Foto - 88


COISAS DAS QUAIS EU POUCO ENTENDO 
E SOBRE AS QUAIS EU POUCO DEVERIA FALAR
PARTE 1 -  FOTOS



Pois eu estava pensando sobre a identidade visual do próximo disco e encasquetei com a ideia de fazer fotos com aquele astral do início do século passado: pretibranco, cena estática. Mas afinal, o que definiria esse astral? As roupas? As poses? A baixa qualidade das máquinas, da revelação e impressão? Tudo isso seria fácil de reproduzir. O que é impossível para nós, passageiros desse trem chamado era da informação, é reproduzir a falta de familiaridade que nossos antepassados sentiam frente à máquina fotográfica. Havia sempre uma leve desconfiança no olhar, como se as lentes fossem miras de uma arma que aprisiona instantes. Esse ar se foi para nunca mais. Impossível simular reverência ao que nos é banal. Desisti da ideia retrô.

(*)

Eram os faraós que não se deixavam retratar por temer que a imagem lhes roubasse a alma, né? Ou não? Enfim...

(*)

No livro de Oscar Wilde, o retrato de Dorian Gray envelhecia enquanto o próprio permanecia jovem.

(*)

Quanto melhor o fotógrafo, menos ele te pede.
 Alguns fotógrafos tem a mania um pouco irritante de dizer "vamo lá, me dá a foto".


(*)

Conheci um fotógrafo muito fã do Queen. Incrivelmente, a admiração não tinha origem no som da banda mas na personalidade do seu vocalista. Ele havia fotografado o show dos caras no primeiro Rock in Rio. Numa das poses teatrais do Fred Mercury, todos os fotógrafos correram para clicar mas ele vacilou e perdeu a chance. Com o canto dos olhos, Fred Mercury notou o vacilo, manteve a cena e fez um discreto sinal pra que ele armasse a câmera de novo. 
”Puta profissional!”, não cansava de repetir meu conhecido, "o bicho pegando no palco e ele, com sangue frio, esperando até que o ultimo fotógrafo registrasse a cena".
 

Acho Queen bacana. Mas prefiro o som do que a autoconsciência exacerbada.

(*)

De tudo que meu oficio envolve, este lance de ser alvo de flashes para capas e entrevistas é o que menos me dá prazer. Problema meu, é claro. Sei da importância disso. Mas não é a minha onda.


Quando digo que não gosto de fotografar, algumas pessoas confundem e acham que não gosto de fazer fotos com fãs. Mas estas não me incomodam, de jeito nenhum. Mesmo quando interrompem minhas corridas no fim de tarde para eternizar meu rosto vermelho, suado e ofegante.


 (*)

Foto é uma conversa entre luz e volumes gravada por uma lente.


(*)

Decerto já aconteceu com o leitor, com a leitora: ficar com o olhar parado num ponto fixo, sem nada de especial, no meio da parede, entre duas árvores, sobre um prédio... O ponto em si não vem ao caso, é  o olhar perdido que interessa. 

Tese: no exato momento, em vários lugares do mundo, há muitas pessoas na mesma situação. Se transformássemos esses milhares de perdidos olhares melancólicos em linhas retas, todos se encontrariam num cume, formando uma pirâmide com incontáveis lados. Tal não seria um olhar perdido, como chamam. Seriam olhares encontrados!

(*)

O olhar perdido salva qualquer foto. É uma bela expressão (facial e verbal). Fico imaginando o olhar rasgando mapas, esmagando bússolas, buscando a liberdade de se perder por ai.
 O olhar perdido ignora a câmera. Os melhores sons desconhecem microfones. Se os olhos são as janelas da alma, o olhar perdido fecha as cortinas e recria o mistério.

(*)

Como resolvi o lance das fotos pro disco? Pois bem... Demoliram umas casas em frente ao estúdio e nasceu um espaço misterioso. Tijolos brancos com vegetação invadindo o abandono. Na minha cabeça, uma mistura das Ruínas das Missões com The Wall. Um muro bagual. Nosso bagwalll, ao alcance da janela por onde foge meu olhar em meio a solos e mixagens.


Tenho fotografado ali com os convidados do disco. Parece que em breve construirão um supermercado no terreno. Já sinto saudades antecipadas. No futuro vou caminhar nos corredores do tal supermercado pra comprar iogurte e lembrarei da felicidade de fotografar ali ao lado de colegas de profissão e sonho.




um abraço
26fev2013

142 comentários:

  1. Se não chegar logo março, meu coração não aguentará!

    Abraçoooos Gessinger!!!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Humberto é uma terapia de sensibilidade, de misterios, um genio da musica, sabe o quer e sabe onde quer chegar, simplesmente tudo.

      Excluir
  3. Boa noite! Boa terça...
    cada dia mais ansiosa.. cada dia mais apaixonada pelos teus escritos.....
    Cheirossss querido!

    ResponderExcluir
  4. Fotografar em frente ao estúdio!

    Não está fácil pra ninguém mesmo né?!

