The Book Is On The Table (113)

Estranhos tempos estes em que a adolescência parece durar dos 2 aos 92 anos. Ficamos todos estacionados no estado mental para o qual as vitrines são decoradas e no qual os cartões de crédito são muito bem-vindos. Mais velhos do que somos, no caso das crianças. Mais jovens do que somos, quando adultos.

Perigo! Esquecer o corpo e o tempo, ficar cego ao que eles mostram e surdo ao que eles dizem: passaporte certo para uma existência esquizofrênica.


(*)

Com a chegada do quinto livro, perguntaram-me se me considero um escritor maduro. Até alguns livros atrás, perguntavam-me se me considerava um escritor. Perguntas só aparentemente simples.

Difícil saber, nessa realidade elástica (ou líquida como quer aquele filósofo polonês) em que ponto da vida "maturidade" deixa de ser uma virtude rara para se tornar uma obrigação banal. Ainda mais por não serem simétricos o jovem maduro e o adulto imaturo. São criaturas que, às vezes, convivem na mesma pessoa nesses estranhos tempos. Tão estranhos que achamos normais.

(*)

Ouvi, não lembro onde, que capricornianos nascem velhos e vão rejuvenescendo com o passar do tempo. Apesar de desconfiar destas simplificações, entendendo bem o conceito.

Gosto de ler horóscopo de jornal, quando algum me cai em mãos. Não pelos vaticínios; pela concisão literária: um par de linhas para prever, aconselhar, admoestar, consolar... E pela imaginação necessária. Afinal, são doze signos, todo dia do ano! 


Quinta-feira, no aeroporto, indo para o show do fim de semana (valeu, Vitória da Conquista!), chegou a minhas mãos o Seis Segundos de Atenção . Lá se vão 20 discos, 5 livros, e segue se repetindo sempre a sensação de estar começando. Confusa mistura de convicção e dúvida.

Já comecei a fazer os autógrafos para os parceiros de fé (logística que a Stereophonica.com.br viabiliza). Alguns colegas, vendo a desproporção entre custo e benefício, me perguntam como tenho paciência para toda essa mão de obra. Estranho a pergunta.

Na real, sinto muito prazer autografando pro pessoal. Encaro como uma cerimônia zen, penso na arte do Shodõ, nos mestres japoneses, na arte do arqueiro zen, da cerimônia do chá, da manutenção de motocicletas… lamentando sempre que minha caligrafia não esteja à altura do carinho que recebo e desejo retribuir.


Passarei esta semana em Passo Fundo-RS, participando da Jornada Literária. Evento tradicional e superbacana que universidade e comunidade realizam de dois em dois anos.

Assim como na edição de 2011, compus a música tema do evento a partir de um poema do professor Paulo Becker. É algo que não estou acostumado a fazer: música programática, pragmática, para servir a um fim bem específico.

Há sempre o risco de ficar muito parecido com um jingle ou hino. Nada contra jingles e hinos, talvez até fosse a coisa certa a fazer. Mas acho que não tenho a técnica necessária para escrevê-los e, se me convidaram, imagino que seja para fazer o que sei fazer. E o que sei fazer? Ih… ahn… pois é… boa pergunta… canções, eu acho.



bah : livros... Modernidade Líquida (Zygmunt Bauman), Amor Líquido (Zygmunt Bauman), Zen e A Arte da Manutenção de Motocicletas (Robert Pirsig), A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen (Eugen Herrigel)...
abraços
27ago2013



65 comentários:

  1. Saudações Alemão!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gessinger vc ganhando 35 em um time de futebol, vc sairia para ganhar 500 ? Eu tbm não! abs

      Excluir
  2. Tche
    Fiquei super feliz
    de ver o meu livro
    autografado na primeira
    fornada.... será que demora
    ainda a distribuição ?????

    ResponderExcluir
  3. Sempre grande Humberto! Pretendo te encontrar em Passo Fundo, será uma honrá inigualável! Enquanto o dia não chega, ouço tua voz em canções antigas, modernas, eternas!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Nessa "existência esquizofrênica" os livros podem nos levar a outros espaços e tempos... é o que há de melhor neles!

    Obrigada pelas indicações...
    e esperando ansiosamente por "Seis segundos de atenção"

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  5. Há anos eu acompanho o HG seja nos engenheiros ou no Pouca Vogal. Mas, agora foi diferente, o show do FIB nesta ultima sexta-feira foi épico. O HG estava diferente, o clima do show estava diferente. Fiquei na frente, com a minha camisa e cantei absolutamente o show todo. Me orgulho de ser fã e hoje com a tchau radar a canção, percebi que os próximos frutos serão ainda melhores! Salve HG! Volte sempre a Vitória da Conquista! Ansioso pelo Insular!

