caminhadas por qualquer caminho (137)


Hoje começo pelo "bah": eu havia prometido divulgar no post desta semana o local do show que vai virar DVD. Mas surgiram novas alternativas e ainda não batemos o martelo. Só avisarei quando estiver 100% certo, sem chance de mudança, pois sei que há uma galera de várias regiões se programando para assistir (bandeiras de vários estados sempre estiveram presentes nas gravações de DVD!).

Conto com a compreensão de todos. É um ano atípico, com Copa, eleições e um carnaval tardio. Não saco nada de show business, mas quem entende me explica que um calendário assim deixa tudo mais complicado. Fiquem ligados que avisarei por aqui, twitter (@1bertogessinger) e facebook (1gessinger) logo que confirmar o local.

Então, vamos ao que interessa: jogar conversa fora, uma das boas coisas da vida. Segue o texto da semana.




Um par de tênis confortáveis é meu meio de transporte favorito. Isso me coloca no fim da fila da relevância no que diz respeito à mobilidade urbana. Atrás do soberano automóvel, das motos e bicicletas, dos skates e carrinhos de bebê. Pedestres só são notados quando atropelados. Então, melhor passar despercebido.

Sou assim desde sempre, ainda que só tenha me dado conta da estranheza dessa preferência aos poucos, cada vez que encontrava gente que não a entendia. Nas gravações do Simples de Coração, em Los Angeles, por exemplo. Ninguém lá entendia porque eu caminhava se tínhamos carro com motorista à disposição,  se o caminho do hotel ao estúdio não era amigável, se a temperatura naquela época do ano não ajudava. Mesmo assim, caminhei o disco inteiro.

Se dissesse que minha opção por andar se deve à consciência ecológica ou a preocupações com a saúde, estaria distorcendo a realidade a meu favor. Na real, caminho porque gosto. Simples assim.

Às vezes, me imagino fazendo uma caminhada longa, de vários dias. Aonde? Ainda não sei… para manter o espírito certo, não poderia ser uma jornada com motivação esportiva nem turística nem religiosa, o que  limita bastante minhas opções. Talvez por isso ainda não tenha feito a tal caminhada.

Num surto de interesse por Bach no início da adolescência, li que ele havia andando 350km para ouvir o organista Buxtehude tocar. 200 milhas! Bach, além de toda a música insuperável, fez a mãe de todas as caminhadas! Nunca esqueci essa info, desde então é uma imagem recorrente. Penso nisso antes de reclamar quando quero ouvir alguém no YouTube e a conexão está lenta.

Outra jornada bípede interessante foi a do Forrest Gump. Mas, hey, aquela foi uma corrida, né? Ficiconal e de caráter quase oposto, né? Não havia um mestre organista a ser ouvido no fim do caminho, nem direção e sentido parecia haver. Ainda assim, uma bela jornada.


Em momentos turbulentos, quando todo mundo parece querer propagar teorias grandiloquentes e visões panorâmicas que unificam tudo, é especialmente interessante ficar de olho nos pequenos detalhes.

Como andarilho, fico mais sensível aos detalhes das mudanças na paisagem urbana da minha cidade. Vejo coisas que passam batido quando emolduradas por janelas fechadas de automóveis. POA tem mudado muito e muito rapidamente - como de resto, imagino, todas as cidades de um país em transformação.

Tenho notado que, quanto mais diminui o tamanho dos jardins nos prédios novos, maior é o esporro feito para conservá-los. No lugar das velhas tesouras, máquinas barulhentas são usadas para cortar alguns poucos metros quadrados de grama. E uma geringonça de ar comprimido é usada para varrer a grama cortada (o objetivo não parece ser limpar a calçada: só empurrar a sujeira pra calçada do vizinho).

Não me tome por ludista, alguém contra a mecanização que facilita o trabalho. Acho bom que os trabalhadores estejam bem equipados. Só estou divagando inconsequentemente sobre desproporção...

