P(*)EMAS C(*)M N(*)TAS DE R(*)DAPÉ - 36



eu vivia esperando a vida aparecer no Jornal Nacional
com o olhar preso no vídeo
eu esperava o suicídio de algum boçal
você apareceu e disse:
"cara, eu prefiro outros canais!" 

Como se a vida tirasse férias na entressafra do verão, um reality show da rede de televisão hegemônica toma conta do país. A grosso modo, tudo que vale a pena ser dito a respeito do programa já foi dito há várias edições. As muitas críticas geralmente são mais interessantes do que os poucos elogios. Pelo sabor do exercício, vou tentar fazer um elogio: “talvez seja melhor ver aquilo do que estar morto”. Preste atenção, eu disse TALVEZ! Vai depender da sua crença a respeito do que acontece depois da morte.

A rede de TV hegemônica sempre foi suficientemente escrota para babar ovo dos governos mais escrotos e suficientemente esperta para comprar os equipamentos e a mão de obra mais espertos. Não me surpreende a força que ela tem. Também não me encanta. Ao menos  podemos trocar de canal sem sair do sofá. Se as pilhas do controle remoto não estiverem gastas e se ele não tiver sumido (dica: deve estar entre as almofadas!).

Condenar a TV pelos programas ruins que a dominam é como jogar a criança fora junto com a água suja do banho. Dou um exemplo que aconteceu comigo na semana passada: zapeando, em menos de 40 minutos, tive duas aulas...

(1) ...aprendi um monte numa entrevista com Heraldo do Monte. Ele tocava guitarra e viola caipira no Quarteto Novo, grupo formado para acompanhar Geraldo Vandré. Seus companheiros eram Airto Moreira (bateria e percussão), Théo de Barros (violão e contrabaixo) e Hermeto Pascoal (flauta). Todos músicos extraordinários.

Eles resolveram, ao formar o grupo, buscar novos caminhos: uma sonoridade brasileira, diferente do jazz que os havia influenciado muito. Nesta busca, resolveram ficar um ano sem ouvir música. Só ouviam o que tocavam. Não iam a shows. Não ouviam discos. Quando entravam num táxi, pediam para o motorista desligar o rádio. Que maravilha! Sensacional!

Não me refiro à decisão em si, eles poderiam decidir o contrário: passar um ano ouvindo tudo a toda hora. O que acho incrível é a disciplina, a dedicação. Quem, hoje em dia, faz isso por sua arte-ofício? Quem se joga no escuro, na tentativa de materializar uma visão sem pensar em recompensa imediata? Quem?

(2) ...aprendi outro tanto vendo uma entrevista com o documentarista Sílvio Tendler, diretor de filmes sobre JK, Jango e Os Trapalhões  (os três documentários mais vistos do cinema brasileiro). Muito legal o que ele, um cara de esquerda, fala sobre a experiência de trabalhar com Didi e sua turma.

A grande aula desta entrevista aconteceu quando Sílvio Tendler falou da conversa com o geógrafo Milton Santos, que acabou virando outro documentário. Na época (anos 90) estavam todos embriagados pelas novidades do mercado global. O neo-liberalismo era o pensamento hegemônico. Mais que uma onda, era um tsunami. Mas o velho intelectual baiano não caia neste canto de sereia. Questionado sobre a razão de seu pessimismo quando tudo parecia estar melhorando, professor Milton Santos disse; “Não vai ter pra todos.”

Mestre! Enxergou longe e antes. E nem precisou de câmeras escondidas para dar uma “espiadinha”.

Fica meu abraço e agradecimento
pelos comentários no post passado, 
a respeito do Alívio Imediato.
Preparem suas lembrancas do !tcahu radar!
Valeu!
14fevereiro2012

134 comentários:

  1. tchau radar
    ele vai gravar
    uma twitcam, dia 12 do dois
    tocando o disco inteiro
    e o mundo fica p'ra depois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo texto, em vários trechos ele "seria engraçado, se não fosse triste".
      Graças a mídia hegemônica, incrivelmente, temos pobres de extrema direita. "Tudo acaba em samba, é sempre carnaval".
      Acho que o Tchau Radar vai ser legal, que venha.

      Excluir
    2. " Temos pobres de extrema direita."
      Lembrei de um casal conhecido, que defendia a eleição do Collor contra o Lula. O que um canddato engomadinho não faz !

      Excluir
    3. Pago pau p o Humberto, o som que do cara faz parte da minha vida a no mínimo 15 anos. Os dois livros que escreveu são tri bons.