    ResponderExcluir
  5. Graças a Deus que vc, mesmo não gostando, posa!!! Lindo, lindo, lindo! Ô Adriane de sorte!!! Bjos

    ResponderExcluir
  6. Já sinto saudades antecipadas do texto da próxima semana ;)

    ResponderExcluir
  7. É HG, desse jeito vc vai alavancar o mercado imobiliário daí!hehe Adorei as Ruínas das Missões Jesuíticas com The Wall, é quase uma discografia direto de um sítio arqueológico!

    Abraçãozão!!

    ResponderExcluir
  8. MAQUINA FOTOGRAFICA no tempo dos FARAÓS ???? HEHEHEHEHE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mesmo assim, o que mais tem é pinturas de faraos... eram os indigenas americanos que diziam que retratos roubavam a alma.

      Excluir
    2. embora os artistas Egípcios nunca retratavam os faraos velhos e doentes como eles realmente eram, mas como deveriam ser, ou seja, perfeitos !!!!!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. retrato
      s. m.
      1. Imagem (de pessoa) reproduzida pela pintura, pelo desenho ou pela fotografia.

      Se eles tinham escrita, bateria, acupuntura, contruíram as pirâmides.. quiçá tivessem um retratista por lá, né? rs.. É diminuir demais um povo tão avançado para seu tempo achar que não.

      JP

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  9. Pensar no texto construído é o máximo.

    Mas gosto de imaginar qual foi a fagulha que fez o Gessinger montar a introdução e desenvolver até que o texto acolhesse essa bela ideia dos olhares e de fotografias.

    ResponderExcluir
  10. Como sempre, um ótimo texto! Grande Humberto, mestre.

    ResponderExcluir
  11. Legal. Fotografia é olhar, perdido, ou "achado". Adoro fotografia, desde que eu mesma não esteja nela (acho que ainda tenho esse ar de desconfiança, de falta de familiaridade com o objeto), prefiro as paisagens, pequenos detalhes desapercebidos do olhar comum...

    Curti o Bagwall...rs...

    Minha ansiedade natural já imagina a capa/contra capa, fotos internas do CD, Em breve tiro a dúvida sobre essas impressões.

    Boa semana de trabalho. Boas fotos.

    Invejinha de BH...rs

    ResponderExcluir
  12. Já to ouvindo o 6º álbum do EngHaw nesta noite...
    Companhia de trabalhos. Assim que terminar, leio com todo prazer <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse com certeza é um dos melhores álbuns! :)

      Excluir
    2. Verdade, Denisar... é ótimo! =)

      Obrigada, Anônimo de Fé! kkk

      Excluir
  13. Muito bom! em olhares perdidos, estaremos nos encontrando dia 23/03, com todos olhando para o palco e ouvindo com lágrimas nos olhos as canções que embalaram várias épocas das nossas vidas! Que venha BH e o novo show do Humberto!!!

    ResponderExcluir
  14. Cara, fiquei bem uns 5 minutos olhando a capa do livro "entrelinhas do horizonte", espero me surpreender com a capa desse novo cd.

    O pessoal aqui em casa ja ta me xingando de tanto q eu escuto EngHaw, como se fosse a primeira vez, rs, preciso de músicas novas, chega logo março! (mentira, continuarei ouvindo as antigas do mesmo jeito, junto com as novas rs )

    Espero que a Bahia seja contemplada com shows :)

    ResponderExcluir
  15. "Esse ar se foi para nunca mais". Como assim?! chega perto de mim, ao acordar, com uma câmera fotográfica pra ver a pura desconfiança no olhar! hahahaha


    Tenho acompanhado alguns vídeos que o Tavares tem postado no YouTube, caramba! Me surpreendi com o potencial do cara. Na verdade não conhecia seu trabalho e não pensei que seria tão bom quanto o que tenho visto. Bacana demais ouvir ele na guitarra e ouvir o baixo bem ali no fundo... ahh que saudades!


    Quanto à tirar fotos com fãs... tenho uma com você, durante a sessão de autógrafos do Nas Entrelinhas do Horizonte, em BH. Provavelmente você não deve se lembrar de mim, muito menos da foto, mas pra mim é algo que lembrarei pra sempre e toda vez que olhar para aquela foto vou lembra de um dia feliz na minha vida.



    se por curiosidade quiser ver a foto:
    https://twitter.com/jessicapiresf/status/226779928182525953

    Humberto,
    Aquele abraço e
    até semana que vem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa!

      https://pbs.twimg.com/media/AyWvJKYCEAAqPnl.jpg

      :D

      Excluir
    2. Desculpe a ousadia Jéssica Freitas,mais dei uma olhada na fotografia!!Muito massa!!!O mais perto que estive de tirar uma foto com HG foi no ultimo show de Pouca Vogal em Vitoria da Conquista-BA,ele passou por um corredor com grades de proteção a meia altura bem perto da gente mais é claro que não dava para ele fotografar naquele momento.Afinal de contas ele é cantor e não modelo pra ficar pousando pra fotos!!

      Mais ainda assim quero tirar uma foto com HG!!coisas de fã né!!

      Abç!!

      Excluir
  16. indios costumavam dizer que a fotografia roubava a alma !!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. pode crer. mas acho que faraós não se deixavam retratar... de qualquer forma, esta é uma outra coisa da qual pouco entendo e sobre a qual pouco deveria falar rsrsrsrs

      Excluir
    3. ENTAO, deixa ai a correção.... porque o que voce escreve pode virar conhecimento pro povo menos informado.