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. E que gosto tem ???? Rssssd

      Excluir
  7. Ótimo texto, como sempre ... Esperando essa semana passar bem rápida para meu livro chegar, ansiedade a mil rs'

    ResponderExcluir
  8. "… lamentando sempre que minha caligrafia não esteja à altura do carinho que recebo e desejo retribuir."
    Dispensa comentários, ne... por frases assim é que te admiramos tanto!!!

    Valeu a pena esperar a meia noite... Boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Por várias vezes já tive vergonha de responder qual é a minha idade (física)...depois que fiz 30 (há quase 2 anos), perdi esse medo e passei a me orgulhar de ainda manter o jeito "Pequeno Príncipe" de viver...Não me importo com as rugas, com os cabelos brancos me importo MUITO, pois eles são MUITOS...

    Lendo seus livros e seu blog, indo a seus shows, vendo seus vídeos...sempre volto a ser criança...e quer saber, dá vontade de virar Peter Pan!

    #CapricornianosTeam

    Abraços, querido ídolo!

    ResponderExcluir
  10. Êita! Por um momento um "bug" qualquer fez sumir a página deste texto, após eu terminar a leitura. Que louco!

    "A arte cavalheiresca..." eu li, os outros ainda não. Vão pra fila ;-)

    Escritor... maduro... quando será que alguém se sente assim? Alguém se sente? Sei lá, passam os séculos e algumas "profissões" ainda oferecem dúvidas, será assim com todas?

    Esse passaporte aí tá cada vez mais sendo distribuído em larga escala. Medo!

    Abraço pela ponte.

    Boa semana.

    Contando os dias para seis...segundos de atenção.

    RJ? Bienal? Hein? Hein?

    ResponderExcluir
  11. Adorei você indicar Bauman!
    Aquela felicidade que fã sente quando vê "semelhanças" com o ídolo.

    Esperando meu cd e livros autografados, ansiosamente!

    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, senti a mesma coisa quando ele indicou os livros do sempre novo/velho Bauman hehe.

      Excluir
  12. Geralmente quando a terça chega eu costumo vir aqui ler, tirar minhas conclusões e sair de fininho, sem comentar. Mas a surpresa de hoje foi tão legal que eu não tenho como obedecer a rotina. Nesta madrugada de segunda p/ terça, estava justamente escrevendo uma reportagem baseada nas obras do Bauman, quando vi teu link pro texto no face e vim me dar alguns minutos de "folga" do tema, hehe. E aí, tava o queridíssimo do Bauman aqui também. Adorei. Os livros dele são aquisições recentes? Sempre que eu te lia - inclusive nas composições, tipo "chuva de containers" - imaginava que você gostava dele. Obrigada pelo texto tão bom!

    ResponderExcluir
  13. Já esperando pelo ''Insular'' e o ''6 segundos''. A ansiedade de pegar um disco só com inéditas em mãos é demais, o primeiro que pegarei em mãos ao ser lançado. E acho que o primeiro que comparei sem antes baixar, acho que desde que conheci o mundo virtual. Ah, ótimo texto do blog, alemão. Seja num tweet próximo, canção ou livro, sempre espero algo novo e genial. Já na expectativa por outro show épico como foi em Fortaleza-CE, dessa já com as inéditas :D

    ResponderExcluir
  14. Ótimo texto como sempre.
    Você é mesmo um gênio! Fico admirada como nos envolve com seus textos, sempre reflexivos.
    Fico sem palavras para agradecer o bem que suas canções fazem a mim e a milhões de pessoas.
    Fiquei super emocionada ao ver meu livro autografado na primeira fornada. Agora aguardo ansiosa que ele chegue.
    Parabéns!!!
    Ipatinga aguarda sua volta.
    Emanuelle

    ResponderExcluir
  15. A cada terça uma reflexão diferente antes de dormir.
    Sensacional !!!

    ResponderExcluir
  16. Ótimo texto, Humberto!
    Mal vejo a hora de ter meu livro em mãos! Como tenho apenas 15 anos, não pude comprar o CD por motivos maiores (mãe). Aliás, ela jura que viu você atravessando a rua em Buenos Aires domingo passado.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. NUNCA deixe de recomeçar! Poço de inspiração para milhares de fans!!! :)

    ResponderExcluir
  18. A melhor leitura....sempre!!!

    "[...] Ainda mais por não serem simétricos o jovem maduro e o adulto imaturo. São criaturas que, às vezes, convivem na mesma pessoa nesses estranhos tempos. Tão estranhos que achamos normais."

