P(*)EMAS C(*)M N(*)TAS DE R(*)DAPÉ - 50


a dúvida é o preço da pureza

e é inútil ter certeza

(*) Liguei a TV e dei de cara com Mister M. Vocês lembram, né? O cara que, nas "fantásticas" noites de domingo, revelava os segredos dos mágicos. Sintoma de uma era em que tudo está exposto, em que máscara e rosto trocam de lugar. Os bastidores passam a ser o show, o making of do making of do making of...

Ao ser alcançado pelo Mister M via TV a cabo numa insônia de quarto de hotel, me dei conta de que eu nunca o havia  visto. Claro, respingaram em mim várias imitações do Cid Moreira fazendo a locução do quadro e a própria personagem, que todos comentavam. Assim como, mesmo sem assistir às novelas, a gente acaba conhecendo, por via indireta, nomes e sotaques de personagens que invadem o dia a dia.

Dias antes, ao dar uma entrevista, eu me dera conta de que nunca havia ouvido a tal música do Michel Teló. Nem a Dança do Kuduro. Nunca vi. Não entendo por que, hoje, tanta gente tanto reclama dos modismos. Eles são bem menos avassaladores do que eram quando nossas opções de (des)informação eram menores.


(*) Numa outra entrevista, me pediram para falar de uma banda que fizera uma música sobre minha banda. Expliquei que não sabia do que se tratava. O jornalista me mandou um link com o video. Estava ali, na ponta dos meus dedos, a um toque de distância, a informação que daria seguimento à matéria. Simples, só clicar. Simples... se eu não fosse eu.

Será que eu queria me ver como me vê quem me vê como um ícone (seja lá do que for)? Se eu fosse um profissional de mim mesmo, certamente deveria ver. Mas... será que sou? Quero ser?

(*) Em tempos idos, valia para a informação a equação "quanto mais, melhor". Será que ainda vale? Agora que ela é abundante e redundante, surge outra questão: o que NÃO saber. Não creio que aquela equação valha hoje em dia. Como não creio que valha, nesse caso, a equação "menos é mais". Quem aí está disposto a viver sem a verdade tranquilizadora das equações? Eu.

(*) Questão delicada, esta da (des)informação: uma vez que sabemos algo, é inútil fingir que ignoramos. Numa das mágicas reveladas pelo Mister M, quando aberta uma caixa, flores saltavam. Um efeito de mola encolhida que é libertada. Depois, o mágico podia forçar as flores de volta para a caixa e repetir o truque... Mas quando a caixa de Pandora da informação é aberta, não há volta. Colocar a pasta de dentes de volta ao tubo? Nah, não tem volta.

Ciclicamente, no mundo da música pop, pintam momentos em que a proficiência técnica é mal vista. Foi assim no punk e no grunge. É engraçado ver, nesses momentos, músicos estudados querendo acompanhar a onda, simulando uma inocência pra sempre perdida e escondendo sob o tapete habilidades que poderiam levar a novos caminhos. Por achar, equivocadamente, que técnica e espontaneidade são incompatíveis, ficam sem nenhuma das duas. O "pior dos mundo". Nem barro nem tijolo.

(*) Uma criança escrevendo poemas num quarto, um jovem projetando prédios na escola de arquitetura, um músico tocando para multidões.
 Já percorri estas 3 estradas. O que sei delas? Que todas têm a mesma curva. Um ponto onde a gente começa a tirar em vez de colocar. Aí é que começa a ficar interessante: quando começamos a selecionar! Enquanto corremos na velocidade máxima que o carro permite, somos meros prisioneiros de suas limitações.

cansei de alimentar os motores
 
agora quero freios e airbag

bah: enquanto escrevia este texto fiquei sabendo que o botafoguense Herrera declinou convite para escolher uma canção que servisse de trilha a uma “fantástica” gracinha da TV. Legal e surpreendente! Não escolher foi sua escolha!

um abraço entre antenas
...
o que captar?
do que escapar?
22mai2012


121 comentários:

  1. essa semana vc foi a montes claros... queria te entregar manuscritos do meu blog... infelizmente nao foi possivel. mas fica o convite: omesmonome.blogspot.com tentei te dar um abraco do meio da plateia, mas parece que vc estava viajando muito longe pra ver... entao, agora: um abraco!

    ResponderExcluir
  2. "if you choose not to decide you still have made your choice" Achei massa demais essa do Herrera. Palhaçada tem limite e nem todo mundo é imbecil. Futebol é coisa séria, Seu Tadeu!!!

    ResponderExcluir
  3. Quantidade cada vez mais. Qualidade cada vez menos. Até quando? Desligar a caixa de pandora de led/lcd é a solução? Saudações Rubro-Negras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto ao lance do Herrera, se ele tivesse fugido do estereótipo do jogador craque e alienado, mas que pede o modismo da semana, e tivesse escolhido um Sex Pistols ou Neil Young, em um programa de massa como o Fantástico, teria chocado mais.

