Vâmo! Vâmo! (pr'aonde?) - 98


A cena é recorrente em filmes de guerra: o soldado ferido fica para trás, não consegue acompanhar o pelotão. O comandante vai até ele e, para animá-lo, faz um sermão motivacional que mais parece um esporro do tipo “você é um homem ou um rato?". Coitado do cara, tá todo estropiado e ainda tem que aguentar a mala do chefe!

Há adaptações da cena para vários tipos de filme. Sobre esporte, por exemplo. Basta substituir general e soldado por técnico e atleta. Num filme sobre a busca do estrelato, é só colocar produtor e músico, diretor e ator, etc...

Situações limites da vida real levadas ao limite pela ficção. Cores berrantes demais. Um desequilíbrio na gangorra impressionismo/expressionismo.

(*)

A adrenalina, que corre nas veias para deixar o animal mais esperto num momento de perigo, pode não ser uma boa conselheira a longo prazo.

(*)

Dizem que o lateral direito de um grande time se emocionou tanto na palestra antes do jogo (papo emotivo envolvendo carta dos filhos e fotos da mãe pedindo vitória, com trilha sonora melosa no início e Eye Of The Tiger no fim) que entrou chorando em campo e cometeu um pênalti aos 8 minutos de uma semifinal de Brasileirão.

Com frequência, me sugerem que faça uma canção enaltecendo o clube de futebol para o qual torço. Eu até poderia enfileirar alguns lugares-comuns, fanfarronices do tipo “passar por cima”, numa melodia épica. Mas, pra ser sincero (e minha única chance de escrever boas canções é sendo sincero – não falo isso com orgulho, imagino que seja uma limitação) a canção que eu poderia escrever teria uma andamento lento e diria “estou roendo as unhas no concreto frio da arquibancada, viajando, viajando".

(*)

Fico meio cabreiro com discursos motivacionais. Efeito contrário, eles me deprimem. Assim como canções melancólicas podem animar, fazendo companhia. Às vezes é tudo que se pode: estar disponível, ficar ao lado, ouvir. A não ser que alguém ache mesmo que tem resposta para todos os enigmas do universo, de ataques alienígenas ao achaque do flanelinha da esquina.

(*)

O general (o técnico, o produtor, o diretor) pode preferir esbravejar ou insinuar. O soldado (o jogador, o músico, o ator) pode reagir melhor a gritos ou sussurros. De certo mesmo, só o seguinte: a solução, para todos, está dentro de cada um. Se não estiver ali, não está em lugar nenhum.

(*)

bah: Este foi um texto sobre política.
07mai2013

97 comentários:

  1. DE ONTEM EM DIANTE

    O AMANHA É HOJE

    97 de novo???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é pra enganar a torcida???
      ou descuido???

      Excluir
    2. a revolta dos dandis I e II
      exercito de um homem só I e II
      97 I e II

      Excluir
  2. Um abraço... de fé! Você traz luz as nossas semanas! Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Apoiadíssimo! Agora vou reler para tentar achar a política ;-)

    Boa semana. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que é sobre a mesma coisa que me incomodou hoje? Zumbis sendo erguidos de uma tumba em busca de evidência (holofotes, política (in)pura)?... Talvez, mas acho que não. Deve ser só coincidência ;-)

      Excluir
  4. gianni lucio parizotto7 de maio de 2013 00:06

    "...a solução está dentro de cada um..." me lembra variações sobre um mesmo tema... "não procure outras pessoas no espelho"....genial!! Nos vemos em Jville!!

    ResponderExcluir
  5. Repetiu o número!?!?!

    Intencional tipo as letras que não tinham nos encartes, músicas que eram só ruidos, abolição das pausas entre as faixas lá dos albuns dos anos 80 e 90 ou somente um mero descuido de um gênio, humano demais????

    ResponderExcluir
  6. nossa me fez refleti bastante,adorei como sempre,estou ansiosa te esperando em são paulo,te adoro meu idolo......

    ResponderExcluir
  7. Meu presente de aniversario <3

    ResponderExcluir
  8. Eu acho palestras motivacionais interessantes, um stand up comedy dos negócios. Interessante sempre ver como cada um enxerga a vida e faz de pensamentos e devaneios modo de vida. Tá aí, assunto que pouco entendo e pouco deveria falar!

    Obrigado pelos textos, sempre bom ler algo interessante :)

    ResponderExcluir
  9. E seus textos me mobilizam a continuar!


    Obrigada!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Me fez ler o texto novamente ao afirmar que era sobre política. Bah! Confesso que não consegui enxergar o elo, se é que ele existe. Enfim,soluções e respostas podem sempre ser encontradas dentro de nós, muitas vezes on the dark side of the moon.