      Só que nesse post houve a primeira ressalva. A queda que a galera que produz arte tem pela esquerda é foda. Ignorar as atrocidades que a esquerda fez nas nossas ultimas décadas em prol de um sonho utópico não é muito justo.

      Nietzsche, esse sim mestre, já dizia:

      "Se atribuímos nosso estado ruim a outros ou a nós mesmos — a primeira coisa faz o socialista, a segunda, o cristão, por exemplo — é algo que não faz diferença"

      Excluir
  2. uma das minhas canções preferidas dos engenheiros, ''Eu Ligo Pra Você''... obrigado pelo texto Gessinger, o iluminista do segundo milênio!

    ResponderExcluir
  3. "Não vemos graças nas gracinhas da TV."

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom! Sempre espero pra ler tuas palavras antes de dormir, é excelente e me ajuda a pensar melhor. Valeu, Humberto! =D

    ResponderExcluir
  5. Gessinger, que tal criar um jornal próprio, hein?! Maravilha de texto. Não é preciso falar, mas não se tem elogios suficientes pra você e suas criações: Muito bom!

    ResponderExcluir
  6. Mais uma vez encantada com as suas palavras. . .e q venha a proxima segunda..virando terça ;) Dani Rosseline

    ResponderExcluir
  7. Heehehehe esse talvez, foi engraçado pacas..... Heehehehe

    ResponderExcluir
  8. Nada como palavras sutis... "Criticar" sem ofender está em falta no mercado. Grande texto, mais uma vez!

    ResponderExcluir
  9. É um texto que nos faz pensar sobre a grande mídia de forma geral.

    Muito bom, obrigado pela leitura !

    ResponderExcluir
  10. Não jogar a criança fora junto com a água suja do banho é sempre um risco que se corre... é sempre uma perda e um ganho, não terá mais a criança... não terá mais quem banhar...

    Enriquecedor esse texto, um pouco do muito que sinto a respeito dessa geração que muito espia e pouco põe a mão na massa, para saber qual vai ser... e eu faço parte dessa geração!

    Um grande abraço Gessinger..
    Tchau radar...
    Te amo

    ResponderExcluir
  11. "Não vemos graça nas gracinhas da tv, choramos no carnaval, morremos de rir com o horário eleitoral", bom que vez em qdo tem twitcam p/ salvar nossas noites, pb pela twitcam de sábado, baita profissionalismo e respeito ao público, ficar ensaiando quase um mês p/ tocar gratuitamente na internet. Valeu.

    ResponderExcluir
  12. " não vejo nada, o que eu vejo não me agrada...."

    ResponderExcluir
  13. eu até entendo. as vezes é preciso se jogar no escuro para alçar voos mais altos. também pode se escolher passar pela vida apenas plainando. que bom ainda existem terças feiras. que bom você tem sempre o que dizer. parabéns. ate a próxima terça.

    djeferson.hoed@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Muito bom o texto Humberto! Um dos poucos blogs que leio e releio. Conteúdo é o que falta na mídia, o mesmo conteúdo que a cultura Brasileira tem tanto a oferecer...

    ResponderExcluir
  15. Grande Humberto, obrigado pelo texto, uma ótima leitura nessa madruga. Agora vou dormir em Paz...Abração!

    ResponderExcluir
  16. “talvez seja melhor ver aquilo do que estar morto”. Será que a morte é tão ruim assim? hehehe. Abraço 1berto!!!

    ResponderExcluir
  17. Gessinger na ultima twitcan vc comento que não acha que o idolo deve agradar o publico, concordo contigo, como vai agradar quem não conhece. Eu curto vc pq eu te conheço te acompanho há 13 anos e penso como vc!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A música tem vida própria! Ela acha as pessoas certas para ouvirem. Por isso ele não se preocupa em agradar o público.

      Excluir
  18. Sensacional...o problema não é a pessoa assistir a um programa destes, o problema é ela endeusar aquelas figuras ali, achando que são heróis, ficar discutindo que está com a razão, enquanto lá fora o fogo das caldeiras pede mais e mais...

    ResponderExcluir
  19. Grande Humberto, um déspota esclarecido nesta estranha e profunda mediocracia! E a lua, apareceu em POA? Não vi a foto que você prometeu! Abraço

    ResponderExcluir
  20. OPA, belo texto, construtivo demais *.*
    Brigada por me emocionar e me deixar mais feliz :)

    Obs : Seria bom se tu podesse ouvir os gritos, aplausos e toda a vibração a cada twitcam, afinal é um show.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  21. Vc é perfeito !!! Sabe usar as palavras , parabens Humberto,grande admiração !

