Trocentos Trios (112)

O dia estava lindo, hoje, em Porto Alegre. Quem vos escreve é suficientemente aberto para apreciar a beleza dos dias de chuva, mas não desdenha os clássicos como hoje: sol sem calor. Um dia em que a utopia de apenas ser – sem ter, sem querer – parece possível. Ao menos a mim pareceu, enquanto caminhava em direção ao estúdio.

A semana vai ser de ensaios com Luciano Granja para o show de sexta em Vitória da Conquista. Terceiro trio da estrada, tour dois mil e treze. O som destes Rs e Ts se misturava na minha cabeça ao ruído do trânsito. Saudade de ouvir, enquanto caminho, os próprios passos, a respiração, algo que não seja Ford, GM, Volkswagen…

(*)

Mais do que nas estreias, é nos ensaios que a excitação, as dúvidas e esperanças do porvir fervilham na cabeça. Repassei, na minha caminhada, 35 anos de ensaios; minhas tentativas de tocar bandolim num regional de chorinho no porão da casa de minha infância, a garagem da família Maltz, a grande sala da minha casa de infância - já abandonada - assistindo ao nascimento do HG3, o estúdio Retoque em Botafogo! Ah, esse tem histórias incríveis…

… lá, numa noite de 1991, ensaiávamos numa sala enquanto Guns and Roses ensaiava na outra. Por uma coincidência na frequência dos transmissores de FM dos instrumentos, a guitarra deles era captada por nossos amplificadores e vice-versa.

O zelador do estúdio era um cearense muito simples e gente fina. Seu nome era Gentil, palavra que - desconfiado como todo cara longe da sua terra - não  servia como adjetivo para definí-lo.

Até hoje não sei como ele resolveu a questão da interferência entre guitarras e amps das duas bandas. Seu vocabulário era quase incompreensível para nós gaúchos e totalmente incompreensível para a equipe dos gringos. Fui tomar um café na esquina enquanto o pessoal se entendia.

(*)

Com a tradicional ansiedade criativa que sempre me faz chegar aos estúdio bem antes do horário e com minha falta de paciência para frescuras (que me faz ter melhor relacionamento com porteiros e motoristas do que com diretores e artistas), bati altos papos com Gentil e aprendi muito com sua sabedoria nordestina.

Um dia ele falou que um gringo estranho, sempre com o capuz do moleton na cabeça, estava gravando ali. Depois de muito especular quem seria o cara e por que estaria gravando naquele estúdio de ensaio, descobri que era Bob Dylan.

Das gravações, teriam participado alguns percussionistas de samba. Apesar de acompanhar de perto as infos e fofocas sobre o senhor Zimmerman, nunca vi referência a essas sessões. Mas se Gentil (que não tinha noção de quem Dylan fosse) falou, acredito.

(*)

Ando mal informado, não sei se há algum outro trio tocando sem playback por aí. Às vezes a estrada fica solitária. Difícil achar quem saiba tocar na justeza deste formato. Mas, como quase sempre, a dificuldade se transforma em prazer e orgulho quando superada.

Obviamente, escalar um guitarrista para um trio não é igual a substituir um dos 125 músicos de uma orquestra que toca a Sinfonia Fantástica de Berlioz. Há que buscar características bem específicas e fáceis de comprovar, mas também há que - humildemente - torcer para que fatores imponderáveis, subjetivos e impossíveis de ensaiar atuem a favor no dia D, na hora H.

Felizmente, tenho tido sorte (pra não usar as muitas sílabas das palavras talento e disciplina) nestes trocentos trios .



bah: Enquanto colocava a voz em PLANO B (que será a coda do INSULAR (uma coda foda! com o perdão da rima e da má palavra)) quase mudei a letra de “SEM ensaio nem rascunho, o caminho a gente faz andando” para “SÓ ensaio e rascunho…” . Dá na mesma, né?
fraterno abraço
20ago2013

87 comentários:

  1. PLANOS DE VOO
    CHEGADAS E PARTIDAS
    A SEMANA PROMETE

    ResponderExcluir
  2. Ao berço, HG! A segunda finalmente virou terça aos De Fé. *__*

    ResponderExcluir
  3. Granja na Hora H e no dia D, vai ser afudê!

    ResponderExcluir
  4. Não contive o riso da identificação sobre dar-se melhor com porteiros e motoristas do que com diretores e artistas (que meus colegas não me ouçam...ou ouçam, vá)...ops...
    Gente humilde tem uma sabedoria própria, deve ser consequência das mãos calejadas, vai saber.