    Belo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. politica: vida publica, social, (motivacional).
      ao contrario do que vivemos: vida publica-(privada), social(individual-cada um na sua-cada um por si-salve-se quem puder) (desmotivacional)

      Excluir
  11. simples, curto, direto...sincero como deve ser

    ResponderExcluir
  12. Limbo, purgatório, inferno, paraíso, cume, fundo-do-poço, lugar-comum. Tudo na cabeça? Talvez...
    Mas eu acho que tem muita coisa bem na nossa frente,a vida inteira... Como um vampiro em frente ao espelho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphoca...

      As vezes, essa muita coisa a nossa frente, a vida inteira, não passa de um subterrâneo de túneis anônimos...
      Viver muitas vezes lembra-me a tatu, toupeira: escavar, escavar, escavar sempre... E hoje em dia então, com o discurso imperioso de profundidade e intensidade, os túneis estão cada vez mais absurdos de funduras, nos levando a ser apenas mais um c* do mundo... vivendo em processos de metrô, locomoção rápida de um buraco fundo ligado a outro buraco mais longe e mais fundo ainda...

      Eu mudo o "Vamô pr'onde?
      Pr'onde está a superfície com sol brilhando e relvas verdes?
      =)

      Excluir
  13. "
    De certo mesmo, só o seguinte: a solução, para todos, está dentro de cada um. Se não estiver ali, não está em lugar nenhum."

    Genial!!! esse pensamento...Me caiu como luva...
    Valeu! Super abraço!

    Tomara que possa acontecer mais shows em BH em breve. Valeu! Humberto...

    ResponderExcluir
  14. Essas crônicas dão um gás pra começar a semana. Ótimo raciocínio.Venha pro Rio! Abraços :)

    ResponderExcluir
  15. Ótimo, outra vez!!! Muito bom mesmo.
    A espera de sábado em Biguaçu, mestre. Boa semana.

    ResponderExcluir
  16. "a solução, para todos, está dentro de cada um."

    ou seria: a solução, para cada um , está dentro de todos." ?

    ou: "a solução, para cada um, está dentro de cada um" ?

    ou então: "a solução, para todos, está dentro de todos" ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...

      Vendo assim, a solução está em tudo né...
      Basta realmente estar disposto a olhar...sem mimimis.

      ;)

      Excluir
  17. Discursos motivacionais?Será que é esse o elo com política?Foi a única ligação que eu consegui catar.

    ResponderExcluir
  18. Política? Não consegui enxergar isso no texto, mas creio que cada pessoa busca interpretá-lo da meneira que lhe convém. Talvez por isso tantas vezes interpretamos uma música de um jeito e na verdade o autor escreveu pensando em outra coisa totalmente diferente... Comigo foi assim com "Gostava Tanto de Você", de Tim Maia. Foi uma surpresa quando soube que a letra era uma homenagem a sua falecida filha e não era sobre uma separação de um casal... hahahaha que coisa, não?! :p

    Pensando por esse lado, acho que palestras e textos motivacionais são eficazes por induzir a pessoa a enfrentar seus medos independente do que for. Afinal, cada um vai interpretar a mensagem da maneira que lhe convém.

    Grande abraço Humberto,
    Até semana que vem! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não procure politica onde só há politicagem.

      "não procure paz, onde paz não há"

      leve paz, aonde paz não há.

      Excluir
    2. A oração mais famosa de São Francisco de Assis, poucas pessoas sabem, mas foi inspirada numa conversa dele, com Clara.
      Não existiam mulheres seguindo os ideais de Francisco, e Clara foi a primeira.
      As palavras dela, quando o procurou, foram: "Francisco, eu não quero mais ser compreendida...quero compreender. Não quero mais ser amada, eu quero amar."
      Tal disposição de espírito, e beleza dos sentimentos de Clara, inspiraram Francisco a dizer: "onde houver guerra que Eu leve a paz, onde houver ódio que eu leve o amor, onde houver desespero que Eu leve a esperança"
      Mais consolar, que ser consolado;
      compreender, que ser compreendido;
      amar, que ser amado.

      Enfim, que tudo devia partir de nós mesmos, e não numa espera ociosa e de lamentação da iniciativa do outro, que as vezes sim, não virá mesmo...

      Como tu dissestes, leve paz aonde paz não há... porque são esses lugares que justamente mais precisam.

      Meu Olá
      =)

      Excluir
  19. Vâmo, vâmo...
    Viajando...
    General por perto, ditando normas, atrapalha as idéias.

    Boa noite!



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Ainda bem que li o comentário antes de ser removido pelo autor. Não é que tinha algo de esclarecedor às ideias e era inofensivo, coerente! Talvez por isso, perigoso. Pena que esbarrou na censura dirigente. Ah! as demagogias...