... “um tiro de canhão para matar um mosquito”, “uma usina para acender uma lâmpada” são imagens frequentemente usadas para apontar a falta de proporção entre meios e fins. É sempre preferível – ao menos mais elegante -  que haja maior coerência entre “o que“ e “como”, né?

Bacana mesmo é a ideia de fazer as geladeiras inclinadas para que suas portas fechem sozinhas, só pela força da gravidade. Design elegante. Economia de meios.

Na vida e na arte, não é necessário ser épico o tempo inteiro. Ok, um exagero de vez em quando é bom. Mas, sem exageros: só de vez em quando. 


Dia desses, meu trajeto coincidiu com o do cara que afia facas. Não sabia que ainda havia alguns na ativa. Ele parecia deslocado, na sua bicicleta, com seu apito, entre prédios altos.  A distância entre o amolador e as facas cegas na gaveta da cozinha já não é só de um portão baixo e alguns metros. Agora há portarias de vidro espelhado e muitos andares separando-os.


Nas várias quadras em que andamos quase lado a lado, não vi o amolador parar para afiar nenhuma faca. Nem assim ele me pareceu inútil. Pelo contrário, cumpria a importante missão de lembrar tempos mais humanos, proporcionais.

abraços
do tamanho certo
18fev2014

84 comentários:

  1. Esse lance de proporções está mesmo engraçado. Reduziram os aparelhos e aumentaram os fones.

    Saudações. Emerson Gimenes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo.
      E numa época em que passar despercebido num caso desses seria uma vantagem, o povo só falta colocar sinal luminoso pro ladrão. Vai entender...

      Excluir
    2. Emerson, tu és o mesmo dos tempos da lista enghaw? Qto tempo aquilo...
      Quanto às proporções, nesse mercado do super-hiper-mega-pop, sempre haverá alguém para desenhar tendências e mudar proporções, enquanto houver seguidores dispostos a seguir cegamente...
      E como temos cada vez mais seguidores-cegos, que adoram se manter update nos padrões.....
      abs, Ricardo Grings/Poa

      Excluir
  2. Grava o DVD em Belo Horizonte, Humberto! =)

    ResponderExcluir
  3. 1Berto, primeira vez que comento no blogessinger... Acompanho há um bom tempo, mas nunca tinha esperado a meia-noite, em ponto, para ver se sua pontualidade seria de verdade. E, sim, é de verdade.

    Continuo lendo o texto no calor de Maceió, enquanto tomo um mate - Ilex Paraguarienses - por influência sua.

    Abraço e parabéns, mestre! Em breve de volta aqui, que Deus e o Wilson me ouçam.

    ResponderExcluir
  4. realmente os pedestres só são notados quando são atropelados ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah! Por aqui, não. Sempre vejo uns e outros se aventurando no meio dos carros :-O

      Excluir
  5. Ba! Eu também gosto muito de caminhar.Faz quase 2 anos que tudo que eu tenho que fazer em Pelotas,eu faço andando.Só que essa história de tênis confortável não rola pra mim.Meu pé é muito grande e com tênis confortáveis parecem ficarem maiores.Minha vaidade calcante permitem apenas o bom e velho all star de sempre rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o All Star é bom demais!! leve e confortável... não recomendado para as caminhadas, para o uso no dia a dia, acho que é o melhor!!

      Excluir
  6. Poxa Beto, os Deuses devem está de sacanagem! Nada sobre o dvd ainda :( ansiedade só aumentando! A respeito de caminhar por ai, sem destino, me parece uma boa forma de se desligar de tudo. Pensando seriamente em tirar um dia só pra caminhar sem rumo, sem léu...