    ResponderExcluir
  22. Vc é perfeito !!! Sabe usar as palavras , parabens Humberto,grande admiração !

    ResponderExcluir
  23. A verdade que na TV so passa merda e ha quem assista! E que venha o Tchau Radar!

    ResponderExcluir
  24. Novos Horizontes. É se jogar se na piscina, sem se preocupar se tem água dentro.

    ResponderExcluir
  25. Mestre! você enxerga longe demais!

    simplismente perfeito, analise mais do que precisa sobre a hegeminica rede de Tv de nosso pais! que bom que na nossa vida real somos nos que escolhemos o canal!

    Ah...vida real!

    1bertão Valeu por mais uma aula!!
    confesso que toda segunda feira, depois de um arduo dia de trabalho chego cansado de casa, mas quando lembro que tem coisa interessante pra ficar se pensando antes de dormi não penso duas vezes e venho aqui e apreciar e acima de tudo aprender muita coisa.
    obrigado por compartilhar suas ideias e trazer a todos momentos de reflexão.
    boa noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esqueci uma virgula ali...
      (...duas vezes e venho aqui, apreciar e acima de tudo...)

      Excluir
  26. Umberto da uma uma olhadinha no Documentario: "A vida é um sopro" sobre Oscar Niemayer. Vc vai gostar. @evilasiochaves. Te admiro muito!

    ResponderExcluir
  27. Começando o dia aprendendo a lição, agora que temos a teoria vamos praticá-la.
    "O melhor esconderijo, a maior escuridão..."

    ResponderExcluir
  28. O que falar então de um programa que mostra a vida futil de MULHERES RICAS, enquanto 90% da população mal tem o basico pra viver, "Elas" discutem qual champagne levar para o pic nic. "Triste vocação A nossa elite burra se empanturra de biscoito fino/ Triste sina, América Latina Não escaparemos do vexame Não caberemos todos em Miami Ame-o ou deixe-o"
    Back engineers hawaii with classical training.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brasil: Ame-o ou Deixe-o!!!! Muito massa

      Excluir
    2. kra tb pensei nisso num país onde 80% das pessoas não vive sobrevive.

      Excluir
  29. Esse avanço tecnológico me facina eme amedronta.
    É maravilhosamente trágico saber que todos sabem via satélite o que acontece comigo! Queria vesmo era mecher na antena, mudar de canal e estar abaixo dos radares!

    Você se esquece que não sou de ferro
    e até o ferro pode enferrujar.
    Acontece que não sou de aço e faço questão de provar!

    Olhe bem pra mim enquanto desapareço no ar (noir).


    Abraço de urso e beijos pra torcida! Ps.: Venha tocar em TERESINA!

    ResponderExcluir
  30. O Hg também soube se aproveitar bem da "rede de tv hegemônica", no auge o produto EngHaw vendeu muito bem, mas pensando bem, o que que tem ganhar alguns níqueis heim?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer o que né? Ainda é a forma mais fácil de chegar à massa..

      Excluir
  31. tenho a impressão que 1 dia vai sair sangue da tv, apesar de tantos programas populistas que costumam nivelar por baixo a intelectualidade da população, ainda conseguimos tirar boas lições de alguns pucos programas que remam contra a corrente e decidem produzir conteúdo de qualidade.

    Muito bom o seu post, HG!

    ResponderExcluir
  32. Nós vibramos em outra frequência....valeu Gessinger!!!!!!!!! não vemos graça nas gracinhas da Tv morremos de rir no horário eleitoral!!!!!
    commandodelta sj rio prêto sp... longe de mais das capitais.

    ResponderExcluir
  33. Putz... O que dizer? Um dos melhores posts... Sensacional...

    ResponderExcluir
  34. Não é a ferramenta, mas a inteligência e perícia ao utilizá-la... Lembremos da Lei da Oferta e da Procura. Afinal, quem está com o controle remoto?

    ResponderExcluir
  35. Muito bom, como sempre, valeu a pena ler mais um de seus textos antes de dormir.

    ResponderExcluir
  36. Cara o Gessinger é demais....
    Parabéns velho amo vim aqui sempre,
    me sinto mais perto de vocÊ!

    ResponderExcluir
  37. HG ... Deus Lhe deu este dom. Parabéns em Honra-lo com prudência e inteligência.
    Deus abençoe a sua vida, família e ofício!
    Show HG!