    Simplesmente perfeito...
    Espero que este livro com meu nome seja o meu, pois minha ansiedade em torno de sua chegada é enorme!
    É a primeira vez que lhe escrevo aqui no mural e já vou começar com um pedido: BIENAL SP!!! rss (pedido modesto pra um fã incondicional)

    ResponderExcluir
  19. Sempre que leio os textos de Humberto Gessinger, tenho a sensação de que a minha vida andou um pouco mais . Mas não é só uma sensação. É isso mesmo que acontece!!

    ResponderExcluir
  20. Grande Humberto!! Estive no show em Vitória da Conquista, e posso dizer que a emoção em ver seu show pela primeira vez foi algo incrível!! Moro em Itabuna-Ba e virei um admirador de respeito dos seus trabalhos (Engenheiros, Gessinger Trio, Pouca Vogal e agora em carreira solo) desde 2008, quando tive um contato ocasional com as músicas dos Engenheiros através de um pendrive (rsrs) Até então era um fan de Heavy Metal,(e continuo sendo) que só achava suas músicas 'ok' nada mais que isso... Depois daquele singelo pendrive fui ouvindo suas músicas, logo a coisa ficou frequente, logo fui comprando os discos (já tenho quase toda discografia, me falta apenas os discos fora de catálogo), os livros e finalmente o show!! Obrigado por proporcionar tamanha emoção!! O show passou muito rápido, mas como é de praxe o que é bom dura pouco... Espero que possa voltar a cidade de Conquista ou vir na minha vizinha Ilhéus (já que minha cidade não comporta tal evento) Você orgulha a cena musical brasileira, suas músicas, letras.. São coisas que guardamos e guardaremos p/ sempre!! Um abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matheus, também fui ao show do HG em V.C. pela primeira vez. Fiquei muito emocionada, muito! (saí de Alagoinhas para V.Conquista). Ouço EngHaw há 8 anos, e não enjoo. As músicas sempre me parecem novas, saídas do forno. São canções presentes no meu dia a dia. E acho massa o cuidado que o HG tem ao autografar os discos, os livros... admiro o modo como ele respeita os público (fãs). HG é um artista do caralho, é o que sempre digo.

      Excluir
  21. Me emocionei ao assistir o show pela primeira vez, depois de anos ouvindo as canções do grupo EngHaw, e depois as de sua carreira solo, mas não só. Viajei 5h direto de carro pra V.C, estrada perigosa, várias carretas, caminhões... Uma viagem intempestiva. Decidi ir ao show na tarde da sexta-feira, viajei torcendo para você ser a última atração, foi a segunda e deu tempo (êêba!). Fiz o pedido do novo cd autografado, um presente de aniversário que darei a uma pessoa querida, que também aprecia demais o teu trabalho (fã). Depois vou pedir o meu, e também o livro (quando sobrar grana). Valeu a pena o perigo da viagem na noite, numa estrada desconhecida, valeu! Muito bom... você parecia tão alegre, numa interação muito gostosa com a galera. Te mandei uma foto no twitter. Tirei várias fotos lindas, pena que no twitter só cabe até 3MB. Um abraço. Lhe espero em Salvador, na turnê no insular. Bruna Assis.

    ResponderExcluir
  22. Na semana passada, quando li seu texto, não pude deixar de associá-lo ao pouco que conheço de Bauman. Até compartilhei citando o filósofo...Me surpreendo hoje vendo que comungamos as referências e também as associações.
    Deixando um pouco de lado as referências, vamos às associações, portanto. Embora você demonstre titubear ao falar do que sabe fazer, temos certeza de que o que faz é tão bom que somente por saber como fazê-lo, consegue tal resultado. Criaturas que, assim como eu, conhecem seu talento, seu trabalho e sua história não têm a menor dúvida de que pode transformar a tal "música pragmática" em sucesso. Foi assim há dois anos. Meu filho voltou da Jornadinha cantando o tema, que ainda lembra, e feliz por ter conhecido pessoalmente o "cara que a mãe adora". Coincidentemente, o cara que a mãe também havia conhecido pessoalmente em Passo Fundo, mais de quinze anos antes, não através da literatura, mas sim, através da música.
    Certamente será uma semana importante. Para muitos. Para a literatura. Para a famélica cultura do Brasil, tão necessitada de iniciativas de efeito como os produzidos pela Jornada há quinze edições. Aliás, a coincidência do número me faz lembrar que o ano em que fui à minha primeira Jornada, também foi o ano em que fui ao meu primeiro show dos Engenheiros... De lá para cá algumas pequenas coincidências nos aproximam: as aulas no prédio da Sarmento Leite, a faculdade inconclusa, as sensações de Poa... Ah! As referências!