    Muito bom. Entre Axls, HGs, Bobs e Gentis, manda ver nos ensaios e (perdidas as esperanças de estar no show do Humberto no meu níver) fico aqui, de olho na agenda, esperando pela sigla aquela. É, RJ ;-)

    Boa semana.



    ResponderExcluir
  5. O bom de ler seus posts é a impressão de uma conversa casual e espontânea... em que as ideias surgem e se cruzam...

    Obrigada por compartilhar!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Já dá para dormir agora terça chegou bem apresentada como de costume De Fé (*)

    ResponderExcluir
  7. Agora sim começou minha semana :DDD

    Forte abraço Humberto o/

    ResponderExcluir
  8. Te leio como se fosse um amigo. Acredito que seja.

    ResponderExcluir
  9. Sempre que segunda se transfigura para terça, Gessinger senta aqui no meu quarto para conversar. Tão simples, tão singelo.

    ResponderExcluir
  10. Impressão minha ou o Insular foi o projeto mais prazeroso - e trabalhoso - que fez?

    Abs

    ResponderExcluir
  11. Trocentos trios únicos. Ótima leitura pra receber a terça.

    ResponderExcluir
  12. Respostas
    1. Corrijam me os especialistas, mas se não me engano é uma parte da música que fica entre a estrofe e a ponte ou entre a estrofe e o refrão ou no máximo entre a ponte e o refrão, hahahahahah

      Excluir
    2. Coda é o final da música... Pode ser uma estrofe ou refrão...no caso acho q o INSULAR encerra com a música Plano B (eu acho).

      Excluir
  13. Nós é que temos a sorte de (re)ver músicos super bacanas com você....boa sorte p Luciano Granja na Bahia!!! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Sr HG,

    Confesso que nas ultimas duas semanas o texto não me motivou um comentário. Mas para compensar o de hoje tá show de bola! Em 91 o Guns tava começando a estourar, e acho que a sensação de trabalhar no mesmo lugar que o Dylan trabalhou é enredo pra filme.

    Ensaiar.... Como é bom poder começar de novo quando errar... Que pena que na hora da apresentação não da pra dar um "control Z".

    Obrigado pelo texto!

    ResponderExcluir
  15. sorte mesmo foi te conhecido o Geltil !!!! pensa num cara humilde !!!!valeu Humberto vou dormir feliz,mas onde anda seu Gentil será?

    ResponderExcluir
  16. Por que tão amável??? Por quê???

    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se percebe o outro amável qdo já se tem e se doa amor!

      Excluir
    2. Kelly, sua linda! Queridona! :D

      Adoro essas pessoas do bem que o BloGessinger nos permite conhecer!

      Excluir
    3. Né Dani ? Se não fosse o HG e esse blog não teria conhecido uma pessoa tão especial quanto você. :D

      Valeu Gessinger ! xD

      Excluir
    4. Ai que amor, to me sentindo muito amada! *-*

      Adoro vocês! <3

      Excluir
  17. Ser sem ter...nada. Hoje em dia, ou sempre, o grande desafio. Mas talvez ñ seja esse o ponto neh?

    ResponderExcluir
  18. Sempre bom iniciar as terças por aqui!

    *mesmo qdo se tem a apreensão de uma prova de CNH provavelmente com chuva na quarta-feira...
    Palavras diminuídas por aqui pq o estômago abriga borboletas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha dado tudo certo na prova!

      Beijão!

      Excluir
    2. Toin-oin-oin... oin... oin!
      Vai ser na próxima, Dani.

      Obrigada pelo desejo.

      :)

      Excluir
  19. Humberto,
    quando terá um show aqui em São Paulo?
    parece que não gosta da gente aqui :(

    ResponderExcluir
  20. Instrumentos de Gessinger, voz de Axl Rose... caramba! Bela mistura!

    ResponderExcluir
  21. Só essa passagem: "Quem vos escreve é suficientemente aberto para apreciar a beleza dos dias de chuva, mas não desdenha os clássicos como hoje: sol sem calor. Um dia em que a utopia de apenas ser – sem ter, sem querer – parece possível." já valeu a leitura...ser na inteireza da essência que somos cada um de nós...

    ResponderExcluir
  22. Quero estar no show de Conquista no Festival de Inverno. Por que não rola uma sessão de fotos com os fãs depois dos shows? Fiquei esperando no primeiro show da turnê aqui em BH no mês de Março e nada...

    Belo texto. Bons shows e até mais!