      Excluir
    3. E se raciocinarmos um pouco mais fundo: sabe aquele jogadorzinho matreiro, fuleiro mesmo, que cava a falta, instruído pelo técnico? Pois é... às vezes eles se entendem super bem. No fundo o que eles querem é apito! Se der cartão vermelho então... Aí todos vão ao delírio! Berrante demais... Coisas do atuais jogos... Tudo acaba em livros neste país!!1

      Excluir
  20. Após um pronunciamento e tanto no Dia do Trabalho proferido pela nossa presidente, este "bah", antes mesmo de ser lido, veio em minha mente como uma ligação entre o texto e o fato, de modo que até me assustei! De toda forma, é incrível a universalidade de tudo que escreves. Ah, HG! (=

    ResponderExcluir
  21. PAINOSSOQUESTAISNOCEU
    SANTIFICADOSEJAOVOSSONOME
    VENHANÓSOVOSSOREINO
    SEJAFEITAVOSSAVONTADE
    ASSIMNATERRACOMONOCÉU
    OPÃONOSSODECADADIANOSDAIHOJE
    PERDOAIASNOSSASOFENSAS
    ASSIMCOMONÓSPERDOAMOSAQUEMNOSTEMOFENDIDO
    NÃONOSDEIXEICAIREMTENTAÇÃO
    MASLIVRAI-NOSDOMAL
    AMÉM!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glória ao pai, ao Filho e ao Espírito Santo... Assim como era no princípio, agora e sempre.
      Amém.

      Oração sempre vem bem a calhar.
      =)

      Excluir
  22. Deixa os generais se distrairem com seus gritos enquanto a gente faz a coisa na manha da aranha... afinal, se gritam é porque não ouvem as vozes que nós ouvimos a noite, muitas vezes também ao longo de todo o dia. No fim das contas, quem tem pressa não se interessa ou pelo menos pelos mesmos interesses (quem trabalha como maquina serve ao sistema, mas quem trabalha com cautela serve a uma pessoa, pode até servir a muitas, mas a uma de cada vez!)... deixem que gritem enquanto tudo acontece como tem de acontecer... afinal de contas, QUEM SÃO ELES? QUEM ELES PENSAM QUE SÃO? Um grande abraço a todos os irmãos de fé!

    ResponderExcluir
  23. sahushausha ganhei minha noite da uma olhada nesse documentario
    "Seria Osvaldo Montenegro e Humberto Gessinger irmãos separados no nascimento treinados para servir a corporação e acabar com a MPB" http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=QR5uH6mrYmM

    ResponderExcluir
  24. “... a solução, para todos, está dentro de cada um. Se não estiver ali, não está em lugar nenhum."
    Já dizia aquela máxima, "cada cabeça uma sentença" dessa forma algo motivador pra mim pode ser altamente desestimulante pra ti e vice-versa e também “... a vida não é um jogo de palavras cruzadas onde tudo se encaixa...", cada um precisa se encontrar consigo mesmo, definir seus objetivos e fazer o necessário para atingir cada um deles, ser seu próprio general.


    Aproveito para parabeniza-lo pelo espetacular show que fez em São Miguel do Oeste – SC. Que maravilha poder ouvir todas aquelas músicas, repertório esplendido, presença no palco, versões mais pesadas, foi de longe o melhor show que já tive o prazer de estar presente, obrigado pelo “presente” hehehe.
    Bahh: já no planejamento de quando será o próximo HG “in concert” e de preferência que não demore muito :D.

    ResponderExcluir
  25. H e G e & :

    Vocês estão motivados pra caramba, né?! Vai saber por que...

    ResponderExcluir
  26. Belo texto como de costume né ;)... É realmente nao adianta uma motivaçao externa de todos esses "mentores" citados no texto se a vontade de faser tal coisa nao parte de dentro da pessoa... Forte abraço Humberto e até a proxima terça!

    ResponderExcluir
  27. Eu te Amo Humberto!
    Porra...
    GÊNIAL

    ResponderExcluir
  28. Sonhei com Vc,
    e até Então nada tinha sido tão Real.
    Vc me dizia que era chegado a Hora,
    e eu ainda Perplexa com tudo aquilo
    descobria que o Nosso Encontro de vidas já estava Marcado.
    Na Capital Alencarina, é la que
    Nos encontraremos!

    Te Amo!
    Francis G.