      Excluir
    4. o que acontecia era que os artistas Egípcios nunca retratavam os faraos velhos e doentes como eles realmente eram, mas como deveriam ser, ou seja, perfeitos !!!!!!!!

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  17. Vibrar em outra frequência...

    Esse é o lema!

    Sempre assertivo em seus textos!

    ResponderExcluir
  18. esses textos são muito bons....gente estou entrando no meio musical..ainda anonimo..mais espero chegar la com alma e coração..entrem la e comecem a conhecer um pouco do meu trabalho..http://leonardobarcelloscezarsc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ah!
    E que fique claro, que mesmo depois de tantas fotos, o HG NUNCA, MAS NUNCA MES-MO...SE RECUSOU A FOTOGRAFAR COMIGO, OU COM QUALQUER UM QUE ESTIVESSE PERTO DE MIM!!!!!

    No máximo, mencionava algo sobre estar atrasado, mas sempre fotografava!!!!

    ResponderExcluir
  20. qualé véio??? só aceita os que afagam o egozinho????

    ResponderExcluir
  21. adorei o texto...tavares ta mais proximo do olhar descrito por humberto...poderia ter postado a foto em "pretibranco"...abraço...

    ResponderExcluir
  22. Sem Palavras! Lindo texto. O que modificam mais as cidades são as construções, é como se elas nos mostrassem que o tempo passa e que tudo está se modernizando. Passo numa mesma rua todos os dias para ir ao trabalho e estão vendendo umas salas onde será construído um efício empresarial, está lá uma placa: Previsão de entrega 36 meses após Janeiro de 2014. Obra lenta neh? Mas juro que fico me imaginando passando naquela rua depois desse prazo e não ver mais aquela placa e ver um prédio bonito, vários carros no estacionamento, pessoas entrandoe saindo, lojas, sei lá, nada que lembre aquele espaço. Eu espero que até esse prazo essa rua jah tenha deixado de ser caminho, mas eu quero passar lá, só pra ver a obra pronta, rs!

    ResponderExcluir
  23. Estava no banho outro dia, olhei a/pela báscula (esquecida como esses muros, lembrada por alguém) e comecei a imaginar como seria a capa do CD.

    E é incrível que a gente espera o máximo e ele nos dá além. Credo!

    ResponderExcluir
  24. terça chegou e assim começa meu dia de folga.obrigado mastre.ançioso em ver o disco pronto.....

    ResponderExcluir
  25. A data colocada no final do post está errada. ou o texto também se aprisionou no tempo como as fotografias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu a dica. Errei 365 dias =) vou ali corrigir.

      Excluir
  26. Hahahahaha Esse Fred Mercury era uma figuraça, to morrendo de rir imaginando a cena. hahahahaha
    Um dia vc tem q fazer isso Gessinger, uma vez só. Hahahahaha
    Tem q colocar isso no manual do artista.
    Que figura hahaha

    ResponderExcluir
  27. Na foto das sombras, bem a esquerda ao lado do Macho Man, é a sombra de uma quarta pessoa ou só impressão minha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapá! Acho que é a sombra do fotógrafo hehehehe de um jeito ou outro o diretor sempre aparece no filme ;-)

      Excluir
    2. (acho que eu tinha postado no lugar errado), agora sim:

      Ele apareceu!!!! a quanto tempo não dava um pitaco, Sr HG? Seja bem vindo!

      Excluir
    3. Não foi vc q fotografou? A Foto está centralizada em vc. Agora to tentando imaginar a posicao do sol, a posicao do fotografo, a de vcs kkkkk

      Excluir
    4. Pode crer! Agora me lembro. Fui eu sim! Mas o fotógrafo ( @gustavovara ) ficou ali depois de me alcançar a máquina.

      Excluir
    5. kkkkkkk Ah bom, pq só sobraria a opção de o fotógrafo ter ficado certinho na sua frente, obrigando vc dar uma sutil "encoxada", assim a sua sombra sobressairia. kkkkk Mas como ele apareceu no canto, podemos descartar essa opção.

      Excluir
  28. Ele apareceu!!!! a quanto tempo não dava um pitaco, Sr HG? Seja bem vindo!

    ResponderExcluir
  29. A imagem - Ah a imagem! - a pintura pré-tudo-arte-gnus na caverna... Haa a imagem!... não devemos nada à religião mas certamente devemos à imagem... imagine só que seria de nós sem a imagem... pra quem acha estranho o espelho d'água faça a experiência de observar passarinhos em frente ao espelho... Humadamanhã "a Tua Imagem e perfeição"... enfim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  30. Muito legal a ideia de andar pelo supermercado que será construído lembrando de quando ele não estava ali... Se os lugares possuíssem memória, quanto espaço seria necessário para armazená-la???
    Por quanto tempo um violão se lembraria dos acordes e das notas que por ali passaram???