      É o mesmo, quando uma pessoa tem a chance de dar a sua opinião sobre a política do país, e diz que nada presta.
      Ao invés de reclamar que o Sarney não presta, o que todos nós já sabemos, usar o horário nobre da tv, para dizer a massa, para prestar a atenção nos que prestam, seria mais produtivo.

      Excluir
    2. Ele devia ter pedido a música tema do Chaves, ou do Programa Sílvio Santos. Aí sim...

      Excluir
  4. Bacana! Hoje vejo que o normal n é bom, o simples n é bom, o que vc quer nunca está bom, queremos sempre mais... n é assim na música, escuto meu Pink floyd, Led Zeppelin e me contento, prefiro ser essa metamorfose ambulante.

    ResponderExcluir
  5. "Eu vou acima de qualquer radar"...

    Boa semana Gessinger!
    ABRAÇO!!!

    ResponderExcluir
  6. Por mais que a terra estreça os de fé estarão por perto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim! por mais que tudo caia ao chão, os de fé estarão por perto! nem que seja necessário lutar contra moinhos de vento!

      Excluir
  7. Alexandre Giungi22 de maio de 2012 00:08

    Realmente a coisa começa a ficar interessante quando passamos a selecionar o que absorver. é a velha história, de que saber um pouco de tudo, é ser especialista de nada. ótimo texto parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentario alexandre,e realmente cada vez estamos menos seletivos

      Excluir
  8. Cara! Tu ficas sentado no sofá esperando dar meia-noite para poder postar, é??!! Muita gente fica do lado de cá só esperando...

    ResponderExcluir
  9. "a dúvida é o preço da pureza

    e é inútil ter certeza"♪

    Seu texto começou exatamente na dúvida que seus fãs de Manaus-Am.
    A Virada Cultural de Manaus, confirmou Pouca Vogal dia 26/05 as 22h...Mas vc e nem a agenda do Pouca Vogal não confirmam.

    Não quero ter a certeza só na hr do show!!!

    ResponderExcluir
  10. Humberto, se possível dá uma olhada no blog desse aspirante a escritor, ficaria honrado com sua visita, grande mestre que me inspirou a querer escrever, notasdofer.blogspot.com
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  11. Chato é ter certeza com "C" maiúsculo... daquelas que são Eternas, inquestionáveis. Talvez seja mais gostoso ficar imaginando o truque atrás do show, criar estratégias que também podem criar aquele efeito "mágico". A certeza cessa a criação ou a verdade científica traz evolução? Não sei... só sei que já existiram muitas verdades...

    ResponderExcluir
  12. FODA!

    O que seriam das minhas segundas se no exato momento em que elas viram terça não tivesse o Velho Gessinger??!!

    Tirar invés de colocar! Eis o "x" da questão!

    Não vou falar do Camaradinha do Botafogo. Não gosto dele. Não gosto do Botafogo! Só gosto do Flamengo! hahaha!

    Mas domingo torci pro grêmio! E nada adiantou! Puts!

    Humberto, fala das tuas TATOOS qq dia desses ae!

    Valeu turma "De fé"!
    Valeu Humberto!

    ResponderExcluir
  13. Não escolher foi sua escolha de dizer não ao modismo. Ou será que tem gente que corre 90 minutos pra fazer 3 gols - pra pedir música? - o.O

    Mais um grande post HG!
    Beejo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Rede Globo teve suas redes furadas, baita gol de silêncio...

      Excluir
  14. Tenho um amigo fazendo faculdade de Jornalismo, recebeu a bela notícia do texto por ele feito ser publicado, dá uma olhada que lindo texto, http://www.balaiodenoticias.com.br/artigos-e-noticias-ler.php?codNoticia=105&codSecao=17&q=Talvez+mais+um+n%FAmero+nas+estat%EDsticas. Vale apena Humbertão. Abraço

    ResponderExcluir
  15. É isso Humberto, o negócio é ir na "manha da aranha".Parabéns pelo texto, nos faz refletir que estar em evidência pode significar estar dominado pela evidência. Isso é evidente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gostei...

      é como sangrar por sangrar.
      rezar para chamar atenção...

      Excluir
  16. Muito bom o testo 1berto
    gosto de brincar com a palavra informação de outra forma
    o in de negação deixa parecer que significa não-formação, ou seja a informação por si só não serve pra nada, vc usa como quiser !!!
    só uma das minhas loucuras
    um abraço meu caro!!!

    Tiago Rocha
    Montes Claros
    @tikasrocha
    seu fan, mas não nático
    adorei o show em terremoc!!!

    ResponderExcluir
  17. Eu me perco em pensamentos quando leio seu blog.Super legal quando vc fala dos discos,claro ...sem duvida é importante saber de onde e como surgiram.Mas quando rola um devaneio mais profundo,é surreal.Ainda to pensando na frase "Não entendo por que, hoje, tanta gente tanto reclama dos modismos. Eles são bem menos avassaladores do que eram quando nossas opções de (des)informação eram menores."