    ResponderExcluir
  29. ler o texto ouvindo nos meus fones que ''qualquer coisa em excesso faz sucesso por ai, mas eu tenho fé na força do silêncio'' sem igual. =)

    ResponderExcluir
  30. 1berto,

    Pelos comentários que li, vi que os demais contribuintes tiveram uma percepção um tanto parecida a respeito do seu texto. Ele veio numa corrente à parte dos anteriores, seguindo um percurso argumentativo um tanto ambíguo ao falar de motivação e assemelhar isso à política. Talvez, não à política como profissão, mas àquela funcional. Bem, são tudo conjecturas interpretativas de interlocutores. De qualquer forma, reinvertar-se na escrita, repaginar o estilo, ser mutante, pra ser sincero, é isso o que nos encanta.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  31. Ambíguo... intrigante... interventor...

    Nesta manhã, essas linhas fizeram pensar em política: aquelas dos horários políticos (zZZzZ), essa de suas músicas (:D), estas das relações (hierarquia vertical, horizontal ou transversal... digo "esta" pq estão aqui).


    Ah... Espia na TV: a correria dos soldados já começou.

    ResponderExcluir
  32. " Às vezes é tudo que se pode: estar disponível, ficar ao lado, ouvir."

    ResponderExcluir
  33. Não resisti, vou "trocadilhear". Quer um texto atiteticamente melancólico motivacional? Lá vai: "there is no pain you are receding"

    ResponderExcluir
  34. Eu tbm "Fico meio cabreiro com discursos motivacionais. Efeito contrário, eles me deprimem. Assim como canções melancólicas podem animar, fazendo companhia."

    ResponderExcluir
  35. Pensamos parecido... discursos motivacionais nunca me convencem. E não costumo levar a sério um discurso quando enxergo outro interesse por trás, por mais genuíno que seja. Me soa como manipulação.

    E, sobre flanelinhas, gosto muito da contraditória ideia do Flavio Gomes. Ele sugere pagar flanelinhas extorsivos com notas falsas. Será que ele chamaria a polícia? E a polícia prenderia quem? Uma pequena ação que abre um buraco negro legal e social.


    Abraço!

    ResponderExcluir
  36. A PARTE E O TODO , COMO O MEU COMENTARIO E OS DE TODOS VOCES , MAS COM A DIFERENÇA DE UM TEXTO POLITICO QUE BUSCA SOMENTE A MENTIRA E PAPO FURADO. MAS NÓS VIBRAMOS EM OUTRAS FREQUENCIAS COMO CANTA HG. E TUDO VIRA LUZ DE VERDADE E SERVE DE AJUDA PRA MUITOS. UM DIA SEREMOS TODOS IGUAIS AO REDOR DO MESMO PAI. DEUS O TODO PODEROSO .SEM OS PORCOS SOMENTE PEROLAS........RJ.

    ResponderExcluir
  37. "Com frequência, me sugerem que faça uma canção enaltecendo o clube de futebol para o qual torço."
    Olá,Humberto!
    No álbum dos Engenheiros,O Papa é Pop,na canção escrita por você-Anoiteceu em PoA-hÁ duas estrofes em que o locutor da Hora do Brasil enaltece o Grêmio,com letras maiúsculas:
    EU DISSE QUE ACREDITASSEM
    EU PEDI QUE ACREDITASSEM
    EU NUNCA DEIXEI DE ACREDITAR
    QUE O GRÊMIO IA SER CAMPEÃO DA AMÉRICA
    HOJE....ESTA....NOITE EM PORTO ALEGRE


    O GRÊMIO VAI SER CAMPEÃO DO MUNDO
    O RIO GRANDE DO SUL E O BRASIL
    VÃO VIVER UMA MADRUGADA
    QUE NÃO TERMINARÁ
    ANTES DO SOL NASCER.

    Abraços de sua fã Tuane de Belo Horizonte.
    PS: Mesmo não sendo uma canção inteira dedicada ao time é uma bela homenagem porque essa música é linda,varando os tempos.