    ResponderExcluir
  23. Humberto tem uma sensibilidade indiscritível, ao conseguir apreciar o dia, ao falar sobre o ser e o ter,coisas difíceis da maioria esmagadora (classe dominante=capital) entender. Todos iguais...Entre um trio e outro um ensaio e outro a vida segue, e sua arte é eterna.
    Valeu Humberto, abs.

    ResponderExcluir
  24. E mais um bocadinho de historia... :)

    Amei!

    ResponderExcluir
  25. lendo o texto atrassado.mais em fim maravilhoso como sempre.

    ResponderExcluir
  26. "Falta de paciência para frescuras" mais uma qualidade que admiro em você!

    Abraços, querido ídolo!

    ResponderExcluir
  27. E dizem as más línguas que o Humberto não gosta de Nordestinos. Ta aí, a cada dia que passa, ele nos prova o contrário.

    Gosto muito do trabalho do Luciano Granja. Que massa seria ver novamente o Gessinger, Luciano e o Adal tocar juntos. Nada contra o Bisogno =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca Ouvi Ninguém dizer que Gessinger não Gosta de Nordestinos e aqui e Natal-RN ele sempre foi super Carinhoso com todos os Nordestinos e Comigo..
      VALEU HUMBERTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

      Excluir
  28. Sidnei Rodrigues - SP20 de agosto de 2013 13:34

    ótimas lembranças....
    Show em São Paulo Humberto.....JÁ!!!

    ResponderExcluir
  29. Muito bom! Gostei, demais!

    Valeu! Humberto!

    ResponderExcluir
  30. Cara, aqui me Montevidéu estava igual. A sensação foi parecida a tua. Legal ler isso... uma abraço.

    ResponderExcluir
  31. "Recordar é viver", assim diziam os poetas Aldacir Marins e Macedo em 1955. O que seríamos nós sem nossas lembranças do passado e do futuro que imaginávamos. Não há vida sem memória, sem fatos marcantes que a simplicidade do momento nos oferece.

    Muito bom, Humberto, poder ler suas reminiscências e viajar no tempo.

    ResponderExcluir
  32. Grande Gentil,Gentil é gente fina =P

    ResponderExcluir
  33. cade o tavares? saiu?

    ResponderExcluir
  34. E o HG tá cada vez mais parecido com o Hermeto Pascoal !!! hehehe

    Afudê...

    ResponderExcluir
  35. e esse Tour que não passa por Belém-Pará ? :(

    ResponderExcluir
  36. Pra que um trio se pode ter trocentos, né? :)
    Confesso que no início tive um certo preconceito por não ter músicos fixos. Ah, bobagem... tá super do jeito que está!

    "Todo dia é assim
    Nem me lembro desde quando
    Sem ensaio nem rascunho
    O caminho a gente faz andando..."

    Já vi Rafa, Tavares e Aranha, agora é a vez do Granja.
    Traz ele pra MG!

    Aquele abraço HG,
    Até semana que vem. ;)


    ResponderExcluir
  37. Super ansioso pelo show em minha cidade Vitória da Conquista, que carinhosamente chamamos de "Conquista, a Suiça Baiana". Até o show, na sexta Humberto!

    ResponderExcluir
  38. ótimo texto,realmente encontramos algo de valor em pessoas que as vezes julgamos como simples. Simples pessoas, mas com um arsenal de valor e cultura fantástico. Queria também ter esse tempo de conversa com o nosso camarada Gentil.

    ResponderExcluir
  39. lá, numa noite de 1991, ensaiávamos numa sala enquanto Guns and Roses ensaiava na outra. Por uma coincidência na frequência dos transmissores de FM dos instrumentos, a guitarra deles era captada por nossos amplificadores e vice-versa.

    ENGENHEIROS / GUNS AND ROSES E QUEEN
    AS BANDAS QUE EU APRENDI A AMAR

    TAMBEM GOSTO DE PINK FLOYD, BEATLES ETC

    ResponderExcluir
  40. Sempre bons guitarristas te acompanhando mas o minimalismo eloquente do augustinho não é alcançavel. Tá demais o show. Abraço!

    ResponderExcluir
  41. Luciano Granja ... na minha humilde opinião um dos melhores guitarristas que acompanhou HG nas novas formações ...