    Abraços

    JA2

    ResponderExcluir
  38. Eu tenho 25 anos, e quando eu tinha meus 12 anos de idade, internet ainda não existia como é hoje.
    Na escola eu estudava sobre a escola de letras no Brasil naquela época. O palco dos novos poetas é a internet, mas jamais esperaria que gigantes como você pudessem descer do palco e vir compartilhar maravilhas de pensamentos conosco aqui em baixo.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  39. Uma das coisas que eu acho mais interessantes em TUDO o que vc faz é a sua perspectiva em saber que tudo muda. Você não quis ser o eterno adolescente e nem a eterna atração do Faustão.

    Pra mim (que sou pouco mais velho que sua filha) deve ser mais fácil enxergar isso tudo. Vejo sua história como se olhasse de cima, já que não acompanhei nada antes de 2005. Vi (de cima, então sem mtos detalhes) os "erros" e acertos, entrevistas, etc. Não tive a proximidade de um fã que te acompanhou em turnes, mas tenho a sensibilidade de ler teus livros/textos e achar que fui eu que escrevi ahah.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  40. é maravilhosa esta cia. nas viradas de segunda pra terça, estou sempre por aqui, em lugar nenhum!

    ResponderExcluir
  41. "Eu ligo a TV, desligo a TV e ligo pra você.."

    E sim, ainda ha longe dos horários 'nobres', e nos 'estranhos' canais algo que se possa tirar proveito =)

    Um abraço de uma fã de fé ...

    ResponderExcluir
  42. Humberto, tu És demais! alias tda essa galera ! nao me sinto tão sozinha qnd segunda vira terça pq vejo o qnto temos em comum, e o que nos une é ele, Humbertooo!! te amo!

    ResponderExcluir
  43. Humberto, tu És demais! alias
    tda essa galera ! nao me sinto
    tão sozinha qnd segunda vira
    terça pq vejo o qnto temos em
    comum,e o que nos une é
    ele, Humbertooo!! te amo!
    Marta Soares/ Macapá-Ap

    ResponderExcluir
  44. Essa semana postaram no YouTube, os integrantes de uma passeata, aqui do RJ, expulsando a reportagem da tv hegemônica. Só a reportagem dessa "estatal" é expulsa, os demais colegas não.

    Achei positivo e negativo, ao mesmo tempo. De que adianta, gritar com os punhos cerrados e chegar em casa, assistir ao BBBosta, gerando audiência e receita ?


    " A pena é mais poderosa que a espada. O controle remoto é mais poderoso que a TV." Sacou ?

    ResponderExcluir
  45. Faz tanto tempo que não assisto TV que hoje prefiro ler um livro.

    ResponderExcluir
  46. Realmente!
    quem hoje em dia se joga no escuro, na tentativa de materializar uma visao sem pensar em recompensa imediata?
    ótimo texto mesmo que na verdade aprende-se muito pouco sentado no sofá com olhos conectados na tela.
    pode ser que esteja na programação errada.
    "Como é que eu troco de canal"

    ResponderExcluir
  47. Espero que a falta de vontade aqui pro BLOGSPOT seja por motivo de força maior (musicas novas, livro, etc.).

    João sem Foto, 49.

    ResponderExcluir
  48. Muito legal a história do Quarteto Novo!

    Quanto à cultura televisiva, eu só me lembro de uma propaganda da MTV: "Desliga a TV e vai ler um livro!" =)

    mas é bem verdade que existem canais com programação de qualidade e ninguém tá nem aí...

    ResponderExcluir
  49. O lance de ouvir somente o que se produz é uma auto-sabotagem interessante. Você não se "contamina" com nada externo e mostra o quanto ainda tem no próprio poço.
    Parabéns pelo texto... um dos melhores! (Até porque começa metendo pau no lixo chamado BBB).

    ResponderExcluir
  50. Muito bom o texto dessa semana! O texto todo está vibrado em outra frequência, a televisão é ótima, pois possui um poder de comunicação que só perde para internet, porém se usadas com sabedoria, até porque É muito engraçado que estejam do mesmo lado os que querem iluminar e os que querem iludir.
    Abraços HG!

    ResponderExcluir
  51. "talvez seja melhor ver aquilo do que estar morto" - Talvez seja melhor estar morto do que ver aquilo...

    E o Engenheiros que não volta nunca hein, #comofaz?