    ResponderExcluir
  38. Já que gosta tanto da ideia, podemos entender que a põe ou poria em prática? Não se paga um erro com outro desproporcional e mais grave,notas falsas infiltrando na sociedade. Aterrorizando, gerando barbárie. Ratos, uma palavra também muito usada na época da ditadura. Olha Gessinger,certos debates não merecem ser feitos á toa neste blog. E acho, não por esta questão... Mas por sua maneira de insinuar, mandar recados indiretos, pressionar estreitamente quem pensa e sente diferente da sua tribo (e se deixar pressionar); que você está a beira do seu abismo. Talvez por tal situação é que voltou ao txt anterior, não repaginou. Dando um passo para trás, de forma incosciente.
    Se permite, sugiro de sua parte, como o "dono" do barco, que aprenda o que são posturas proativas, ao invés de reativas ou repressivas. Para onde você está levando seu cantinho?... É florido, fertil ou deletério e degradante? Desde rezas, até o exército, igrejas, vampiros, bodes expiatórios, guerras, miras/focos, feras/ecologia extratos da comunidade, etc etc. Este show que você começa, sabe como poderia terminar, nesta superficialidade? Coisas que ficam no ar, obtusas, apenas instigantes. Pense, é um conselho maduro, uma reflexão, sem coação, não uma ordem. O que é que vai festejar no centésimo texto que se aproxima? Música, arte ou sombras e rancores? Um café de corpo e alma ou psicoses e distorções? Realmente está cabendo de tudo neste barco. Será que não naufraga? Liberdade de expressão, mas com alguma proposta, ponte, fio condutor. Senão cadê a música, a harmonia e seus princípios básicos? Conscientize-se, a responsabilidade é sua, na sua casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O comentário acima fez "gancho", resposta à comentarista (digamos assim, por me faltar a palavra precisa) Manera. Mas não deu certo a postagem. Mas como fala também a HG, tá legal assim. Obd.

      Excluir
    2. Mais algumas palavras. Não espero ver no seu próximo texto algo como "Pra não dizer que não falei das flores", maravilhosa música do Geraldo Vandré - seria previsível demais...
      Só pérolas, sem porcos? Totalitarismo.
      Grêmio, Grêmio Grêmio ao máximo.... já virou uma ideologia?
      Isso para não abordar a questão do separativismo...
      Será que sobra espaço para algum pluralismo? Será melhor parar de ouvir e responder, talvez até se retirar para não acirrrar ânimos? É por aí, HG? Pr'aonde? Eu acho que é para o bom senso, e você? Certos artistas não precisam de propaganda. Pelo contrário... Esperam ser encontrados por quem os mereça. Se contentam com menos, são sinceros consigo mesmos. João Gilberto, Tom Jobim. Lúcidos, discretos. Clarice vivia modestamente. Enfim, esssa é a política que deveria te interessar, ou será que estou te levando muito a sério?!!! A senda para si mesmo. 1 Abraço.

      Excluir
    3. O amor também pode acabar diante de...............
      e se transformar em impotência, tristeza, próxima encarnação, uma janela para o "deixa pra lá"..................................

      Excluir
    4. E, por fim, para quem tênta pensar (com sentir)... Antes que outro/outra anônimo/a se aproxime no meu lugar... Se é que já não ocorreu... Mas você sabe discernir, eu sei.

      Utilitarismo!? Merda. Usar as pessoas como se fossem coisas, inspirações, tênis, música, cores, jogos..........

      No estudo da Justiça, antigamente, se dizia que Justiça é dar a cada um o que é seu. Contemporaneamente, se discute o que é "seu"? Diante da injustiça social.

      Em que posição Eu me encontro? Não é do seu direito saber!

      Ninguém é de ningém. É isto que sou pra você? Por isto posso ocupar qualquer lugar onde me coloquem? Ser objeto a ser utilizado? Um rascunho? Predestinado a satisfazer os vácuos da sua vida? Ser um veículo ao que não deve me corresponder? Pessoas não são coisas, coisas não são anônimas, não falam o que sentem com suas bocas a você. Talvez você fale pelas coisas. Mas não por alguém, não por mim. Você ama o anonimato. Essa, a Verdade! E o que se ama não se utiliza!!!! Nem se dá a outros. Se preserva, guarda na alma e se respeita. Tal qual você faz com o que você acha que merece ser colhido, por ser o Amor que você conhece. Você permite o anonimato no seu blog. Mas, não mate o anonimato! Nem o utilize mal em suas músicas (quero ter fé que não o faz, fez e fará). Há outras realidades. Que não servem a propósitos velhos. São vinhos novos ! E têm Dono. Não são espectros. Mesmo que você se sinta vazio, e ache que há tanta ingenuidade neste mundo. Colha, então, do que é seu. Precisa dizer mais? Não neste momento, permanente. Ponto.

      Excluir
    5. Ainda esclarecendo, não pretendi fazer um sermão, discurso motivacional, político. É somente uma troca de ideias. Se tivesse alguma candidatura pra defender, não faria neste espaço. Pois no mundo há pesssoas realmente necessitadas, seja de motivação, fé, consciência política... Mas não aqui. Você já faz isso. Estou falando com você, para uma pessoa só, de verdade. Se você escreve para uma pessoa só, tenho dúvidas. Mas não tenho tempo pra me preocupar com isso, que seja problema seu. Mas espero que ao menos escreva sozinho. Pois não tenho vontade de conversar com seu Estado, sua cidade,seu bairro, seus clubes, sua família, sua equipe, seu coletivo. Tenho muitos discos seus, livros, tento acompanhar seu trabalho. E esse contato direto é bacana, mas se for muito pesado para suportar no blog, torna-se árido e exige demais. Uma frase poderia ser suficiente pra mover almas e corações. Mas, réplicas e réplicas... vamos pro silêncio. E há também o silêncio de não ler. Se quiser, remova esses comentários, não acho que sirvam a outras pessoas. Me liguei na música Dom Quixote, nos útimos dias. E me perguntei, quem sou o cavalo puxando carroça... Abç.