    Ótimo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  31. Cá estou eu novamente. Queria elogiar toda a tua genialidade, Humberto, mas não tenho capacidade para tanto... Deixo aqui, meu humilde "muito obrigado" e o meu sincero abraço. Aproveitando a oportunidade, estava comemorando meus 15 anos sábado, rola um "parabéns", mestre? (olha eu aqui, mendigando parabéns hehehe):-D

    ResponderExcluir
  32. Sempre uma visão diferente sobre temas batidos! Texto fantástico!

    Estou contando os dias pra 22/03 quando embarco de Curitiba pro show em BH!

    ResponderExcluir
  33. E não apenas "aprisiona instantes" como também é uma forma bela e poética de libertar ideias e sentimentos, eternizando memórias.

    ResponderExcluir
  34. Aê... estudo de caso pronto! Enfim o texto!
    Muito legal! Acho boa essa sensação de saudade antecipada.
    Tenho o hábito de passar por lugares e relembrar o que ali já vivi. E é algo que levo na lembrança, dificilmente em fotografias.

    E por falar em fotos, sabe o quanto aquela tua, ajudou nessa última semana, né? =)
    Gabi tá super feliz... sexta passada ela fez a outra cirurgia de enxertos. Está no quarto, conversando, cheia de sonhos e planos.
    Muitas notícias ainda estão por vir, e nada será fácil outra vez, a partir daí.
    Mas... faz parte dessa coisa louca chamada vida! Cabe a mim, apoiar e dar todo amor necessário.

    Ela me prometeu que assim que der, iremos juntas a um show da nova turnê, e vamos te procurar pra registrar o momento, que pra mim será incrível e de muita emoção!

    Mais uma vez, gracias por tudo!
    Sucesso sempre... tu merece!

    <3

    ResponderExcluir
  35. Texto ímpar! Muito bom, Alemão! Lugares que eram outra coisa, sempre nos deixam saudades. Ainda mais se já convivemos com esse lugar, no passado.

    ResponderExcluir
  36. 'Terapia Gessingeriana!!!'

    A pessoa acima conseguiu descrever o que realmente sinto ao ler textos teus, uma terapia. Uma terapia de amigo pra amigo, sem querer nada em troca. A troca já se consolida na energia que vai e vem de um ser humano à outro!

    ResponderExcluir
  37. Ae.....escutei Dorian Gray na t.cam ontem......rsrs.....loka a música, vamo vê como fica no trio!!!!!Boa semana cheffff...

    ResponderExcluir
  38. rsrs essa do olhar timido e desconfiado das fotos antigas é a mas pura verdade...nao contive e acabei dando uma olhada nas fotografas antigas dos meus avos e antepassados e a sensaçao q eles refletem no olhar e que vao levar um tiro,kkkk nao e atoa q sou sua fã desde meus 10 anos de idade...amo gessinger

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  39. Perfeito, como sempre... lendário!
    Fica um abraço e até dia 22.

    ResponderExcluir
  40. É ótimo chegar no trabalho na terça pela manhã e ter um bom texto como esse pra ler.
    Obrigado Gessinger.

    PS:O que você tá achando do nosso tricolor nesse início de 2013?

    ResponderExcluir
  41. Sonhei que tu cortou o cabelo na altura do ombro...

    ResponderExcluir
  42. Como diz a canção:

    ♫"...O que vai ficar na fotografia
    São os laços invisíveis que havia..."♫

    Que tal essa foto e esse texto...
    http://poesianoquintal.blogspot.com.br/2012/09/engenheiro-imortal.html

    Abraço Humberto!

    ResponderExcluir
  43. Fotografia envelhecida na parede de um lugar qualquer, num lugar comum.

    Eu também tenho a minha fotografia com você, Agagê: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=229618833787819&set=pb.100002191131773.-2207520000.1361884914&type=3&theater

    Abraços,
    JCamargo

    ResponderExcluir
  44. Super legal essa visão do Humberto sobre tudo! Sempre mostra pontos de vistas que nunca ninguém talvez parou pra pensar...
    Mais uma vez...parabéns por tanta inteligência!

    Sobre o novo trabalho e a estréia em BH fiquei a pensar...Vai ser legal ser pego de surpresa no show com músicas que não conhecemos... Mas legal seria também conhecer algumas das músicas novas para poder cantar e interagir juntos...

    ResponderExcluir
  45. Ué! Por que será que um administrador desse blog deletou meu comentário no post anterior a este? PALHAÇADA!!!!!
    Obs: eu postei o seguinte: "1 milhão para um DVD? Putzzz!"

    Acharam ruim e tiveram a coragem de apagar!

    Mais uma vez: PALHAÇADA!!

    Quero deixar claro que o meu comentário foi em tom de crítica apenas, mas pelo que vejo essa joça aqui não aceita crítica...

    Bom, vou esperar pra ver se este agora também vai ser removido... Era só o que faltava...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e eu também que só comentei que quem não se deixava retratar eram os indigenas e nao os faraós

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. VIÚVA GLM DETECTED.

      Excluir
    4. PUXA SACO DETECTED

      Excluir
    5. Hahahahahaha

      Viúva GLM e puxa saco... ora ora ora...

      Risada alta e em bom som: detected.

      ;)

      Excluir
  46. Elogiozinho barato é uma delícia né? Mas critica é dificil de aturar!