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Ótima observação. Esse aspecto da inversão (entre outras por aí) é assustadoramente óbvio e, ainda assim, passa despercebido muitas vezes. Vou cavar mais nesse terreno agora...rs

    Nada mais claro do que a desproporção entre tecnologia e comunicação, né não? Até cego escuta e surdo vê (sem nenhuma conotação preconceituosa, por favor!!! Atualmente é quase perigoso ser sarcástico, debochado, ou usar analogias). ;-)

    Aqui uma postagem de um tempo atrás de meu blog sobre isso: http://entretextomeiaspalavras.blogspot.com.br/2013/05/como-unica-acao.html
    e, se interessar, a postagem mais recente termina com uma frase que expressa, de certa forma, o que considero arte. Como a sua ;-)

    Boa semana.

    ResponderExcluir
  9. Que texto sensível...
    que saudade estava de fazer meu rito de passagem segunda/terça...
    estava um vazio sem ele!!!

    ABRAÇOS GESSINGER!
    AMO!

    ResponderExcluir
  10. A vida é mesmo engraçada! Logo tu que foste e és a motivação de tantos jovens pra pegar a estrada, ainda não encontrasse um motivo pra iniciar tua longa caminhada... Enquanto isso continuamos na estrada, devidamente motivados, só esperando a confirmação dos shows. A propósito, Enghaw continua sendo a grande responsável pela maior parte da quilometragem que já percorri, por terra, nessa estrada. Que venham mais!
    Um abraçaço. De fé,
    Marne Lisieux.

    João Pessoa/PB

    ResponderExcluir
  11. Essa é a primeira vez que comento aqui e verdade seja dita: minha semana começa a partir da terça-feira quando leio teus textos. Valeu Humberto. Pelas palavras e pelo show (que finalmente) vai rolar em Sampa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finalmente mesmo! Agora é só torcer pro dvd ser gravado aqui também :D

      Excluir
  12. Muito bom! o texto as observações e reflexões. Se eu for tentar elogiar o tanto que gostei vai ficar muito chato! Por isso só dizer que: No meio de tanta confusões por todos os lados, ainda bem que existe uma pessoa com pensamentos e observações que consegue sintetizar tudo com belíssima precisão e genialidade! Parabéns!

    ahh legal foi legal demais ! Ler sobre o Forest Gump....Uns dos meus sonhos é, e sempre será um dia sair por aí igual a personagem no filme. Abraços HG

    ResponderExcluir
  13. Quando a primeira liminar da Portuguesa foi negada, o advogado da Lusa disse que para matarem a pulga, mataram o cachorro. Isso que é desproporção.

    ResponderExcluir
  14. Humberto 'forrest gump' gessiger hehehe

    ResponderExcluir
  15. Mais um belo texto. Mas Belo Horizonte continua te esperando ansiosamente para a gravação desse tão aguardado DVD.

    ResponderExcluir
  16. "quando todo mundo parece querer propagar teorias... é especialmente interessante ficar de olho nos pequenos detalhes"

    De fato, são estes detalhes que realmente fazem toda diferença! Como o caso das redes sociais que atravessam bandas largas para armarem sua grande teia de informações! Apesar de tudo que se compartilha, torna-se limitada (e sempre será) por não poder oferecer um abraço, aperto de mão, tabuleiro de xadrez ou um xícara de café! Estamos cada vez mais "desconectados" em frente uma tela, quando poderíamos estar conectados com alguém que passa em nossa rua e nem sequer sabemos o nome, o que pensa, que ajuda precisa. Quanto mais velocidade para navegar, menos tempo para caminhar! (proporcionalmente correto?) Cinco minutos jogando conversa fora com um amigo valem mais do que horas "desconectados" em frente à tela! Há, lá fora, não tão longe, alguém aguardando uma conexão! Tenha coragem de puxar o plug e calçar o tênis!

    Um abraço,
    sem plug e de tênis!

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Também caminho e observo, entro em sintonia com o mundo ao redor.
    Hoje em dia, até uma simples caminhada, é utilizada para checar redes sociais, e as pessoas ficam de cabeça baixa e continuam não percebendo o mundo ao redor. Uma pena! Que venha dia 21. SAMPA o espera!!!!