    Queria ver esses ensaios ...

    abç

    ResponderExcluir
  42. ETERNAMENTE FÃ DESTE MAGNÍFICO SER... SUAS LETRAS, UNIDAS A SUA VOZ TOCA O MEU CORAÇÃO. TODOS OS DIAS, AS VEZES POR HORAS E HORAS ME PERCO NESTAS LINDAS CANÇÕES.... QUEIRA UM DIAS DEUS..ME OFERECER UMA SIMPLES OPORTUNIDADE DE AGRADECER A ESSE HOMEM PELO BEM QUE ELE FAZ A MINHA VIDA E A VIDA DE MUITOS QUE SABEM APRECIAR UMA BELA CANÇÃO... QUEM É FÃ SABE O BEM QUE ELAS FAZEM ...TOCAM LÁ NO FUNDO DO CORAÇÃO... E NOS FAZ TER UMA REFLEXÃO VIDA..E SER PESSOAS MELHORES...❃ ❂ ❁ ❀ ✿ ✾ ✽

    ResponderExcluir
  43. Os de fés estão espalhados por ai,
    e alguns produzem seus textos, Deem uma conferida
    http://magisdiligit.blogspot.com.br/

    Tenho certeza que gostarão, porque os de fé vibram em outras frequências.

    ResponderExcluir
  44. Incapaz de sentir com sensatez a divisão das tuas esferas de linguagem, lhe ofereço minha paraxodorsal opinião oprimida na ansiedade do meu profundo desejo de rever os ases na mesma "pegada" musical. Convida o Licks para tocar contigo, amigo

    ResponderExcluir
  45. ... "trocentos troféus"
    para Terceiro trio da estrada,
    tour dois mil e treze!!!

    ResponderExcluir
  46. QUANTO VALE A VIDA ANTES DE UM SHOW COMEÇAR, CHEGO SEMPRE UM POUCO ADIANTADO PRA SENTIR UMA ESTRANHA BOA SENSAÇÃO DE FRIO NA BARRIGA. VALEU RIO PRETO!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  47. OBRIGADO POR TANTA INSPIRAÇÃO

    ResponderExcluir
  48. Grande Gentil fazendo sua parte...
    Fiquei a semana toda sem poder ler seu texto por não ter tido tempo livre, angustiado é claro.rsrs
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  49. Saber que você vai estar pertinho de Sergipe e eu não vou poder ir :(
    Trabalho novo é isso Humberto, nem atestado posso apresentar hahahahaa..Vamos deixar para a próxima.
    Te desejo um show muito louco!!

    E sol sem calor realmente merece uma apreciação rss..Sinal de que está tudo em paz no reino da química não é mesmo?

    ResponderExcluir
  50. Pô 1berto, o doutorado está chegando e a Jam Session se afastando... Vamos dar uma tocada!

    []´s
    Leonardo Lima/RS
    www.ufrgs.br

    ResponderExcluir
  51. Quando os enghaw voltar e com um trio gostaria de ver:

    HUMBERTO(BAIXO)
    LUCIANO(GUITARRA)
    GLAUCIO(BATERIA)

    na reserva (Lucio,Pedro)nos teclados

    E O QUE PODE SE TORNAR MAIS REALIDADE

    ResponderExcluir
  52. Cada grão de areia tem uma cor única!

    Maringá city aguarda um tal show gessingeriano portoalegrense!

    Abraço guri...



    Thiago

    ResponderExcluir
  53. Cadê a Cila?

    Tá qse virando outra terça...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Ando tirando as borboletas do estômago e do casulo.

      Boas canções e passos, Cila!

      Excluir
  54. Insular não é um filho qualquer de qualquer um. É filho de Humberto Gessinger. Um filho feito com o que há de melhor... com o que dá pra fazer.

    ResponderExcluir
  55. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  56. Gessinger sou muito seu fã, me de a oportunidade mostrar algumas possíveis letras de musica que criei com base na suas autorias mesmo que seja virtualmente!!!

    ResponderExcluir
  57. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  58. Humberto...

    Fico feliz que continues compondo e criando material. O que eu gosto mais nas tuas canções é que mesmo depois de anos escutando, as vezes acabo entendendo ou imaginando novos significados para as letras. Pode parecer comum que um apreciador da tua arte faça elogios, mas gostaria de agradecer, pois graças ao teu trabalho me motivei a compor e isto é algo que me faz sentir realmente vivo.

    Jaime Davi Maciel Santos Junior - 25 anos
    São Leopoldo - RS

    ResponderExcluir
  59. sigam o 1berto no instagram

    @humbertogessingeroficial

    fotos atualizadas dos shows etc...
    só pra quem é fã de verdade do melhor compositor de todos os tempos ^.^

    ResponderExcluir