    ResponderExcluir
  47. Uma boa foto é eterna, como não se encantar com uma foto de época, aquelas preto e branca? Aquele olhar assustado ou sério, ao mesmo tempo misterioso, O quê estão dizendo?

    Tenho certeza que todos nós temos uma foto marcante, foto esta que nos deixa paralizados, a mente viaja o tempo para, considero este momento perfeito, recordações inesquecíveis e eternas.

    Com certeza as fotos The Wall serão eternas, momentos inesquecíveis e marcantes, o cenário pode mudar no futuro, mas a lembrança ficará.

    Até breve! vida longa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tenho certeza que todos nós temos uma foto marcante, foto esta que nos deixa paralizados, a mente viaja o tempo para, considero este momento perfeito, recordações inesquecíveis e eternas".

      Sim Renata, todos nós temos esses momentos dignos de serem gravados em pedra.

      =)

      Excluir
  48. '-' , você é o cara , chega logo março \ô , qual sera as proximas twittcans ?

    ResponderExcluir
  49. Que vergonha!! Comentários contundentes foram removidos (por um administrador do blog) no post anterior!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentários contundentes removidos?

      But...
      Mas o blogue é DELE, ele é o dono desse espaço aqui.
      "Porque a palavra do rei é suprema; quem lhe dirá:que fazes?

      Por mim, se ele apagasse os meus, eu levaria como que a minha presença é irrelevante, e simplesmente, me retiraria cordialmente.

      Simples.

      Excluir
    2. puxa saco DETECT !!!!!!!!

      Excluir
  50. só pra contribuir com a parte das missões...minha alma ficou aprisionada neste retrato junto com as de alguns guaranis que passeavam ao meu redor...vendendo balaios...triste.

    abraços cacique!

    ResponderExcluir
  51. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  52. Meu maior ídolo falando da minha paixão, que não por acaso é a minha profissão...aiai...difícil, viu?

    HG, te fotografei numa noite de autógrafos na Livraria Saraiva, no Rio e vou te dizer: O mundo seria perfeito se eu fosse sua fotógrafa oficial, daquelas de fazer turnê junto e tudo, sabe? Unir fotografia e música, para mim, é o Nirvana!

    Segundo integrantes da banda, ANNIE LEIBOVITZ, fotógrafa da revista Rolling Stone escolhida para acompanhar a turnê dos Rolling Stones nas Américas, os retratos que ela fazia eram espetaculares, principalmente pelo fato de ela "se misturar", passar a fazer parte daquilo...ela se tornou quase que mais uma integrante da banda...estava sempre ali por perto, com sua câmera...até que se acostumaram com ela e relaxaram...! aí é que passaram a não mais se incomodar com sua presença, com aquela câmera apontada o tempo todo....pois aí é que os melhores retratos acontecem!

    É neste ponto que eu quero chegar! E um dia eu chegarei...

    Abs,

    ResponderExcluir
  53. Unir fotografia e música é QUEEN E FREDDIE MERCURY

    SALVE POETA HG

    ResponderExcluir
  54. Meras perguntas necessárias por gentileza. Reparamos que fotos coloridas de pessoas dos últimos posts teriam sido mudadas para pretibranco. Por que foram alteradas? Perguntamos se nós os fãs desconhecemos que fazemos parte de uma 'gravação'?

    Poxa bicho... Será que você acha que tem gente à altura das suas fotos no guichê mais próximo bem aí do seu lado? Perplexidade. Desculpa aí se não percebemos bem. Olhar arregalado!
    Evoluir mesmo dói a Todos sem exceção.

    NAMASTÊ!

    ResponderExcluir
  55. "As ruínas são restos, mas não do que acaba
    E sim do que morre pra recomeçar" (Oswaldo Montenegro)

    ResponderExcluir
  56. 1berto,

    Escrever sem o compromisso com a exatidão das declarações mas com a plena intenção de en (cantar) o leitor pela ambiguidade do que se diz, querendo e não querendo dizer, foi o que vi nesse seu texto. No entanto, confesso que o que mais me tocou foi a sua disposição de interagir, de estar presente, como presente para este grupo que acompanha o seu trabalho. Obrigado!

    ResponderExcluir
  57. Agora me passou como gostava de mexer e remexer as fotos de família nas velhas caixas de camisa. Lembrei da grande espera pela revelação... das fotos que tirei e nunca vi. Senti o quanto isso me desconstruiu e construiu, quantos terrenos tornaram-se vazios para tijolos serem levantados ali.

    ResponderExcluir
  58. Pois bem, de novo um texto que me identifico muito, tô na minha segunda aula de fotografia, e certamente compartilharei esse texto com meus amigos! Sei que não é tua intenção de servir de verdade absoluta enfim... , apenas dividirei tuas ideias sobre fotografia, imagem, que eu particularmente adorei!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  59. Adorei o texto, ansioso pelo disco! =)

    Abração Humberto!