    ResponderExcluir
  19. Excelente texto! Continue as andanças! Acho que daí sai muito tua percepção de mundo que, unida a leituras, faz brotar tua arte com a qualidade que encanta a todos!

    Mas, já que tá rolando uma torcida aqui, então, voto em
    F O R T A L E Z A.
    (Fica mais perto pra mim, além do que acho que o nordeste ficaria muito Feliz!)

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também voto Fortaleza ~DRAGÃO DO MAR se possível com Participação especial de Fagner e Zé Ramalho nas musicas ENGHAW. O Nordeste em Peso estará lá..

      Excluir
  20. Grande mestre, perfeito a conexão do mundo com o amolador de facas, raramente vejo um aqui em POA, quando vou a Bagé o profissional das facas teima em cruzar comigo diariamente.

    abraco!

    ResponderExcluir
  21. Não há dúvidas... esta turnê foi sucesso antes mesmo de começar, começar por BH. O registro deve ser lá, relembrando o começo, pautando o fim ou melhor, a continuação do novo começo.
    BH não é apenas mais um cenário para a gravação de mais um DVD, é o berço do INSULAR, lá ele nasceu e lá ele deve amadurecer.
    Parabéns HG, sempre se superando. Desculpe pela pressão, ela se misturou com o meu desejo.

    Abraços e boa sorte, sei que fará a melhor escolha.

    ResponderExcluir
  22. Humberto estamos esperando sua visita a Manaus !

    Abraco

    ResponderExcluir
  23. éh... parece que coisas mudaram meu caro.... uma pena... e parabéns você consegue reduzir a passagem do tempo, mesmo num mundo onde não se mastiga mais, pelo contrario, se engole...

    ResponderExcluir
  24. Não importa onde seja o show, eu quero estar lá! lembro que quando eu tinha 9 anos vc tocou na minha cidade, e eu fiquei chorando por minha mãe não me deixar ir... Agora, com 25, tenho um marido que te adora tanto quanto eu, e agora a gente vai, porque a mãe deixa! rsrsrs um grande abraço!Obrigada por todas as horas de inspiração, reflexão e alegria!

    ResponderExcluir
  25. que ESSA GRAVAÇÃO DO DVD SEJA NO PARANAAÁA!

    Nosso Estado te espera de braços abertos e Gargantas Afiadas - AAAAAAAAAAAAGAGEEEEEEEEEEEEEEE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou fazer coro com vcs, vai que rola... um abraço a todos os de fé!!!

      Excluir
  26. A própria internet veio para encurtar distancia e criou um distanciamento entre as pessoas e suas vibes de redes sociais e aplicativos;Quase não rola mais aquela conversa agradável numa mesa de bar. É cada um mexendo no seu cel moderno rs

    ResponderExcluir
  27. Acredito que a folha na relva não seja menor que a jornada das estrelas...whalt whithman.

    ResponderExcluir
  28. Amei o trecho Em momentos turbulentos, quando todo mundo parece querer propagar teorias grandiloquentes e visões panorâmicas que unificam tudo, é especialmente interessante ficar de olho nos pequenos detalhes.

    Essa.semana que se passou minha semana foi muito turbulenta...e um abraço amigo foi um pequeno detalhe q me ajudou...

    Anciosa p saber onde vai ser a gravação do DVD...

    ResponderExcluir
  29. Amei o trecho Em momentos turbulentos, quando todo mundo parece querer propagar teorias grandiloquentes e visões panorâmicas que unificam tudo, é especialmente interessante ficar de olho nos pequenos detalhes.

    Essa.semana que se passou minha semana foi muito turbulenta...e um abraço amigo foi um pequeno detalhe q me ajudou...

    Anciosa p saber onde vai ser a gravação do DVD...