    ResponderExcluir
  18. Adoro o Humberto, homem de caráter, simpático, emocionante, com a música e com suas palavras, parabéns.

    ResponderExcluir
  19. Poucos minutos antes desse post, eu havia postado no facebook um vídeo com a música "Esportes Radicais" e de legenda "cansei de alimentar os motores
, agora quero freios e airbag" porque há dias estou com essa música na cabeça! Aí tu fecha o texto justamente com essa frase! hahaha
    Mais um ótimo texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Bah, making OFF é foda... vou corrigir. E isto foi um making OF. =)

    ResponderExcluir
  21. É uma loucura mesmo esse bombardeio de informações. Chega a dar tontura e alucinação! E como não ser atingido por elas? Só mesmo desconectando do mundo através de uma boa música ou uma bela poesia... E como ficar alheio a tudo? É tudo uma grande contradição. Cabe a cada um encontrar seu equilíbrio!

    ResponderExcluir
  22. Hj mesmo falei horas sobre isso.
    Teus posts,assim como as músicas sempre parecem feitos como se tirados de meus pensamentos!

    Não assistimos televisão aqui em casa,não escuto rádio,mas "leio" o mundo através da internet e não sabia nem uma música da LadyGaga.
    Sei quem é,mas não imagino o que ela canta.
    Nem meu filho de 7 anos,que canta tudo de Beatles e EngHaw tão naturalmente quanto os colegas da escola cantam Michel Teló.

    Captamos muito,muitas vzs sem querer,mas podemos escolher o que nos capta de verdade!

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Muito bom, sempre adorei essa frase da "infinita" pois eu decorei-a e acabo vez ou outra proferindo... Tudo a ver com a primeira vez que entrei no seu blog, muito dez , parabéns abs de um fã ... Além do mais a virada de segunda pra terça é meu aniversario rsrs ou seja hoje.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. " O bom desses modismos é que eles passam logo , a máquina da mídia tem de ser engraxada com novos personagens , sou das antigas do tempo do vinil , de se esperar ansioso o Lp na loja , o jornal na banca , mas também gosto muito da tecnologia como é o caso dessa rede social aqui em que os De Fé pode ser encontrar com os De Fé , certa vez li um comentário seu que tem pessoas que tem amigos no mundo todo mas não conhecem os vizinhos , achei isso tri-legal , não tenho nenhum seguidor e só sigo você , ah ! mas eu conheço meus vizinhos , é isso ai , continue escrevendo para nós na melhor hora do dia "

    ResponderExcluir
  27. Não tem preço ler um "texto seu" ouvindo "Pouca vogal"... É algo que não se explica, é tudo o que eu sinto e que não cabe em palavras... Simplesmente simples e plural! Obrigada e abraços.

    ResponderExcluir
  28. Ahhh Mister M... como fugir dessa tal (des)informação (des)necessária? Mistério... O Humberto falou sobre um monte de coisa e com um texto super bacana, mas só consegui ficar pensando em uma cena: ele olhando para o link com a tal música vivendo o terrível dilema entre clicar ou não clicar... hilário!

    ResponderExcluir
  29. HG..... Como vc diz a musica do PG...
    "Pra que tanta inteligência?
    Por que tanta emoção?
    Qualquer coisa em excesso faz sucesso meu irmão".... Estou ate agora, feliz de ter te conhecido pessoalmente domingo... Pessoa humilde..simpatico... e sou seu fa...

    ResponderExcluir
  30. Qualquer ato, até aquele que nos leva a inércia frente a algo é uma escolha. Ir ou não, apoiar ou ser indiferente é uma ação de escolher. O que ganhamos ou perdemos só nós mesmos podemos dizer! O que captar e o que ignorar...eis a questáo! Belo texto

    ResponderExcluir
  31. Feeeeeera demais teu post dessa semana, HG!
    Tá complicado mesmo hoje em dia com tanta coisa a nossa disposição, saber selecionar o que é bom pra gente do que é irrelevante! Abs #DeFé! Boa semana a todos

    ResponderExcluir
  32. "as chances estão contra nós, mas nós estamos por ai, a fim de sobreviver, só prá ver...A CIDADE EM CHAMAS!"

    ResponderExcluir
  33. O mais surpreendente foi ver o Tadeu Schmidt e sua sacola de gracinhas saindo pela tangente...além é claro de ter anunciado o acontecido como uma tragédia( putz! tragédia foi o são paulo ter levado uma virada).

    ResponderExcluir
  34. seu texto explica o sentimento que a velocidade do mundo atual me causa eu também quero freios e airbag anda muito difícil viver nessa loucura de velocodade sem limites e cobranças.
    muito bom o post...
    abçs

    ResponderExcluir
  35. Excelente post! Não vou nem comentar muito, pois não consigo parar de ler o meu Nas Entrelinhas do Horizontes, que acabou de chegar em plena segunda-feira! Não podia ter chegado num dia melhor!
    Valeu!