    ResponderExcluir
  60. olááá,,,
    sobre a foto lá em baixo, com o livro do Garcia Marques,
    "eu trago comigo, os estragos da noite" é do Livro Ninguém escreve ao coronel ?
    Eu vivo ficando preso nesse lance de olhar pro nada, qualquer dia fico preso de vez...
    .
    "vamo lá, me dá a foto" só perde pra "dá um sorriso", eu não sei sorrir pra um câmera.
    Hoje estou muito Freud Simpsons hoje ...
    Graande Abraço seu 1berto

    ResponderExcluir
  61. Cada dia mais ancioso pelo novo disco, espero que não demore a vir aqui pelas "pampas pobres" do interior do rio de janeiro ou pelo menos aqui por perto, a tentativa da primeira foto foi frustrada no show do PV em niteroi mas ainda vou buscar essa foto para etrenizar essa imagem ao lado de um fã etreno!

    Que venha essa nova fase, sucesso! Abraço!

    ResponderExcluir
  62. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  63. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  64. Bahhh meu brother Gessinger de tantos inícios de terças ou parceiro de tantas linhas que se escondem além do horizonte... Que venha o bagwall ou Gesswall (muro Gessinger) ahauahau! Parabéns pelo belo conjunto de palavras embaralhadas ou não, as quais me fazem refletir até onde vai essa minha infinita highway!

    Ps.
    Sinceramente espero um dia poder encontra-lo ao acaso numa rua, e mais ao acaso ainda gravar esse momento com uma câmera e eterniza-lo em minha mente!

    Abraços

    ResponderExcluir
  65. adoro como liga as coisas, e agora mais principalmente sobre os olhares perdidos. sempre gostei desses olhares, e pude pensar melhor sobre o assunto. VOCÊ É MUITO BOM! de corpo e alma, rs. Boa semana.
    Carolina Carpenter

    ResponderExcluir
  66. Adoro os trocadilhos, e habilidade que tens com as palavras...não é atoa que es artista!!!!valeu, parabéns e boa semana!!!Marcelo

    ResponderExcluir
  67. Confesso que, antes de ouvir Segura a onda Dorian Gray, nunca tinha me interessado pelo livro (que havia ganhado de uma tia minha a muitos anos atras), e agora estou apaixonado pelo livro.
    Toda vez que o tu falas das Missões, lembro-me quando eu morei em Roque Gonzales(RS), e tinha acesso a todas as elas. E faço uma referencia, na minha fértil imaginação, como eles conseguiram, criar algo no meio do nada, seria a mesma coisa do HG criando uma música, olhar, pensar e fazer.
    Outra nota que gostaria de deixar aqui. Além de fanático por EngHaw, sou um fã do Queen, e me surpreendi quando você falou sobre eles.... Sempre tive essa ideia, que o dia que te encontra-se numa esquina ( a mesma esquina de outra canção) iria te perguntar o que achavas do Queen ( que pra mim é como o Pink Floyd pra ti). Obs: Somente uma coisinha a mais, o correto é Freddie Mercury, nome de artístico do cantor africano Farrokh Bulsara. Abraços mestre HG.

    ResponderExcluir
  68. sigam meu blog please..
    http://cafepequenoh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  69. Sidnei Rodrigues - SP28 de fevereiro de 2013 13:19

    Mais texto incrivel!!!!

    ResponderExcluir
  70. Também gostei da lembrança do F. Mercury.
    Por acaso, na última semana de férias dos meninos, cantarolamos alto e em bom tom uma canção do Queen. Imagina cena e o maravilhoso inglês de mineiro...
    Abraço e
    até o show de estréia em BH!
    a.c.

    ResponderExcluir
  71. Hoje vindo do trabalho, contando passos pela rua... A chuva fina caindo sobre os meus cabelos loiros e com mexas roxas... Quem poderia imaginar o que se passava em minha cabeça? Fotos são apenas lembranças que um dia ficarão esquecidas ou escondidas em alguma lugar. Exceto daquela pessoa de quem tu tanto amas! Parabéns Humberto por mais este belo texto! Fabby Lima fabiana.babi77@hotmail.com

    ResponderExcluir
  72. QUE LEGAL AS IDEIAS VÃO SURGINDO, E SE TRANSFORMANDO EM COISAS REAIS, PARABÉNS GESSINGER PELA INICIATIVA DE MANTER UM BLOG TÃO LEGAL.VALEU!!


    caminhando contra o vento eu vou, com lenço e documento sim senhor!
    sob céus de viadutos
    errantes 2013


    DU HERREIRA SAO JOSE DO RIO PRETO SP longe demais...das capitais


    ResponderExcluir
  73. Estou tomando um chá para reler o texto. De que? jasmim.
    "olhar...rasgando mapas, esmagando bússolas..." (jóia pura!...).
    Belo rosto amargo e maduro, rasgando a sanfona.
    E o abandono tranquilo das ruínas à vegetação.

    Outro abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah!, é só o sol ofuscante nesse rostinho "véio"!..
      Que pena, logo viagem a um trabalho excessivo suspenderá várias de minhas leituras... Então: só Depois eu decifro mais esfinges! Abç.