    ResponderExcluir
  30. Seus textos são impressionantes!! Todos eles, os musicados ou não!! Cada texto publicado é uma emoção diferente.. Esperando a gravação do DVD, quem sabe em Sampa!! Estarei aqui esperando!! Estarei no show.. gravando o DVD ou não!! Abraços!! Na medida certa!

    ResponderExcluir
  31. Acompanho sempre seus textos. Hoje quero apenas manifestar a minha torcida para que agravação do DVD seja em BH!!!!!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  32. Não entendo o porque as pessoas ainda insistem é querer que tudo seja sempre épico, e em dizer que o que não é épico não presta

    ResponderExcluir
  33. E pensar que tem gente que caminha em esteiras. Acho que Einstein ficaria irritado!

    ResponderExcluir
  34. Sei que é quase impossível, mas os fãs de Belém ficariam muito gratos se a gravação do DVD acontecesse por aqui... Mas apesar de estarmos " onde as paralelas se cruzam" também estamos "longe demais das capitais", incoerência ou desproporção? Rsrsrs.... Abraços

    ResponderExcluir
  35. Apesar de ainda não estar definido o local da gravação do DVD só de ver BRASÍLIA aparecendo na agenda já sinto uma alegria imensa!!!

    ResponderExcluir
  36. Massa.. tbm curto uma bela caminhada.. avistar horizontes é uma fonte de reflexão. Mesmo que seja um horizonte de edifícios.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  38. Cara,só tenho 14 anos...não sei nada da vida,mas sei reconhecer música boa,sou sua fã! te amo Humberto!e não vejo a hora de sair o DVD! ;D Larissa,Sobral-CE

    ResponderExcluir
  39. Humberto...

    Os vidros dos carros isolam... os fones e óculos no ônibus impossibilitam a conversa... os vidros espelhados limitam o "bom dia" ao porteiro.

    Os passos são questionados; os sorrisos, não correspondidos; o amolador de facas, ignorado; os vínculos, evitados e voláteis.

    Ah... saudade do tempo (que não vive) no qual as palavras amor e amigo eram utilizadas quando realmente sentidas...

    Ah... satisfação que senti ao voltar a minha pequena cidade e, na caminhada ao trabalho pela manhã, ver e corresponder a sorrisos proporcionais aos afetos que cultivei/o desde o nascimento, e que são tão diferentes daqueles que não foram nem percebidos pelo outro ao subir em ônibus lotados na Capital.

    Ah... Entendo tanto esse texto.

    Um abraço proporcional a minha admiração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Kelly,

      Um texto que nos remete a um passado não tão distante, mas de relações mais afetuosas, sinceras, presenciais. Não era perfeito, certamente, mas o movimento do mundo parece um expansão cósmica, criando distâncias infinitas sem perspectivas de volta.

      O Humberto caprichou no texto. Ficou bom demais!

      Excluir
  40. Sobre o DVD, pensar na gravação no Espírito Santo é quase devaneio, né?!

    Tá certo... mas venha logo fazer um show aqui!
    A galera toda tá te esperando desde o ano passado.

    ResponderExcluir
  41. desproporçao é o dinheiro publico em copa do mundo e na saude kkkkkkk......rj.

    ResponderExcluir
  42. Um local pro DVD?
    Minas uai!!!
    Quanto ao texto da semana,
    incrível caminhada!

    Grande abraço.


    ResponderExcluir
  43. Belíssimo texto!!! Sou mais um "caminhador", sempre que posso faço meus caminhos andando a pé, pena que a violência das cidades está tirando essa paz, tenho que selecionar locais e horários para isso.

    Pior ainda é ter que explicar ao pessoal o porque deixo o carro na garagem e saio a pé.

    Se possível estarei na gravação do DVD também, será meu terceiro show dessa turnê.

    ResponderExcluir
  44. Tenho estado bem desmotivado com o rumo que as coisas tem tomado. O que mais tem contribuído pra isso é a dependência das máquinas e ao mesmo tempo a falsa ética verde, que acaba sendo mais uma manobra para venda de certificados ambientais e mais um nicho mercadológico. Os bons hábitos do passado se vão...não vejo esperança de melhorias.