    ResponderExcluir
  52. Ótimo texto! E tudo a ver com os dias de hoje, claro né!
    Assistir televisão confesso que não assisto tanto como antes, assisto mesmo séries e filmes. Cansei de todos os dias assistir tais canais que a gente de cara olha como manipula a cabeça de muita gente que ainda não sabe o que é certo e errado, não sabe ainda argumentar sobre o mundo em que vivemos. Gostei muito do texto. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  53. Cara tenho uma admiração enorme pelo Milton Santos, li Por Uma Outra Globalização. Outro livro que fala sobre essa "espiadinha" de forma mais direta é 1984 de Orwell, essse ainda não li, mas só de saber que tem um "Big Brother" no livro que vigia todos a cada instante parece um sarcasmo dos criadores do programa, como se eles dissesem "olha aí aconteceu o que Orwell previu e ningúem dá a mínima tá todo mundo gostando", ou pior transforma todos em Big Brothers.

    ResponderExcluir
  54. Poxa, nem ia comentar nada, ma sé irresistível.

    A gurizada da minha idade tem o péssimo hábito de repetir os erros dos pais mas, ao mesmo tempo, manter um discurso politicamente correto pra todo mundo(Mais fácil falar do que fazer). Há também uma tchurma revoltada que tem uma fase pra mudar o mundo, depois uma vida inteira pra se adaptar ao sistema.
    Assim é nossa relação com a Hegemônica e com tudo mais. Maybe, se a gente pegasse mais leve desde o começo e tentasse ir ajustando os pontos algo de bom acontecesse.

    Ah... "Não vai ter pra todo mundo", demais isso. Onde vende essa bola de cristal? Ah sei, chama-se conhecimento né?

    ResponderExcluir
  55. "Há tão pouca diferença/tanta coisa pra fazer"

    A mídia a cabeça da besta
    mas não se iludam
    quem não precisa do alcool do seu bafo?
    Bafometo?
    Belerofonte?

    SOBRE O TEMPO QUE TEMOS E PERDEMOS:
    UMA QUADRILHA...
    "mas sempre há / não há"
    "herdeiros são agora / das virtudes que perdemos"

    A vida prega surpresas
    pobres de direita
    não me assustam mais
    do que carismas
    de escritórios à esquerda

    o povo pena
    o povo sofre
    com os livros escondidos

    ou vc lê
    ou vê tv

    e eles querem audiência
    tele-bebê
    mas não não jogaremos fora o bebê
    com a àgua morninha do seu banho...

    ResponderExcluir
  56. É, não dá mesmo pra condenar a mídia apenas pelos programas que passa. A culpa é sempre de quem tem preguiça de mudar o canal. Raul já dizia: "se o rádio não toca a música que você quer ouvir... é muito simples: é mudar a estação, é só girar o botão."

    Não vejo o pobre de extrema direita como um cara que se influenciou, mas sim como uma pessoa que se deixou influenciar. A culpa é de quem se submete.

    Ótimo texto! :)

    ResponderExcluir
  57. A midia não se preocupa em educar o povo o que interessa é vender. Na TV aberta em todos os canais o interesse é o mesmo. A massa não tem sky em casa pra assistir por exemplo: BBC. Ai resta assistir o que lhes oferecem!!! @evilasiochaves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giancarlo Giacomelli15 de fevereiro de 2012 20:32

      Cara, o impressionante é a Miopia né. Parece que a globo é a vilã porque passa o programa. Peraí ela só passa porque as empresas anunciam, e as empresas só anunciam pq tem consumidor dando IBOPE. Se resolve colocar conteúdo de economia ou seja lá o que o for o pessoal troca de canal. A globo é uma empresa de comunicação que oferece o que o público assiste, se não tiver ibope, certo que ela tira essa parada do ar.

      Tem uns comentários muito nonsense, esquerdistas reclamando de massificação? Como assim véi? A grande busca de todos experimentos esquerdistas foi massificar?

      A internet é o melhor exemplo de capitalismo, nunca teríamos a liberdade de informação que temos se ao invés do muro de Berlim o que tivesse caído fosse a estátua da liberdade.

      Pensem além da história de 2º grau galera, esse discurso pseudo-marxista é, como diria o Renato, tão démodé.

      Um salve ao capitalismo e individualismo e a possibilidade que eles me deram de pensar e falar sobre qualquer opinião que eu tenha, sem cartilhas marxistas enfiadas guela-abaixo

      Excluir
    2. Esse foi o melhor comentário. Parabéns!!!
      Gostei do texto do Humberto, bem escrito, mas será que essas pessoas que comentaram tem noção que estão falando?
      Criticam a postura mídia, mas concordam sem discutir, só porque foi seu "ídolo mor" que escreveu.
      Pensem se não são vocês o conteúdo do texto.