      Excluir
  74. Olá Humberto, meu nome é Geraldo, e sou seu grande fã. Tenho 19 anos e cresci vendo meu pai ouvir seus discos, discos estes que ele tem todos, desde o primeiro dos Engenheiros até os mais recentes cds. Hoje somos dois grandes fãs, idolatria que passou de pai para filho, e da qual tenho muito orgulho. Suas músicas dizem muito sobre mim, e são grande inspirações para minha vida. Confesso que me senti emocionado quando, fui junto de meu pai comprar seu livro mais recente mês passado (Nas Entrelinhas do Horizonte). Espero que você possa vir em Juiz de Fora nessa nova turê, da qual aguardo ansiosamente...grande abraço! Que possamos estar por muito, e muito tempo em sintonia, nessa infinita highway...

    ResponderExcluir
  75. Karine Lacerda

    Fotos... câmeras fotograficas são a invenção mais próxima do que o homem chama de “máquina do tempo“. Elas nos transportam de uma maneira tão legal ao passado, e muitas vezes revemos velhos momentos não por nossa memória mas sim pelos olhos de um fotógrafo atentos atrás de uma lente (ou uma tela digital)!
    Eu particularmente prefiro fotos de câmeras antigas.... são mais graciosas!!!!!
    HG adimiro muito o seu trabalho... uma pena os ingressos pro seu Show em BH já estarem esgotados quando eu fui comprar o meu!! É muito bom ler aqui um pouco dos seus pensamentos!!

    Abraço...

    ResponderExcluir
  76. Mais um texto muito bom.
    abraços.

    ResponderExcluir
  77. Uma Avenida Live and Let Live

    Queen - uma ópera
    Mercury - uma diva

    Queen - uma constelação
    Mercury - Zoroastro ímpar

    Queen - britânico/mundial
    Mercury - insular/africano

    Queen - fotos
    Mercury - luz

    Queen - time
    Mercury - gol de bicicleta

    Queen - ao vivo
    Freddie - aidético

    Queen - eterno
    Mercury - imortal

    Freddie - profissional
    Farrookh - luta

    Fred-Freud-family
    Freddie-freedom-farther

    Freddie - Rock
    Farrokh - Cidade

    Freddie Mercury: Love me or leave me.
    De gracias...

    somos quem podemos ser... (SP)

    ResponderExcluir
  78. Engraçado, eu tenho uma foto de infância(dos 2 aos3 anos) preto e branco ao lado da igreja com minha mãe e meu irmão e a sensação que eu tive ao posar, foi justamente essa de achar que o fotógrafo fosse disparar algum tiro. Chorei muito até minha mãe me consolar com uma flor.Aos 5 anos posei em frente a televisão, enquanto minha mãe pedia pra eu posar ao lado da planta, eu teimosamente insistia que fosse em frente da televisão,depois de revelada eu notei o olhar perdido pro alto e não lembrava de tê-lo feito. foto meio profética sei lá... tempo depois descobri ter nascido no dia da padroeira da TV.( Só pra contar um pouco de mim rs)
    Há pessoas que aparentam serem mais jovem atualmente do que em suas antigas imagens.
    Irritante pra mim é quando a gente demora com um sorriso e o fotógrafo demora pra clicar ou manda voltar.
    Muito legal a percepção e a preocupação de Fred.
    Há ângulos que exageram o que tememos que seja exagerado.
    Fotos surpresas ou não, podem ser legais ou não, às vezes nos achamos feios numa foto enquanto outra pessoa diz sinceramente que ficou boa.
    Pra imagem de um sorriso sincero um clique surpresa( minha amiga não sabe sorrir expontaneamente pra foto).
    No futuro fãs posarão e dirão foi aqui que ele gravou!
    Deus: "Francisco vai e recontrói a minha igreja!". Francisco como um pedreiro era um ótimo santo, foi e refez uma igreja de pedra, tempo depois ele entendeu que o Senhor referia-se à pessoas e missões.

    ResponderExcluir
  79. Seria verdade essa história? Uma imagem pintada em tempos sem máquina fotográfica revelaram o estado de uma pessoa em tempos diferente:

    O grande pintor, Leonardo da Vinci, levou anos para pintar seu quadro: " A Santa Ceia". Em vão ele procurava um modelo apropriado para a face do Salvador. Então ele encontrou um cantor de um coral, em uma igreja, cujos traços nobres lhe chamaram a atenção. Imediatamente ele chamou o rapaz Pietro Bandinelli, para posar para o quadro, e deu a Jesus a fisionomia do rapaz em seu quadro. Por muitos anos ele continuou pintando o seu quadro. Os discípulos estavam quase todos prontos, e só faltava o modelo para Judas Iscariotes, aquele que traiu Jesus. Da Vinci passou, então a andar pelas ruas de Roma, procurando um rosto adequado. Finalmente achou a pessoa com o rosto certo. Era o de um sujo e esfarrapado mendigo, com uma expressão ameaçadora em seu semblante. Ele estava parado em uma esquina e logo foi convidado para servir de modelo, o que imediatamente aceitou. Mas, quando o pintor contemplou os traços do mendigo mais atentamente, de susto, o seu pincel lhe caiu da mão. tratava-se do mesmo Pietro Bandinelli, cujo bonito rosto, o pintor já havia usado como modelo para o rosto do Salvador. O que é que havia transformado o anterior rosto angelical em um rosto de bandido, de Judas? A pobreza? A fome? a doença ou coisa parecida? Não, suas atitudes o havia rebaixado tanto! Ele se tornara um alcoólatra, um viciado jogador. Havia descido degrau por degrau, até que seu rosto mais parecia o de um homem mau do que de um anjo.