    ResponderExcluir
  36. Cada dia que passa eu fico mais fã desse cara !
    Gessinger, dia 2 de Junho ,te peço que me deseje feliz Aniversário pelo twitter ... @leoayresEC ... o melhor presente que eu poderia receber... Na verdade se tu viesses fazer um show em Belém seria bem melhor ! Abraços :D

    ResponderExcluir
  37. Filtro. Eh dificil desigualar a equacao dps de crescer no qto mais melhor...

    ResponderExcluir
  38. E agente fica com medo dessa estrada, e dessas curvas(ou será uma fuga,CURVA+FUGA dá uma lance legal)
    Qual música vc pediria se fizesse 3 num Grenal??

    ResponderExcluir
  39. Vanilce Nascimento - BH22 de maio de 2012 08:37

    Olá querido Humberto! "Estive" aqui, li e gostei mas hoje estou triste e não tenho comentários pra fazer. Abraço.
    Vanilce Nascimento - B H

    ResponderExcluir
  40. Textos inteligentes, como sempre. Sempre bom.

    ResponderExcluir
  41. Textos inteligentes, como sempre. Sempre bom.

    ResponderExcluir
  42. E quando a gente escolhe ser "ignorante", porque atualmente a ignorância é uma benção, seguimos também na contramão de tudo que dizem que aconteceu?

    Texto genial :D

    Bom dia hehe

    ResponderExcluir
  43. Humberto! Me identifiquei muito com a parte sobre a curva na estrada. Nossos caminhos são muito diferentes, mas, sim, toda estrada tem uma curva. Ou toda curva tem uma estrada? Seja como for, é interessante quando começamos a contar os passos em vez de simplesmente caminhar. E aproveitar melhor o caminho. E a escolher melhor onde se quer chegar...

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  44. "Ciclicamente, no mundo da música pop, pintam momentos em que a proficiência técnica é mal vista. Foi assim no punk e no grunge. É engraçado ver, nesses momentos, músicos estudados querendo acompanhar a onda, simulando uma inocência pra sempre perdida e escondendo sob o tapete habilidades que poderiam levar a novos caminhos. Por achar, equivocadamente, que técnica e espontaneidade são incompatíveis, ficam sem nenhuma das duas. O "pior dos mundo". Nem barro nem tijolo."

    Acertou em cheio no alvo , man!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  45. reclamar dos modismos por que?!se não fossem eles não teríamos o que escolher....Santo Herrera! uma pena a escolha dele não ter sido respeitada! Texto super!Beijos

    ResponderExcluir
  46. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  47. Ótimo texto para reflexão! E o que nos espera depois da curva? Mar azul, céu azul sem nuvens? Que bom se fosse sempre assim.
    Mas muitas vezes o que vem depois da curva depende do que estamos fazendo durante o caminho até ela. É preciso saber o momento certo pra correr, atingindo velocidade máxima; e também reconhecer o momento de frear e aproveitar as belezas proporcionadas antes da curva. E é assim que busco viver... correr quando me convém; andar tranquila curtindo a paisagem, as pessoas que passam por mim no caminho, os bons momentos que me são proporcionados, e buscando aprender com aqueles que não são tão bons assim (ou que pelos menos penso não serem bons). Acredito que só assim, poderei vencer as curvas da minha vida, com o objetivo de deixar sempre que possível sombras de sorrisos nas curvas da highway, infinita e [nem sempre] silenciosa highway!

    Valeu HG! Abração da Dani ;)

    ResponderExcluir
  48. E sempre queríamos ‘mais por demais’
    E agora aprendemos que não precisamos saber

    DE TUDO
    PARA TODOS

    Pois a vida deixou bem claro
    Que iluminação nem sempre é dedo no interruptor

    E quem fica sem escovar os dentes
    Não fica numa boa, pesquisas que devem ser evitadas

    ResponderExcluir
  49. "Ser ou não ser, eis a questão"

    Anda mais presente que nunca! rs..

    Perfeito, "uma vez que sabemos algo, é inútil fingir que ignoramos." Seria mais fácil se a vida fosse como os enlatados de uma TV à cabo ou a própria, não está gostando do que vê basta mudar de canal, só não pode desistir, pois desligar a TV seria uma opção no mínimo covardia. É a história do ônus e bônus, se qr coisas boas tem aprender a conviver com as ruins, febris Telós ou tchu tchas nunca deixarão de acontecer e são um mal necessário para a seleção natural. rs..


    Oxente¹: Futebol é coisa séria, mas também poderia ser algo divertido, né?