      Excluir
    6. Eita dor de cotovelo... Tomou uma dose forte de Gessinger e a ressaca foi maior que a viagem? ahahahah

      Excluir
  39. "Às vezes é tudo que se pode: estar disponível, ficar ao lado, ouvir".

    Sir Gessinger
    Sir Gessinger

    Li, e tudo o que senti, foi o conhecido pessimismo antropológico.
    A humanidade não sabe mais sonhar, disse-me alguém agora aqui. A Humanidade, de tanto se fragmentar na materialização, distanciou-se da origem que motivava tudo...

    Essa humanidade, ao mirar-se no espelho da matéria, partiu-se em mil cacos.
    Fragmentou-se.
    Instaurou dentro de si, sem que pudesse mais controlar, um processo de morte. E como a soma, de todas as partes, não dá o Todo, não forma a peça inteira, já que é necessária uma outra operação para o Todo, criou para si mesma o processo das máscaras.
    Sim, instaurou-se nessa sociedade que desmotiva até motivando, o seu teatro.
    Assim, e ilusoriamente, não nos reconhecemos mais uns nos outros. Nesse sentido, a humanidade morreu. Atores de um destino que nos é esquecido, perdemos, não só o fio, como a própria consciência de haver um fio.

    Então perguntamos:
    Vâmo! Vâmo! (pr'aonde?)

    Sim, Sir Gessinger, pergunta característica de quando adentramos o Labirinto.

    Por isso meu blogue tinha esse nome, em latim, Labirinthus.
    Por isso tudo e mais um pouco que me proíbo de perceber.
    Dói perceber.

    Meu Olá.
    E: Presente.
    =)

    ResponderExcluir
  40. Frases de otimismo...até na ditadura existiu...

    ResponderExcluir
  41. Achei que não ia gostar do texto. Quando cheguei ao fim, gostei!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  42. Grêmio, Porto Alegre, outono em Porto Alegre, linhas de baixo, processo de composição do artista... ai ai ai...

    ResponderExcluir
  43. Nunca me fizeram bem as frases d otimismo!!!!!

    Garai....andei lendo uns comentários da galera.....vc desperta amor e ódio meeeeeeeeeeesmo rsrsrs......paciência, imagino o qto teve q conviver com essa situação!!!!

    Forte abraço combatente!!!

    ResponderExcluir
  44. ELEMENTAR MEU CARO HUMBERTO... SÓ QUEM SENTE PRA ENTENDER....

    SE PUDER RESPONDER POR FAVOR...

    EXISTE ALGUMA POSSIBILIDADE DE QUE TE APRESENTES NO PARAGUAI?
    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  45. Sidnei Rodrigues - SP8 de maio de 2013 17:26

    É isso ai HG....
    Gostei do texto.
    Mas vamos a outro assunto.
    Quando vai fazer show em São Paulo,vc esta deixando sempre pra depois,estamos na espera...rs
    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  46. "Só achamos que as outras pessoas têm bom senso quando são da n" Não exijas de ninguém senão aquilo que realmente pode dar."( DO LIVRO O PEQUENO PRÍNCIPE)
    Respeitar o limite do outro: bom senso ou perda de tempo, dinheiro, audiência e etc.
    A crítica e o elogio, a motivação educativa e a "prioridade".Que vença o melhor? Que se conforme quem perder? Falar com jeito e priorizar cada ser entendendo sua capacidade é ainda a melhor saída(Serve pra mim também quando ás vezes não respeito o limite do outro)Não sei está coerente com tua visão.
    "Só achamos que as outras pessoas têm bom senso quando são da nossa opinião."
    François de La Rochefoucauld
    Postei ontem sobre o texto anterior

    ResponderExcluir
  47. A VERDADE VOS LIBERTARA . DISSE JESUS . SEJA SICERO CONSIGO MESMO . ONDE HA LUZ NAO HA TREVAS.CADA UM COLHERA O QUE PLANTAR. AME O TEU PROXIMO COMO A TE MESMO.........