    O que faço é escutar um "The Smiths" no meu toca-discos e fingir que to nos anos 80. =)


    Gravação no Rio de Janeiro!!

    ResponderExcluir
  45. Caminhada ?
    O DVD podia ser em São Paulo dia 21/03.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  46. Só vc pra terminar um texto assim : "Pelo contrário, cumpria a importante missão de lembrar tempos mais humanos, proporcionais."
    Demais, adorei...

    ResponderExcluir
  47. Sempre que tenho tempo disponível para uma caminhada até o clube do meu bairro, seja para ir a academia, jogar um futebol, sauna ou piscina, vou a pé. Estranho falar isso. Falta de tempo para ir ao clube! Mais um exagero. Num cotidiano acelerado, acabamos calculando o tempo até para nos divertir.

    Nesse caminho, quando estou a pé, me lembro de quando criança saia de tarde para ir treinar no time de futebol desse clube. Por mais de 10 anos fazia esse trajeto a pé. Na cabeça o sonho de um dia ser jogador de futebol. Quanto tempo! Dá saudade refazendo o caminho, hoje com outros planos no pensamento. O tempo rouba até nossos sonhos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  48. As maquinas de aparar arbustos, ou cortar grama, e o instrumento de ar para empurrar as folhas, são mais um passo na mecanização que um dia promete que os robos é que farão esses trabalhos ditos "braçais", enquanto a maioria das pessoas vai se utilizar do tempo de sobra pra ficar deprimido.
    "Well come my son, well come to the machine"
    Mas se é pra se extrair algo do texto de hoje, prefiro outro bordão:
    "Pra frente é que se anda, para a praça ver a banda passar"!!!!

    Aquele abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... mais um passo na mecanização que um dia promete que os robos é que farão esses trabalhos ditos "braçais", enquanto a maioria das pessoas vai se utilizar do tempo de sobra pra ficar deprimido."

      E caminhamos assim... :/

      Excluir
  49. Po massa DVD cara!!!!
    Legal o assunto que vc levanto nesse texto, nós nem nos damos conta disso, tudo vai acontecendo de forma rápida e sutil.A histórinha do sapo na panela :).
    Abraço

    ResponderExcluir
  50. venha aki na minha cidade ipu-ce andar pelas ruas,acho q vc vai ser mais interessante do que todo transito daki.eu axo q todo mundo vai parar pra ver.

    ResponderExcluir
  51. o que é a vida senão uma grande caminhada, você escolhe em viver ou simplesmente utilizar um carro pra fazer o trajeto e perder a melhor parte.......

    ResponderExcluir
  52. Muy bueno!! Todos los detalles que nos perdemos, casualmente, hace un par de semanas, pasó un afilador de cuchillas frente a casa, y cuando se lo comenté a una amiga, con quien convivo (porque también creí que ya no quedaban personas en el oficio), me comentó que no sabía que existía tal ocupación! Gracias por compartirlo!!

    Abrazo grande desde Uruguay!

    ResponderExcluir
  53. Eu entendo muito bem o HG. Também tenho essa predileção pelo uso dos pés como meio de locomoção sempre que possível (como costumávamos falar qdo crianças, "vamos de pé-dois".
    Meus acompanhantes não gostam muito de viajar comigo, porque sempre levo-os a caminhar muito. Minha namorada, meu filho sempre brigam comigo que caminham demais, especialmente quando viajamos.
    Mas não há forma melhor de conhecer os lugares (mesmo o nosso quintal) do que caminhando e vendo o gradiente de cada local - sem as mudanças bruscas quando se anda de carro ou ônibus ou no olhar entrecortado da bicicleta, porque se precisa prestar atenção em outras coisas.
    Caminhar mostra todas as nuances de como as coisas são e permitem entender o contexto. Senão o contexto real, ao menos o contexto que montamos ao passarmos por qualquer lugar...
    E sempre há coisas novas a absorver em meia dúzia de passos.
    Mas eu já fiz o negócio de caminhar vários dias. Passei a virada do milênio caminhando e descobrindo cada metro de 800 km entre o RS e Foz, quando fui para participar de um evento escoteiro por lá. Sem nenhuma motivação religiosa, esportiva, mas sempre é um encontro nosso conosco mesmo.
    Se o HG não detestasse tanto a praia, eu o convidaria para atravessar a praia do cassino a pé de novo (os 250km que caminhei por lá em 2005, em um deserto permite justamente descobrir o supra-sumo do gradiente)...