    Oxente²: Poderiam chamar a "escolha de não escolher" de grosseria Argentina, alimentaria bem melhor a fogueira ibope para algo que com certeza também não mudará o mundo e poderia ser levado tão a sério como as febres musicais, cortes de cabelos das paniquetes, fraude em licitações.. Oops, este não, este deveria ter sido levado mais a sério. ^^

    ResponderExcluir
  50. A (des)infromação: podemos acompanhar a vida de uma pessoa em um simples click, lembro quando comecei a curtir engenheiro do Hawaii era difícil achar uma informação de uma banda do sul do País morando no Norte de minas Gerais sempre passava em bancas de revista para procurar e posso confessar que era até gostoso pq quando achava alguma informação sobre a banda parecia uma conquista, hoje consigo achar tudo sobre a banda em uma velocidade rápida (prisioneira das limitações) . Por isso q concordo q quanto mais não é melhor
    (*) Mas quando a caixa de Pandora da informação é aberta, não há volta? Vc concorda com essa afirmação carolina dieckmann...

    ResponderExcluir
  51. Não escolher foi sua escolha... Neil Peart fala disso em Freewill... "Ainda que que escolha não decidir, você ainda assim domou uma decisão"... I will choose freewill...

    Freewill tem a ver com seu post 1berto.

    Æ Antonio Emílio

    ResponderExcluir
  52. Rola uns papos kbeças aqui néh? Não consigo entender essas teorias ai de cima.... legal!!!

    ResponderExcluir
  53. Só que tenho a dizer sobre este texto é que fico impressionado com tua capacidade, Humberto ...de linkar acontecimentos/circunstâncias do passado, futuro e presente. Sinceramente fico muito impressionado!!! Depois de muito tempo te ouvindo/lendo (Suas músicas o que tu escreve em termos de letra e textos, entrevistas e tal) A gente acaba até ficando mais ou menos antenado igual você/ porque você é único por isso disse mais ou menos igual a ti... Até consigo já perceber/captar/absorver o que é bom ou ruim no mundo em geral, mas nunca traduzi-lo tão também quanto você faz. Não é babação... é só admiração mesmo! Como eu gostaria de ter linkado as últimas revelações do Fantástico com esse lance do Mister M e daí criar um texto tão perfeito rsrs ....Parabéns! Grande abraço! Ah! Enquanto não tenho essa capacidade vou tendo a honra de saborear tudo o que você diz.... heheh Valeu demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... são as "antenas de pararadioatividade", onde o contágio do é maior!

      Me lembro agora que ele citou a Xuxa no texto referente ao dia Internacional das Mulheres, e agora pude me emocionar com o depoimento dela no "fantástico" e me emocionar sim ela é minha Rainha... "Tô fora voodoo, ranso, baixo astral"

      Me lembrou quando os Engenheiros tiveram no Planeta Xuxa pra cantar "Eu que não amo vc" e quando eles entraram a banda da Xuxa foi logo tocando "Era um garoto". (no final também, o Humberto até solou com eles).

      Foi muito legal... enfim o Humberto disse: "minha filha se amarra em você!" e a Xuxa perguntou:

      -Ah, é qual é o nome dela.
      -Clara.

      Então a Xuxa olhou para uma câmera como só ela sabe fazer, e mandou um beijo para a Clara que na época era criança. (Turnê Tchau! Radar!)

      A Xuxa ainda perguntou qual era o segredo para ter um cabelo tão bonito e o HG respondeu:

      -Sei lá. o Segredo é trocar sempre de shampoo ;-)rsrsrsrs

      Excluir
    2. contágio do amor...

      Excluir
  54. Mais uma vez, um ótimo texto ! "A vida é uma viagem, passagem só de ida. Há quem diga que não vale, há quem mate pra viver" (HG - Curtametragem).

    ResponderExcluir
  55. Amo mesmo essa minha leitura semanal. Adoro o jeito que tu expressa uma ideia ou um fato. Afinal, o que eu não adoro em ti? Abraços Gessinger.

    ResponderExcluir
  56. Boa Noite Beto !!


    Quando o Pouca Vogal vem em Teresina-PI novamente ???

    Rafael Lima - Engenheiro Hawaiano.

    ResponderExcluir
  57. Assisti domingo ao vídeo onde o repórter perguntou ao Herrera que música ele escolheria, e a primeira reposta que recebeu foi: "Música prá quê?"
    Achei ótima a escolha que ele teve de mostrar que nem todas as pessoas são fantoches p/ as gracinhas da TV. E que a escolha óbvia pode não ser escolhida!!!
    Abraços e ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  58. É... quando percebi a troca de lugar surgindo - há tanto tempo que nem consigo localizar com exatidão - um incômodo se instalou em mim. E quando fui cursar a faculdade de teatro - bem menos criança do que pretendia - recebi mil justificativas para a troca, a principal era que na arte você disponibiliza o que de humano você esconde com a máscara social (tentando ser bastante sintética)... é... tive questões aos montes nesse processo...rs... coincidência, ou não, foi na época da facul que comecei a ouvir Pouca Vogal. Minha música preferida - mentira, gosto de muitas como preferida - tá, companheira, então... Além da Máscara ;-)
    Esse post está especial.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  59. Humberto gostei quando falou da relação da arte está ligada a um tempo, pois aprendo agora que assim é como a memória que nos faz nos leva... Assim foram com seus discos, mas precisamos de discos novos, mais alimento para a alma, seus discos são atemporais pela analogias/ironias tão fortes e tão sublimes, mas a história de nossas vidas continua, e precisamos de direção, de pouso, já que seu coração é um porta-aviões e continuamos em combate.