    ResponderExcluir
  48. "Fico meio cabreiro com discursos motivacionais. Efeito contrário, eles me deprimem. Assim como canções melancólicas podem animar, fazendo companhia. Às vezes é tudo que se pode: estar disponível, ficar ao lado, ouvir".
    Humberto, estou passando exatamente por isso! Estou num processo seletivo de pressão psicológica com discursos motivacionais e, a cada tentativa de se motivar, em alguns aspectos acabo ficando frustrada. A ideia pode parecer bacana, mas os efeitos são bem subjetivos. Meu comentário não está voltado para política,mas sim para esse parágrafo em especial, onde compartilho com a mesma ideia tua.
    Fico por isso! =)
    Abraçãozão e estou morrendo de vontade de ir na sua nova turnê!

    ResponderExcluir
  49. Mais um belo texto cara!

    Tem um probleminha em algumas pessoas que usam frases motivacionais, não generalizando (lógico). Conheço uma psicologa mais insegura de si do que seus próprios clientes.

    ResponderExcluir
  50. são segredos que a gente não conta
    são contas que a gente não faz
    coisas que o dinheiro não compra
    perguntas que a gente não faz:
    ?quanto vale a vida?

    ResponderExcluir
  51. Discurso motivacional = lavagem cerebral

    Sempre querem te fazer acreditar que fazendo o que eles querem, você ira se encontrar, ou se realizar ou sei-la...

    Santa ingenuidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obd. por sua resposta, Leandro. Gostaria de dizer a vc. algo, pois sempre sempre, não só leio seus comentários, como os procuro e sinto sua ausência(como a de várias outras pessoas) quando demoram. E obd., pois ter me respondido diretamente, demonstra que a afinidade que sinto com seu astral não é equivocada. Acho tua palavra necessária. Mas não exijo tudo disso. Não importa se não é possível entender o que estou pensando. É difícil se expressar verbalmente, imagina por escrito. As palavras podem parecer ríspidas, quando são diretas; ou ridículas qdo. são afetivas. Enfim, falta o som, o olhar, a voz.
      Antes fosse "tomar uma dose de HG"... mas não é isso. É que muitas vezes o diálogo fica truncado e/ou exposto a interpretações que atropelam ou misturam o significado da mensagem. Mas tudo bem. Não se pode esperar entender tudo, mesmos os textos do HG fecham e abrem múltiplos leques de sentidos. E não há dor de coltovelo. Há preocupação, desvelo. Às vezes é preciso expor o que passa na sua cabeça, para desmistificar ondas que vão se formando. De qualquer maneira, talvez ele possa entender melhor; talvez não, talvez não queira entender. Quando se fala através da arte, de metáforas, imagens escritas, tudo é muito subjetivo. Mas é isso. As pessoas não estão estagnadas, mesmo que estejam, quando uma ou outra se move, todas são "perturbadas" no ambiente. Na boa. E às vezes, a admoestação é uma prova mais séria de afeto, e participação. Quem não se permite atingir (até um certo limite) quando se propõe a ler esses textos e comentários? E um texto como este, que pergunta para onde vamos, pede mais do que elogios, ou tangências, na minha opinião. Acho que tentei fazer minha parte. Como não há diálogos particulares na proposta do HG, quando se pode pensar e questionar sem expor "embriões" ao externo, mas mantendo a proteção do "ventre". Corre-se o risco de perder algo. Não um jogo, uma aposta, mas coisas mais delicadas. Eu não espero que ideais se cumpram, nem tenho pronta a atitude ideal. Também não sei... Muito Obd.

      Excluir
    2. Colega anônimo, só hoje vi sua resposta e refleti mais sobre o texto agora do que antes dela. Entre umas 17 ocorrências mentais, vou escrever a menos medíocre: pra onde vamos? Acredito que quando ele insinua um caminho, no mínimo, pretensão de despertar a curiosidade de alguém, ele tem. E o que mais vemos aqui, é gente querendo segui-lo, mesmo sem pensar. Fico meio com medo, pois a um tempo atras um alemão influenciou um monte de gente com suas ideias e olha no que deu... Assim, quando leio o que ele escreve, procuro tirar o melhor, e só seguir na direção dele quando cruza com a minha. E quanto à atitude ideal, acho que ela é mais fácil na teoria do que na prática e, como temos muitas encarnações pra praticar, um dia chegaremos à ela. Obrigado!

      Excluir
  52. Eu gostei do texto de hj ^^

    ResponderExcluir
  53. "Vâmo! Vâmo! Solução! Solução!"......Isso também seriam palavras de um diretor....rs.
    Belo texto!

    ResponderExcluir
  54. DEVE HAVER ALGUMA COISA QUE TE EMOCIONE. SERA UM TEXTO POLITICO, FALTA DE MEDICOS NO SUS . UM TREM LOTADO.....BUSQUE A MOTIVAÇAO NUM OLHAR DE UMA CRIANÇA, UM POR DO SOL;DENTRO DE VOCE MESMO.......TENHA FE, ESPERANÇA E AMOR....RJ.VALEU HG....