      Excluir
  58. Grande Gessinger! Mestre, mestre, mestre! Pô esse documentário do Tendler sobre o Milton Santos (Omundo global visto do lado de cá) eu já assisti umas 15 vezes. Cara, você tinha que tocar mais nos lances de Movimentos sociais, na boa. Toda a galera que conheço da "luta" toca tuas músicas em encontros. Eu gosto de tocar 3ª do PLural e Somos quem podemos ser nas aberturas de nossos encontros, a chamada "mística"... É apenas uma sugestão (um pedido)... Abraços do Paraná! Molinari

    ResponderExcluir
  59. Parabéns, HG. Gostei da mudança de tom entre o primeiro parágrafo e os outros. Gostei de vê-lo exercitar um pouco do início da carreira nessa crítica mais direta.
    O texto está, como sempre, muito bom.

    Só não concordo de todo com a impressão que fica de que é fácil fugir dessa hegemonia toda pelo simples exercício do controle remoto. Tá certo, na teoria é isso mesmo, mas na prática e em larga escala a coisa se complica. É irreal querer que o cidadão criado a vida toda sob esse domínio um dia perceba que pode sair dele. O gosto médio (se é que essa entidade estranha existe) está formado e não muda de modo simples.
    O sociólogo Pierre Bourdieu (se você pode trazer Milton Santos, eu também posso, heheh) tem um conceito interessante chamado "habitus". Reduzindo muito, é a posição que o indivíduo ocupa no campo social, englobando toda sua formação, sua criação etc. Ora, difícil para a criatura que cresceu com Big Brother na tela (já tem 12 anos aquela asneira!) perceber, entender, querer trocar de canal.
    Por isso textos como este são importantes. Já que os grandes conglomerados midiáticos não o fazem, são os bons pensadores que nos abrem os olhos.

    Abraço,
    André
    http://viesnegativo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  60. Humberto o que você esta fazendo é genial, e não tenho como agradecer, apenas simples de coração, muito obrigado!

    ResponderExcluir
  61. Um programa de TV vai ser ruim só se a gente parar para olhar ele. BBB é a Big Bosta Brasileira, que retrata a ignorância do nosso povo em tempos críticos, onde o cenário piora a cada dia. O negócio é trocar o canal, quebrar a TV ou fingir que não vê, dizer que não foi nada e levar mais porrada (a)cultural.

    ResponderExcluir
  62. É André muito legal seu comentãrio!

    E só comentando para ampliar um pouco mais o tema... Pierre Bourdieu também traz o conceito de "Capital Linguístico" que vale mais do que a moeda, e a Globo detém esse capital, e a maior massa iletrada não domina e portanto tem uma sub-cidadania. Humberto concordo com o André, pois se não há mudança por palavras como o seu texto por exemplo não há também mudança por idéias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Leonardo, muito bem complementado.
      Vejo algumas pessoas comentando que isso são "incoerências do entretenimento" ou que são "coisas inexplicáveis", mas não são. São coerências perfeitamente explicáveis.
      Abraço,
      André
      http://viesnegativo.blogspot.com

      Excluir
  63. Estamos esperando a próxima segunda, virando pra terça. Me vejo lendo seus textos e pensando o que se passa nessa cabeça, "Pra que tanta inteligencia?" A fé que está nos levando a crer muito além dos jornais... Não é?
    21.

    ResponderExcluir
  64. "Mas é que a televisão me deixou burro, muito burro, muito burro demais."

    Escrita elegantíssima, Mister.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  65. Tem coisas que não tem explicação. Eu nunca dei audiência para os reality shows e eles estão aí, soberanos sobre as massas. O homem massa vive, ou melhor, doa sua vida à uma tendencia passageira. Então penso se “talvez seja melhor ver aquilo do que estar morto”... E se esse pessoal depois de morto continuar vendo aquilo? Como um sonho sem fim! É impossível? Dentro das varias variáveis que regem esse universo, não.

    Talvez esteja vivo apenas quem vive por um sonho impossível. Pois apenas estes criam. Criar é dar vida e só dá vida quem a tem.

    Viva ao poeta! Viva ao filósofo! E aos vários outros personagens que moram - às vezes ignorados - dentro de cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiago meu caro

      há quem morre estando vivo
      um morto-vivo
      então quando morre
      fica repetindo
      tudo aquilo que lhe roubou
      o viver; EGO
      "eu sou ego, eu sou ista"
      mas há também quem estando vivo
      foi morto para certo perigos
      o nome disso é: ilunimação
      sejamos portanto eletricistas
      enquantos nossas garotas
      trabalham no correio

      Ah, e "querem sempre mais"
      a lúxiria é atrito, é alívio e é dor

      Excluir
    2. Me desculpe a falta de visão, mas o que a iluminação tem a ver com as garotas no correio?