    "lembra quando a gente chegou um dia a acreditar"
    "Que tudo era pra sempre..."

    ResponderExcluir
  60. Muito bom o seu texto, você escreve muito bem cara. Quanto a Herrera achei otima a decisão dele combatendo um sistema que tenta empurrar que ele deve fazer algo que não quer. Da-lhe Herrera!

    ResponderExcluir
  61. Realmente, a atitude do Herrera foi exatamente a do cara que não segue multidão, tem personalidade e vontade própria. Tenho certeza que tem muito jogador que nas partidas de domingo já entra com uma música na cabeça para pedir caso faça 3 gols. Só para alimentar as gracinhas da TV. E também deve ter muito espectador que deve ficar imaginando qual será a música que o Neymar vai pedir quando faz 3 gols. Fala sério.

    ResponderExcluir
  62. "Será que eu queria me ver como me vê quem me vê? Se eu fosse um profissional de mim mesmo, certamente deveria ver. Mas... será que sou? Quero ser?"

    De fato nos faz pensar e me pergunto a cada dia se apenas me olhar de fora não basta já que o mundo tem tantas opiniões acerca de um mesmo ser, só as nossas indagações bastam...

    Grande abraço e aguardo você aki em Recife! \o/

    ResponderExcluir
  63. Hoje eu tava precisando (re)ler a frase que dá início ao texto. Dependendo do momento que atravesso seus versos ecoam multiformes na minha mente, vezes para me fazer pensar em novas possibilidades, vezes, só pra me mostrar o óbvio, que nem sempre consigo enxergar com nitidez. Seus versos são prismas para mim.Muitíssimo Obrigada

    ResponderExcluir
  64. "E se eu fosse um cara diferente? Sabe lá como eu seria..."
    Adorei teu texto, como quase todos. Achei muito legal a atitude do herreira, poderia impactar mais botando uma música do (???queen???) pra tocar, mas não, preferiu não se expor.
    O que está em evidência não coincide com o que cada um pensa, nem sempre...
    É sempre um "easy time" ler seus textos...vlw mesmo 1berto.
    "A diferença é o que nos une, estamos na mesma lua, sem pressa e pra sempre!"
    Abs do hawaii... #DeFé
    @nigganeto

    ResponderExcluir
  65. Há tanto pra falar, ou pouco pra dizer, mas a escolha é o que de mais legal temos para diferenciarmos dos outros, entao para que/porque seguir modismos impostos, cada um com o seu, obrigado, suas palavras me lembraram que devo urgentemente excluir meu facebook e alguns de meus contatos no twitter, tais tentam me impor desinformaçoes que nao queria ter! @ramonhaws

    ResponderExcluir
  66. É por isso que nao tenho facebook.. confesso que meus "amigos" meio que me excluem umm pouco, mas nao tem problema.. o facebook me atrapalhava demaissss...

    ResponderExcluir
  67. E quanto ao Herrera, nao sei se ele realmente nao pediu musica pq nao quis, ou simplesmente pq nao sabia que existia um programa "fantastico" que tinha tal quadro.

    ResponderExcluir
  68. Acho que chegamos a um ponto muito estranho da existência, o fato de não precisarmos se esforçar para pesquisar qualquer coisa, nem mesmo pra aprender, nem para comprar, está tudo alucinadamente escancarado, e tudo perde o interesse inversamente proporcional ao oferecimento. Abraço. \o/

    ResponderExcluir
  69. A nossa liberdade é o que nos prende?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Que bem nos fará saber que essas coisas apenas foram ditas um dia? O importante é que foram vividas. Que decorrem de uma experiência dos níveis mais profundos de vida. Que representam uma descoberta do homem, ao cabo de uma viagem interior (...) que é muito mais crucial e infinitamente mais importante do que qualquer viagem à Lua."

      The Wisdom of the Desert, de Thomas Merton

      Excluir
    2. há quem troque a liberdade da sala de estar...
      pelas estrelas do quintal... o maoir espetáculo da Terra!

      Caroline,
      Penso muito em sua pergunta, há muito tempo, e veja o que um passarinho acaba de me contar:


      Servir é maior
      ser livre é amar
      Maior é ser livre para amar

      Excluir
  70. "Começar a selecionar" com certeza! Depois que li tantos livros não compro qualquer um. Em frente a uma prateleira cheia de livros olho todos mas só levo aqueles que me olham de volta.

    ResponderExcluir
  71. Não vi as partidas do Campeonato Brasileiro neste final de semana, estive trabalhando. Muito menos Botafogo x São Paulo. Sou corinthiano. Mas passei por uma tevê exatamente no momento em que Herrera se negava a pedir música. Falei na hora: "isso foi muito Humberto Gessinger"! Te juro! hahahaha.