    ResponderExcluir
  55. Humberto estou precisando com urgência do seu contato.
    Vamos fazer Ilhéus, Vitória da Conquista e Jequié.
    Fico no aguardo - Beto Produções - (73)9974-2898

    ResponderExcluir
  56. Boa noite !
    Acho que o que motiva mesmo é a torcida. A massa gritando, carregando o time pro ataque. Isso motiva!!

    Não faz SENTIDO ! Não faz SENTIDO !
    Não faz SENTIDO ! Não faz SENTIDO !

    Abração seu 1berto

    ResponderExcluir
  57. Sempre que leio discursos motivacionais/auto-ajuda, fico me achando a diferente por não conseguir seguir o q recomendam e, se eu consigo, não sou a mais feliz do mundo mesmo assim! Esse povo que escreve discursos motivacionais deve ser muito bem resolvido na vida mesmo, não?! Bem mais do que qualquer um de nós! Falar é sempre muito fácil! Será que eles realmente conseguem seguir a risca tudo o que falam? E será que eles têm sempre sucesso com isso?
    Também sempre tive uma queda por músicas não tão felizes. E sempre que elas parecem me fazer companhia em vez de me deixarem triste! É legal achar que alguém mais nesse mundo, mesmo que seja uma personagem de alguma música, pensa do mesmo jeito que eu em alguma coisa! Passa a impressão que, pelo menos de vez enquando, eu não sou tão mais diferente assim! :)

    ResponderExcluir
  58. Humberto, toca "Filmes de Guerra, canções de amor" versão do Revolta dos Dandis aqui em Biguaçu-sc no dia 11/05 =D

    Um abraço,
    Daiany

    ResponderExcluir
  59. Sensacional, como sempre!

    ResponderExcluir
  60. Belo texto. Ainda estou digerindo mas se bem entendido por mim até o momento, tbm acredito que: "a solução, para todos, está dentro de cada um. Se não estiver ali, não está em lugar nenhum".
    Porém, buscamos motivações num possível espelho e admiramos sermos salvos, adoramos ser resgatados e sentimos uma necessidade, tlz inexplicável, de criar nossos heróis e com tbm nossos medos como combustível para que isso funcione. O que vc diz, HG,. eu entendi como reconher a liberdade de agir e reagir a si, e não somente às palavras e ações de um outro, saindo da zona de conforto

    ResponderExcluir
  61. Você tem um blog ou site e quer ganhar dinheiro com ele só recebendo visitas, então entre neste link e se cadastre http://ads.egrana.com.br/indica/6333 , não é pirâmide, não vai ter que vender nada, é um sistema de CPM custo por Mil visualizações, onde que para ganhar terá que exibir um Banner e anuncio e um Popunder e toda visita que estiver no blog já entra em dinheiro na sua conta virtual,após R$ 50,00 você poderá solicitar a retirada, tenho certeza que não irá se arrepender. eles pagam em dia e não atrapalha em nada se tiver outro monetizador em seu blog ou site e o melhor de tudo é que só precisa receber visitas em seu site ou blog para começar a ganhar dinheiro.

    Não custa nada testar, entre no link http://ads.egrana.com.br/indica/6333, se cadastre e veja como é simples.

    Eu uso e Aprovo.

    http://lotofacildica.blogspot.com.br

    http://lotofacildica.dihitt.com.br/noticia/ganhe-dinheiro-com-seu-blog-com-este-excelente-programa-de-monetizacao-egranaso-precisa-de-visita-eu-uso-e-aprovo

    ResponderExcluir
  62. HG MOSTROU A QUE VEIO! MELHOR TEXTO AQUELE ABRAÇO!

    ResponderExcluir
  63. Humberto, sensacional ! Aqui é FÃ numero 1! Mas o que faço com esses números ?

    ResponderExcluir
  64. Humberto, sensacional ! Aqui é FÃ numero 1! Mas o que faço com esses números ?

    ResponderExcluir
  65. Acho que a política no texto está na maneira de como os profissionais de marketing usam nossas emoções para realizarem propagandas eleitorais.. De como o governo usa nossas emoções para fazer discursos nos convencendo a aceitar os programas por ele ofertados.. Desde uma palestra em escola ao filme e músicas... É triste ver como o governo brinca com nossos sentimentos... Mas é assim no mundo todo, é a arte de nos persuadir... Acredito na inteligencia que há dentro de nós para seguirmos em frente com discernimento... Letícia Lages

    ResponderExcluir