      Excluir
  66. Realmente não dá pra ficar culpando a TV pela programação da maioria das emissoras, pois elas colocam lá o que vc quer ver!
    existem outras emissoras, outros canais, outros programas esperando por vc. Somos nós q fazemos a tendência, somos nós os consumidores, as emissoras estão empresas atrás de lucro(audiência). Antes de reclamar não dê audiência para o que vc não curti! Acho que foi isso que entendi do texto dessa semana. Boa sacada Mestre!
    Abraço de um fã de Fé!

    ResponderExcluir
  67. Sinto a mesma emoção tanto ao assistir uma twitcam sua quanto ao assistir big brother. Estranho? Não. Todo mundo gosta de dar uma espiadinha... inclusive na sua casa!!!!

    ResponderExcluir
  68. Reflita, pense e mostre a sua opinião!
    “talvez seja melhor ver aquilo do que estar morto”.
    Sem a TV não somos nada, aquele que não assiste está morto. Vai depender de quem achar que alguns programas de TV é melhor do que um livro, um som.
    Ficar no silêncio é bom. Ver e ouvir aquilo que não acrescenta nada é besteira. O bom é que existem vários canais que podem ser mudados apenas num click no controle-remoto.
    A socidade está ligada a informação, mas a grande maioria é desenformada!

    ResponderExcluir
  69. Incoerências do entretenimento...rs
    Quem precisa de coerência? Quem? Quem quer se salvar de si e do mundo? Para que tanto esforço, tanto exercício?
    É mais fácil mudar do canal sentado, é melhor curtir o entretenimento sem morrer e sem se matar, é melhor! É melhor bancar o negócio do que virar a mesa. É menos prejudicial ao que se preza: vida, com ou sem entretenimento massificado.

    ResponderExcluir
  70. 1berto, somos tentados a consumir o que a mídia oferece, mas temos que ser sábios em saber ignorar o que tem que ser ignorado, e consumir aquilo que vale a pena. Infelizmente, se passarmos numa peneira, a grande maioria não presta, infelizmente!
    "Eles querem te vender, eles querem te comprar..."
    Valeu 1bertão!

    ResponderExcluir
  71. Texto fantástico. Pensar e repensar, saber dizer não a tantas asneiras que nos são empurradas. "Espiadinha" só no seu blog.

    ResponderExcluir
  72. Eita porra! =D
    Adoro quando se fala da imprensa, da política, achei foda isso: "A rede de TV hegemônica sempre foi suficientemente escrota para babar ovo dos governos mais escrotos". O texto ta muito bom, adorei.

    Eita as música do tchau radar são para "dores de cotovelo" kkkkkk Ja to preparando o lenço ;)
    e espero um super arranjo nas músicas: olho do furacão,negro amor(essa música me mata), concreto e asfalto!
    Beijokas e te amo loiro lindo. *-*

    ResponderExcluir
  73. Adorei!

    E também aprendi um bocado hoje!

    De fato é complicado ver o que algumas emissoras estão fazendo com esse meio de comunicação... mas é bom saber que o senso-crítico das pessoas também tem aumentado considerávelmente, embora esse aumento ainda seja pouco as pessoas estão crescendo, mas sabe-se que sempre irão existir aqueles que tem um enorme apreço pelo que é ruim.


    Beijo grande e abraço!

    ResponderExcluir
  74. Cara, no meu post ontem sobre o Alívio mencionei essa questão da influência e poder que uma emissora de tv tem de colocar e destituir do poder um presidente... talvez esteja nas entrelinhas que alem de judiciario/executivo/legislativo ha um poder que sobrepõe a todos estes... é a imprensa/mídia... é a que condena antecipadamente um acusado, ou a que absolve por "debaixo dos panos um culpado", é que dita as regras do que pode ou não ser feito (de acordo com a vontade de quem e compõe a notícia) enfim, a imprensa/mídia hoje no pais dita as regras... mas enfim, ainda bem que temos o refúgio dos blogs e dos discos feitos de informa imparcial e de coração... além dos simpsons que é o unico programa de TV que ainda assisto... mas só porque acho engraçado....