    ResponderExcluir
  72. Agora que eu pesquisei no YouTube e descobri quem é o Herrera, posso comentar.
    Ele de fato não conhecia a brincadeira da música, mas não acho que rolou uma atitude "Não vou escolher porque eu não quero!".
    Ele simplesmente desconhecia. E isso foi legal, pois o repórter não esperava por isso.
    O que mais me surpreende nisso tudo é como todo mundo no Brasil se liga em futebol...

    ResponderExcluir
  73. Eu Sei pq o Herrera não quis pedir musica.... Ele ficou bravinho pq a TV "Fantastica" o escalou certa vez(jogo contra o Cruzeiro em 2011) no Inacreditavel FC. hahahaha ficou tão mordido que agora que a moeda virou de lado ficou indiferente.
    Essa é boa!!!

    ResponderExcluir
  74. Cristo entre antenas, em frente a Igreja do Morrinhos em Montes Claros. Muito legal, Humberto!
    Volte logo a Montes Claros, por favor!
    Abração!

    ResponderExcluir
  75. as antenas captaram ""ROBERT MOOG"" viva ele senao o que seria da PK5 ou dos rolands?? abraçao AGAGÊ

    ResponderExcluir
  76. Humberto Gessinger, com certeza é inútil ter certeza. 'Quando sabemos algo, é inútil fingir que ignoramos'. Tomamos vários rumos em nossa vida, tomamos várias decisões, se são as certas ou erradas só saberemos mais tarde, A vida é uma caixinha de surpresas, caramba quando fui ver, o último show que fui dos Engenheiros já deve fazer uns 6 anos. Quantas saudades!!
    Vida longa e até breve, não esqueça do Rio de Janeiro.
    Beijos....

    ResponderExcluir
  77. Adoro seus textos e suas músicas, ás vezes traduz o que eu penso até, outras me surpreendem de forma que mudam minha opinião, ou a modificam, sempre me trazendo a olhar as situações de vários ângulos e perspectivas diferentes...

    ResponderExcluir
  78. Gessinger fui em um único show seu em sp mas eu sou de sj rio preto..nesse show vc iria ou nao receber os fas mas eu entrei na fila com um doce de beijinho com chocolate ahha acabei comendo o doce,adorei o show foi em 2006 no citibank hall super ruim pra ir buscar cuba,estava muito feliz..meu pai tinha seu disco do papa é pop e estava rolando a trilha em uma festa minha de 7 anos e eu sabia cantar todas,depois de algum tempo em 2000 acho descobri vcs de novo.adoro suas composicoes e melodia.espero que venha logo para sj do rio preto,ai eu vou ne com certeza.beijo e muita energia boa pra vc.

    ResponderExcluir
  79. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  80. 1berto... aí vai uma pergunta que eu gostaria de receber a resposta!
    Decidi te perguntar pela certeza que tenho dos teus dons e criatividades, que são inigualáveis.
    Como seria um desenho para a frase: "há um mapa dos meus passos nos pedaços que eu deixei"(?)

    abraço :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também quero saber e fico imaginando algo em pátina...

      Excluir
    2. havendo resposta é muito provável que ela torne-se tatuagem! ;)

      Excluir
  81. Fernando Piuzana24 de maio de 2012 12:25

    Humberto, acabei de ler o livro Mapas do acaso e já havia lido o Pra ser sincero. Parabéns, ficaram muito bons. Agora além de uma referência musical, tenho uma referência literária. Sei que já deve estar cansado de responder, mas vai rolar mesmo o retorno dos engenheiros em 2012? Já pensou nos integrantes

    ResponderExcluir
  82. ITALO CALVINO > ...como no mundo das coisas uniformes os objetos e os destinos quese escancaram diante de nós, intercambiáveis e imutáveis, e QUEM PENSA QUE DECIDE NÃO PASSA DE UM ILUDIDO.

    @milesbaca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando há crise, sempre rola decisão...

      Excluir
  83. MAS, qual é a musica que cita EngHaw??? ahuauh brincadeira

    ResponderExcluir
  84. Br 101...comentários...ops,102...Oi,Humberto!
    Quem aí está disposto a viver sem a verdade tranquilizadora das
    equações? Eu.
    Você????
    Poemas seriam perda de
    tempo?
    E notas de rodapé?
    Se ainda vale a matemática
    que me ensinaram,
    dois números negativos
    multiplicados
    resultam num número
    positivo.
    Espero que

    uma perda de tempo

    ao quadrado
    seja um ganho... de tempo.
    Abs.

    ResponderExcluir
  85. Boa noite,Humberto!
    Que tal aproveitar o ensejo do Mister M e revelar qual é a palavra
    secreta na música "NUNCA MAIS",formada com 5 letras começando com a
    letra A?
    senão,também vou chorar.(rs...rs...rs..)
    Bjs!
    Loryane-MG

    ResponderExcluir
  86. Beleza,Humberto?
    o que captar?
    do que escapar?