    Espero te ver em Passo Fundo nessa semana. Mesmo que desde a plateia. Também espero que pare de chover, kkk.

    Se sua caligrafia não estivesse à altura do carinho que recebe, todo o resto estaria, tenha certeza! Afinal, o reconhecimento se justifica.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  23. Valeu pelo texto e indicações de livros Humberto!
    Até semana que vem, abraço \o/

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. humildade sem h maiúsculo e dourado.

    ResponderExcluir
  26. É muito bom rejuvenescer com você!!! 20 discos 5 livros e que venha mais! Um super abraço!!!

    ResponderExcluir
  27. Nem me fale sobre jovem maduro/adulto imaturo. Tenho esses questionamentos, sempre que coloco a mochila nas costas e sigo a tour pela highway.

    Mas, será que só ficar engravatado, a semana toda, dentro de um escritório gelado, é o tal sinal de maturidade?

    Ah, vamos errando, mas vivendo também.

    Saudações.

    ResponderExcluir
  28. Fala Humberto!

    Feliz em achar algo em comum na nossa lista de leitura :A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen.

    Estamos esperando você aqui em CWB!

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  29. HG, SEMPRE "COMEÇANDO O QUE NÃO TEM FIM" ... Bom Texto.

    ResponderExcluir
  30. Humberto,

    Temos nossos tempos e nossas idades em pleno movimento entre passado e futuro. Somos adultos-crianças e crianças-adultos, nunca um produto acabado. E isso é bom.

    ResponderExcluir
  31. Sidnei Rodrigues - SP27 de agosto de 2013 13:28

    Muito bom ver esse cuidado que tem com o seu trabalho....
    Show em São Paulo Já!!!!!
    Abraço HG.

    ResponderExcluir
  32. "Ouvi, não lembro onde, que capricornianos nascem velhos e vão rejuvenescendo com o passar do tempo."

    Como capricorniana e fã de capricorniano, devo concordar.

    Questiono o que é a juventude e a maturidade. Às vezes, acho que coexistem... e acontecem independente do cronológico...
    Marcas na cara e na alma são tão e tantas variáveis.

    ResponderExcluir
  33. Bah!
    Conheçam meu blog! Deem uma força de fés: http://magisdiligit.blogspot.com.br/

    http://magisdiligit.blogspot.com.br/2013/08/nexo-anexado.html

    ;)
    O resto é resto

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Me emociona esse carinho, não só o de escrever para a gente no seu blog, e compartilhar o que se passa na sua mente e no seu coração... Mas ainda o carinho e o prazer de eternizar nos livros a sua marca. Obrigada por existir!

    ResponderExcluir
  36. Adorei o show em Vitória da Conquista. Confesso que não conhecia muito sobre seu trabalho e fui influenciada pelo bom gosto do meu namorado. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  37. Olá senhor germânico querido do thi!

    Quando li essa frase durante o texto: " Lá se vão 20 discos, 5 livros, e segue se repetindo sempre a sensação de estar começando. Confusa mistura de convicção e dúvida."

    Tentei me colocar no seu lugar.

    Caraca!

    Não rolou... (ainda bem)

    Me vi como fã-nático, que não sou... pq penso que sou um admirador das suas maiores qualidades, e um cego para os seus defeitos.

    Simplesmente não me importam...


    Que bom que tu sacou que:

    Agora é bola pra frente
    Agora é bola no chão...


    E o juiz apita... começa o segundo tempo da prorrogação!

    Será que vai ter pênaltis?

    Esperamos que sim!


    Um abraço!


    ps=bah: Recebi uma caixa laranja hoje!


    Thiago Panichi

    ResponderExcluir
  38. Humberto, sou muito fã de todos os seus trabalhos (música ou literatura), moro no interior de Pernambuco e mesmo de tão longe procuro acompanhar mais de perto teus trabalhos. Parabéns pelo sucesso!!!!

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE LIBERTANDO DOS PADROES IMPOSTOS PELA SOCIEDADE E DE NOSSA PROPRIA CONSCIENCIA RADICAL ,PODEMOS SER SIMPLESMENTE FELIZ SEM SER VELHOS CHATOS......RJ

      Excluir
  40. Oque vc sabe fazer??? Aff eu sempre tenho a resposta na ponta da língua! O cara que mais brinca com as palavras que eu admiro, a caligrafia nem faz diferença , é ruim mas nem ligamos rsrsrs

    ResponderExcluir
  41. Show em e Vitória da Conquista: simplesmente perfeito!!!Com certeza é algo que sempre me emociona!!! Para ser sincera no meio artístico é o único que me emociona.
    Sou bastante seletiva na escolha das pessoas que admiro. Ao longo da minha “carreira de fã” tenho me decepcionado bastante, pois sempre tive dificuldade em separar o artista da pessoa. Pra mim o artista legal tem sempre que ser uma pessoa legal. O resultado é que até hoje só encontrei essa combinação em você, por isso, estou cativa...