    ResponderExcluir
  80. Gosto de gostar do Humberto Gessinger.

    ResponderExcluir
  81. Jurei que enquanto não conseguisse postar minha cartinha pro humberto,não iria dormir:-@.
    Guerra na internet#

    ResponderExcluir
  82. Bom dia!Poxa como tempo nos trata tao serio né?Olhando essa foto do Humberto que na verdade apos eu ter me convertido ao Evangelho doei tudo que tinha relacionado a musica,fui locutor duma rádio comunitaria vizinha a mim por varios anos,na verdade 8,que também foi o tempo que estive no Exercito.Mas é passado,o que quero dizer é que a ultima imagem que tinha do Humberto,era dum show que ele fez no sesc.aqui de sp,com cabelo curto.Tenho hoje 34 anos,filho unico e problematico com pai,separados desde que nasci,eu trabalhei aos 11 anos numa banca de jornal,e me interessei pela show bis,revista especializada em rock.não demorou muito,e ja estava ouvindo,terra de gigantes,mas eu nao gostava das musicas que tocava nas radios,de nenhuma banda,ai me interessei,por crônicas,violencia travestida,longe demais das capitais,ando só e outras...Quando iniciei na rádio(na verdade nunca tinha antes pensado nessa possibilidade e nunca havia antes ido numa radio por um convite de um amigo para acompanha-lo a uma entrevista para ele obter um horario que seria para tocar sertanejo,ao aguardar no corredor da radio,a diretora que fazia com meu amigo a entrevista ouviu eu conversando com alguém que esperva também me chamou e disse que a maneira que me expressava e o tom de minha vóz fazia o perfil para trabalhar na rádiofoi onde que eu e ganhei o horario que seria de meu amigo todos os dias das 20:ás 23:00 entrava no ar Samuel santos tocando o melhor do rock no entao mega rock),tocava musicas que as radios nunca tocaram,entao foi um sucesso.Sucesso de me encontrarem e falar poxa nao sabia que os Engenheiros tinha essas musicas.Mas confesso que nao tinha cultura para entender do que falava.Hoje apó varias mudanças ocorridas em minha humilde vida,e ja formado,me dou conta do tesouro que desde adolecente tinha nas maos e se eu tivesse cultura ou estudado numa escola boa,hoje minha vida seria diferente,eu errei muito esperimentando varias formas de viver e diversao,sem ter tido cultura para enxergar a violencia trasvestida em "Armas de brinquedo medo de brincar,em anuncios luminosos lamina de barbear,os anuncios que avisao que fumar faz mau"!A violncia transvestida faz seu trottoir...Aquela época nao fazia muito tempo que o país saia da ditadura,entao muito valores ainda eram preservados na sociedade,como:exposiçao de boca de drogas,homosexualismo,musicas vulgares,estupro,vestimentas,mulher sentar numa mesa de bar...essas coisas foram ficado normais.No governo FHC com a ivasao das multinacionais e de produtos internacionais houve tambem a ivasão de muitos costumes,modas,varios tipos de culturas,onde conrroperam nossos jovens que junto a má educação que se diga de passagem,o FHC determinou que nenhum aluno poderia repetir de ano,a escola publica não forma mais alunos,mas sim semi-analfabetos.TODO esse material que temos hoje do passado de Engenheiros,legiao,Elis regina,são profecias não para aquele tempo,mas para esse tempo,infelismente hoje a juventude nao se interessa mais por leitura pois nem é do interesse público,porém poderiam hoje derrubarem Reis e fazer comedias com as suas leis.
    Hoje não tenho e não vejo um letrista como idolo,como referencia como antes,onde cheguei a usar camisar com o simbolo dos Engenheiros,gus roses e tal,porque entendo que eles fora e seram para sempre,pessoas que tiveram a informação consigos,acesso á uma boa escola,mas não posso deixar de falar do talento,por exemplo o som de violencia transvertida ja naquela época tocar assim é se colocar ao lado de iron maiden.O que ficou?hoje não são poucas explicaçõe que tenho prazer de explicar o significado das letras á jovens, pois assim como a livro de apocalpse,são na verdade palaboras,só quem crê se interessa.
    Mas de verdade?"Eu sempre quis viver no velho mundo,na velha forma de viver"!!!Deus abençoe a todos!

    ResponderExcluir
  83. Fotos são janelas que nos permitem ver além do tempo e espaço em que estamos situados. Amo fotos e principalmente fotos espontâneas. As pessoas reclamam porque dizem estar feias e as vezes desengonçadas. Mas esta é a beleza, mostrar uma situação real, que aconteceu pelo conjunto de ações espontâneas de cada um, e não algo planejado com sorrisos forçados, olhares focados em uma lente e pensamentos congelados. Ângulos das luzes, efeitos de sombras, poses planejadas, edições e uma foto sem história pra contar.

    ResponderExcluir