    Se a tv estiver fora do ar
    quando passarem os melhores momentos da sua vida
    pela janela alguém estará
    de olho em você...
    Saudações,
    Suzy

    ResponderExcluir
  87. Grande,Humberto!
    Sua literatura é fascinante;terminei ontem a leitura de sua obra mais recente.Isso sim é FANTÁSTICO!
    O Web Designer que cuida do seu blog está de parabéns.É muito fofo os desenhos que ficam no cabeçalho,aprecio sempre
    as mudanças e gosto muito quando surge a oportunidade e inte-rage com o pessoal aqui.
    Sucesso sempre,
    Cammy e família,Seus fãs,de Minas Gerais.
    AH!Revela a palavra secreta,da música Nunca Mais...rs....

    ResponderExcluir
  88. Vou começar a tirar coisas das coisas...



    Valeu, HG! :)

    ResponderExcluir
  89. http://cegosegosemagonia.blogspot.com.br/2012/05/vozes-casta-poupada-ao-pop.html

    ResponderExcluir
  90. Buona notte HG! Fiquei refletindo por horas seu post dessa semana, engraçado como vc coloca nossa cabeça para funcionar né!? Rs MUITO BOMMM! Bacio!

    ResponderExcluir
  91. Muito Bom! Sempre nos dando o que pensar!

    ResponderExcluir
  92. Olá Gessinger! Eu sou o Ric, zineditor do Janela Poderosa - Quadrinhos Independentes. É um zine temático que reúne idéias que tenham relação com algum tema em específico. Nesta edição é sobre "Olhar", ou o modo de ver as coisas. Gostaria muito de sua participação com uma pequena entrevista. É coisa pequena! Geralmente não passo de três perguntas. Sei que deve está com a agenda cheia, mas o zine não tem pressa. Pois estou no início da pesquisa e da edição do mesmo. Vc poderá conhecer um pouco deste trabalho no blog do zine ( www.janelapoderosa.blogspot.com ). Me desculpe por usar este meio para contatar vc. Achei mais eficiente e direto! Eu ainda não elaborei as perguntas mas te adianto que é sobre a sua canção "Olhos Iguais aos Seus". Eu ainda estou analisando. O e-mail do zine é: janelapoderosa@gmail.com Desde já fico grato por qualquer resposta!

    ResponderExcluir
  93. Cara vou te falar. Minha banda ta querendo gravar um EP pra podermos divulgar nosso trabalho. Só que esse trampo já ta indo pro quinto ano e não sai do papel, vamos ver se esse ano a gente confunde as confusões só pra poder gravar. Mas o que mais nos atrapalha é decidir o que gravar, aqui em sampa dizem que você tem que gravar uma que seja o HIT outra que vire crítica, outra pra pessoas melancólicas e as outras duas só pra encher linguiça. vlw

    ResponderExcluir
  94. Outros dias eu era viciados nos discos, agora o mesmo vicio com os textos... vou dar um upgrade para ler os livros...
    Engraçado também é que hoje mesmo eu lembrei que a duvida é o preço da pureza(fundo musical). Momentos de muita duvida... Não sei onde a pureza se esconde. Nunca comentei texto nenhum seu... só mentalmente... duvido também que leria os meus comentários... Nunca vou me esqucer... de varias coisas ditas... como... a dificuldade de fazer musicas em português... engraçado... espantoso as vivencias clandestinas... Abração

    ResponderExcluir
  95. Olá, estou dando uma passadinha nos blogs que mais gosto, e o seu é um deles, cujo qual venho pedir para fazer uma visitinha em meu site LoBlogue. Eu ficaria muito grato em ter você como um visitanta! :-) Esse seu post que li está ÓTIMO, parabéns! Ah, se você tem uma conta no Facebook e gostaria de excluí-la, veja como aqui.

    ResponderExcluir
  96. Assista ao clipe lá, Humberto... custa nada não!!!

    ResponderExcluir
  97. O clipe n fala nada sobre vc,gostaram da musca pq ela é de alguma forma uma critica a vc e as "pífeas" formaçoes da sua banda

    ResponderExcluir
  98. A banda q fez a tal musica nao te ve como ícone pode ter certeza disso #banda aldan

    ResponderExcluir
  99. A música do clipe que você citou é uma homenagem a sua banda. A Aldan é uma das grandes bandas de Belo Horizonte. Se eu fosse você, assistiria!

    ResponderExcluir
  100. Ícone? uhauahuahuahua
    http://www.youtube.com/watch?v=-hnmDSmEXOs&feature=g-all-u

    ResponderExcluir
  101. Para quem quiser ver o clipe que o Humberto não viu, ta ai!

    Aldan - A quinta formação (dos engenheiros do hawaii)
    http://www.youtube.com/watch?v=-hnmDSmEXOs&feature=g-all-u

    ResponderExcluir