    De todos os sentimentos contraditórios que seu trabalho desperta em mim (ansiedade, insônia, encantamento, reflexão......) o que mais me incomoda é a sensação de ser uma eterna adolescente. Quando vou ao seu show grito, canto, danço, descabelo, choro... e ainda se sinto carente. Por isso, o post de hoje me chamou atenção ao tratar da relação idade X comportamento uma espécie de síndrome “Benjamim Button” em que a pessoa nasce velha e aos pouco vai rejuvenescendo.

    Muito legal ver os livros, cuidadosamente autografados. Humberto, você é mesmo incrível!!!

    Silvana Duboc diz que “quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo". Espero em breve poder habitar esse castelo e conhecer um pouco mais desse artista e dessa pessoa que quanto mais conheço mais admiro.

    Bjsss!

    ResponderExcluir
  42. Já chegou o meu livro!
    Só fiquei um pouco decepcionado por depois de ter comprado na pré-venda da Editora, acabar saindo pela parceria com a Stereophonica com autografo.

    Tem previsão de aparecer por Salvador? Já fez shows na Bahia este ano ou uma sessão de autografo para o livro?

    Abraços!

    ResponderExcluir
  43. Hey 1berto, e aquela jam session? Antes do doutorado não vai rolar mesmo?

    Leonardo Lima/RS
    www.ufrgs.br

    ResponderExcluir
  44. cara, gessinger licks e malts....no programna do chacrinha a muito tempo...acredito que depois desse dia, não houveram mais dublagens!!! kkkk valews

    ResponderExcluir
  45. valeu humberto muito obrigado pelo show em conquista superou minhas expectativas, tenho certeza que o novo livro e disco serão um sucesso.


    ôpaiô: te chamo carinhosamente aqui de "galegão", mas acho que tu não se importa. kkkkkk

    ResponderExcluir
  46. ta faltando vir novamente para Alagoa

    ResponderExcluir
  47. "… lamentando sempre que minha caligrafia não esteja à altura do carinho que recebo e desejo retribuir."

    Então, capricha no autógrafo de meu livro, da pré venda.
    Aos 53, como adolescente, fico feliz com tudo isso!

    Abraço,
    Áurea Coura
    Dom Silvério-MG

    ResponderExcluir
  48. Legal alguém se reportando ao zen!
    Nada melhor que o zen para dar uma boa limpeza na mente!!

    ResponderExcluir
  49. Super...super ...esse texto.

    Me amarrei!

    Abraços, grande e fascinante Humberto Gessinger

    ResponderExcluir
  50. Comprei um pela belas letras, mas quando vi na stereo autografado pirei... Aqui é bem difícil ter show daí iria demorar para ser autografado e claro que eu queria ver/ter um autógrafo todo meu... Inclusive o da belas letras já chegou e devorei! Parabéns 1berto, até atirei o pau no gato com você tem mais graça... Escreve um A e tudo fica mais lindo. Quanto ao carinho e atenção continue sempre, unimos o laço e nos transformamos cada vez mais simples de coração. /Stephanie

    ResponderExcluir
  51. Ah! Humberto, como não ficar encantada contigo?

    ResponderExcluir
  52. Acabei de comprar e estou a esperar a chegar....Será q teria a sorte de outro local de autografos por Campinas por exemplo *___*

    ResponderExcluir
  53. Fala Betão, apesar de não acreditar muito nisso também, eu gostei da 'parada' sobre os capricornianos, e vou além, nascemos críticos por natureza e ao longo da jornada vamos virando espectadores com 's' , aprendemos a não lutar mais contra a corrente.

    Marlus Chelucci.
    Carioca do Rio de Janeiro.
    *Cara, não te vejo mais na Lagoa.... ?

    ResponderExcluir
  54. sigam o 1berto no instagram

    @humbertogessingeroficial

    fotos atualizadas dos shows etc...
    só pra quem é fã de verdade do melhor compositor de todos os tempos ^.^

    ResponderExcluir
  55. … lamentando sempre que minha caligrafia não esteja à altura do carinho que recebo e desejo retribuir.

    Achei super fofo... Apesar de eu não concordar!!!! Rsrs
    Sua caligrafia é lindaaaaaaaa

    Bjs

    ResponderExcluir