seu trabalho, pelo ser humano que é, (nos proporciona alegria com sua arte), parabéns a todos da sua equipe, Rom, Márcio, Mel,etc, se esquecí alguém...me perdoe, foi demais!!!

    ResponderExcluir
  37. Eu sou mais uma daquela no meio da multidão desta SP que é tão grande e tão pequena... Não pude estar presente ontem no pocket show por conta de uma série de fatores: trabalho, chuva e trânsito, mas não tem problema não dia 10/01 nos encontraremos!

    ResponderExcluir
  38. "P/ mim de mim mesmo" foi ótimo

    ResponderExcluir
  39. Pra você abraços de mim!!

    ResponderExcluir
  40. “...cruz e espadas dizem tudo e o “As vezes” gera tensão, pecado seria se por nós posse a indecisão... mas e]nem sempre temos tudo, muito menos enxergamos o que temos, o que somos, muito menos o que temos de valor par ao outro... um café da manhã, e um sorriso bom para recomeçar, tudo outra vez...”

    ResponderExcluir
  41. Somos uma multidão que aguarda o INSULAR na terra do açai, onde as paralelas se encontram. Somos uma multidão de BELEM PA. Eeeeguaaa Humberto BORA vem pra cá!

    ResponderExcluir
  42. Grande Humberto!!!! Estávamos em Tupã no mesmo hotel que você, eu minha esposa Denise e meu grande amigo Valmir, e tivemos a sublime e imensa satisfação de te encontrar quando estava saindo do hotel (quando saiu do quarto pra ser mais preciso) para a passagem de som. Fomos sem pretensão alguma pra que acontecesse este tipo de encontro, estávamos ansiosos para o encontro no show, mas quis assim quem escreve este filme da vida, antes de mais alguma coisa peço desculpas pelo susto, pois na hora que deixou o corredor e entrou na sala onde estávamos, eu dei um pulo do sofá , e disse alto seu nome, rsrsrsrsr na hora nem me toquei mas depois voltando a fita lembro que ficou um pouco assustado, mas espero que entenda (tententender).
    No domingo jogo de vida ou morte do nosso time do coração (Palmeiras) na mesma data e próximo a Arena show do Teatro Mágico com participação mais que especial nem preciso dizer, não pensamos duas vezes e de cara compramos os ingressos do show só faltava os do jogo, foi então que ficamos sabendo do show em Tupã, foi ai que a eminencia desta satisfação que a arte proporciona falou mais alto e o calculo foi este (HG+palmeiras+vitória 1°divisão)= DIA ESPECIAL, mas poderia também ser outro resultado, foi ai que no passar dos dias percebemos que a maior razão pra irmos de São José do Rio Preto a São Paulo era pra te ver e ouvir cantar, este seria nosso maior prazer, mesmo que breve, já o jogo ............. Então decidimos ir pra Tupã e o resultado que já imaginaríamos ficar em nossos corações e mentes mesmo que vivíssimos 200 anos, transcendeu e ficara em nossos espíritos nesta e em outras vidas.


    Grande Abraço Humberto.


    ResponderExcluir
  43. Estar de viagem a trabalho em Curitiba e assistir à apresentação do HG pela rádio local no Shopping Curitiba é uma oportunidade única que tive. Valeu muito ver o artista mais à vontade e mais próximo do público. Espaço lotado e ouvindo comentários de que se tratava de algo incomum em comparação com a presença de outros artistas convidados pela mesma rádio dá uma ideia da amplitude da arte e do seu valor.

    ResponderExcluir
  44. Humberto, Sou do pará, sou flamenguista, meu pai é gaúcho e internacional doente, achou seu comentário fantástico, correto e digno de um gremista de respeito pois acha o grêmio grande, mas o inter é gigante. Somos a família Escher, irmãos e sobrinhos de Oscar Escher e nós todos te amamos, você é o orgulho de todo o gaúcho que se preze, apesar de ser gremista.

    ResponderExcluir
  45. Hey moço fofo?!?! Me empresta o seu DVD?!?! Prometo devolver pra "você mesmo"!!! Hehehe...

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  46. Olá HG nossa vã filosofia e sua van filosofia têm muitos pontos em comum. É interessante observar os sentimentos compartilhados de uma multidão ao empurrar um time desacreditado ou em alta, ou a aplaudir um artista como vc, celebraram paixões, comungam alegrias, tristezas. E sim, o sofrimento no futebol é lúdico, na vida as lágrimas, de felicidade ou de dor, têm suas nuances bem demarcadas, no esporte costumam se misturar mais. Sempre digo que para todos momentos temos a música! E vc nesses shows q faz pela vida, é o esperado pelas multidões ou público sortudo em número mais reduzido aguardam, deve ser mesmo uma sensação única toda vez q sobe ao palco pensando q aquelas pessoas o admiram e de alguma forma se identificam com seu trabalho. Sempre gostei desde da época dos Engenheiros, mas conheci um cara q te ama (ah se tivesse gostado de mim 10% do q gosta de vc...) Segunda-feira fez aniversário o sagitariano aventureiro e hj vc vai tocar na área dele, tomara q se estiver pelo Rio consiga assistir ao seu show! Abraços

    ResponderExcluir
  47. Cresci te ouvindo, e ouvindo você dizer que não era para te ouvir.
    Minha vã filosofia, ou o reconhecimento de um fã.

    Um abraço.
    http://www.recantodasletras.com.br/autores/arthurbarbosa

    ResponderExcluir
  48. Humberto, se és tu...Saiba que em breve teremos um Fã Clube muito dedicado e com muito amor por suas poesias, sim, pois a música em si já existe, o som da vida, mas tua poesia inovadora é que nos toca a cada palavra escrita e depois cantada. Este Fã Club será em Belém do Pará. Pelas pesquisas, não temos toda a certeza ainda, será o primeiro. Conto com a colaboração de todos e de todo o Brasil.
    Abraços infinitos! Caroline Praxedes e Flávio Cordeiro.

    ResponderExcluir
  49. Poucas vezes dou uma olhada neste blog, talvez de mês em mês, mas toda vez que isso acontece encontro um texto fabuloso como este

    ResponderExcluir