    ResponderExcluir
  54. Missão cumprida, li todos os textos desde o primeiro! Eh muita coisa boa! Parabéns, HG, magnífico trabalho, sou muito fã sua, seus textos me inspiram de tal forma que voltei a escrever. Minha musa voltou e só tenho que te agradecer. Abs. Patty

    ResponderExcluir
  55. VOU DAR UMA SIMPLES DICA PARA O LOCAL DE GRAVAÇÃO DO DVD - NORDESTE DO BRASIL

    PODE SER EM QUATRO PARTES UMA EM NATAL-RN OUTRA NA PARAIBA UMA EM RECIFE-PE E PARA FECHAR FORTALEZA -CE

    OS LOCAIS DRAGÃO DO MAR E TEATRO RIACHUELO

    O POVO NORDESTINO TÃO CARENTE DE ROQUENROU MERECE QUE ESTE DVD SEJA GRAVADO NO NORDESTE

    DOI TER QUE OUVIR SÓ FORRO, AXÉ, PAGODE , SERTANEJO E FUNK

    O POVO NORDESTINO É TÃO SOFRIDO EM RELAÇÃO AO ROQUENROU QUE RARAMENTE TEMOS GRANDES BANDAS POR AQUI E O GUNS VAI FAZER DOIS SHOWS POR AQUI PELA PRIMEIRA VEZ UMA EM RECIFE OUTRA EM FORTALEZA

    VEM PARA O NORDESTE HUMBERTO POR FAVOR VOCE JÁ GRAVOU DVD EM SAMPA ..

    FUI A UM SHOW TEU NO INICIO DA CARREIRA DO GLM NO PAPODROMO AQUI EM NATAL-RN MAS UM DVD SERIA TUDO NA VIDA

    ALEM DISSO O POVO NORDESTINO É MAIS SOFRIDO FINANCEIRAMENTE PARA IR PARA O SUL MARAVILHA É MAIS FACIL O POVO DAI VIR PARA CA

    ACHO QUE NATAL., FORTALEZA E PARAIBA SERIA O IDEAL

    ResponderExcluir
  56. Esse exagero do mundo moderno, nos mostra o quanto não percebemos o quanto: "O essencial é invisível aos olhos".

    ResponderExcluir
  57. Falaí !!

    Por favor,acessem meu blog:
    http://pormaispapocabeca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  58. Texto show!!!!
    Márcia Souza, 07 de março de 2014
    Adoro caminhar, na verdade caminho todos os dias, e todos os dias vejo coisas diferentes,não vistas de carro, Uma hora dessas, venha pra BC, reuniremos um grupo pequeno, a fim de caminhar sem destino por algumas horas!!!
    Abaços!!

    ResponderExcluir
  59. Caramba qdo lí o título do post já me veio "pra entender" na cabeça... uma caminhada por qqr caminho, um carinho qqr... basta ver o que nao se enxerga, e só se enxerga nos olhos de uma mulher... pra entender... tããã dã dã di dã... pra entender... tããã dã dã di dã... nada disso é td e td isso é fundamental. Viagem total. Grande abraco Humberto!

    ResponderExcluir
  60. estou esperando um show em Montes claros MG, seria tipo, meu sonho realizado hah :))

    ResponderExcluir