    ResponderExcluir
  75. Oie HG, a unica coisa que assisto eh DOCUMENTARIOS eh South Park um desenho muito ilário... Mas tipoó essa influência que a TV, a mídia tem, principalmente a Globo é muito grande! E essa besteira de Big Brother, que na minha opinião é uma besteira...

    Então esperando tchau radar e pela musica ATÉ MAIS é muito boa!!!

    ZOOIVERDE
    BJIM!!!!!!

    ResponderExcluir
  76. Adorei!!Concordo plenamente. Melhor do que criticar abertamente é não dar ibope. Afinal, que é ruim todo mundo já sabe!
    Muito bom o texto, Humberto!
    Valeu

    ResponderExcluir
  77. Quantas lições, não é?

    Em sua própria canção, "não vemos graça nas gracinhas da tv".

    ótimo estar por aqui :D

    ResponderExcluir
  78. Não curto o site Twiter,mas Gessinguer tá valendo.

    ResponderExcluir
  79. Áh! E esse Bigbesteira é mesmo um horror!

    ResponderExcluir
  80. Não sei bem porque e exatamente, mas um dos momentos em que mais sinto satisfação ao ler HG ouvir engenheiros é nestes momentos onde há essa chamada de atenção e observações sobre ir contra o sistema, ficar atento às armadilhas da mídia, abrir os olhos nesse mar turvo de ilusões que querem que navegamos.
    Gosto muito dessa possibilidade que você nos dar de poder ver além do que querem que a gente acredite. Então adoro quanto você fala sobre politica, comportamento coletivo e individuais.
    (Lembro me uma vez na porta do Hotel em BH na minha fase tieti - Um monte de gente em volta de ti perguntando um monte de coisas muito comuns e tal daí Lhe fiz uma pergunta sobre politica, claro que não me lembro hoje em dia qual era a pergunta mas acho que tinha a ver com as eleições presidenciais, isso já faz uns 15 ou 20 anos e hoje já passo dos 30) Lembro me também num show no estadio do independência onde você disse alguma coisa a favor do Lula, que no momento disputava contra o Collor, ou era sobre o Impeachment? Não me lembro ao certo. Enfim, deve ser porque tenho essa veia esquerdista o motivo de eu gostar desse teu lado. Que aliás hoje mais esclarecido, me sinto sem partido, mas ainda sim de esquerda,meio anarquista, patriota mas com muita raiva de ver que esse poderia ser um dos melhores países do mundo e não é por pilantragem. Então você (HG) faz parte da minha formação de consciência politica ideológica etc. Deve ser por isso que adoro quando tu escreve um texto como esse músicas que questiona e tons de criticas à mídia, governo,tv e alienação. Ótimo texto, parabéns! rs Valeu! Super Abraço de um grande fã.

    ahh! Claro que gosto também das facetas que não tem cunho de protesto... É isso.

    ResponderExcluir
  81. Li algo acerca de colonialismo inglês no Atlântico Sul e ao ler os comentários de brasileiros/latino-americanos fiquei chocado e frustrado com a maior parte. Só não achei que era melhor estar morto pelo "TALVEZ" que o Humberto evoca. Mas em seguida vim ler mais essa crônica e me recordei porque não consigo ficar muito tempo sem ouvir/prestar atenção em EngHaw/Pouca Vogal/HG. A vida volta a se tornar agradável/engraçada/resistente. Belo texto, Humberto!

    ResponderExcluir
  82. Oi Hg. A gente sabe que existem coisas boas para se ver/ ouvir, é só tirar a preguiça da mente! Você existe!
    E sobre quem não pensa em recompensa imediata, posso te dizer que eu não. Ontem fiquei muito triste ao saber que acabaram com o curso de Artes Visuais na maior universidade da minha cidade, todos sabem que professor não ganha bem, mas era um sonho, unir o útil ao agradável, sempre amei artes em geral, e ensinar isso a crianças , passar para frente então... eu não quero ser igual a todos e parar atrás de um computador, quero algo mais humanitário... "ONDE ESTÁ O OUTRO , ONDE ESTÁ O DIFERENTE, ONDE ESTÁ O COMUM A TODA GENTE" foi o que pensei. Mas enfim , vou buscar em mim algo que me preencha.
    Obrigada pelo texto, obrigada por tudo, te adoro.
    Tani kronbauer
    Joinville SC
    "NO MIRO MÁS TELEVISION, NO HAY NADA PARA VER,SALGO A PASSEAR POR LA CIUDAD..." INMIGRANTES.

    ResponderExcluir
  83. Impressionante! Hoje eu estava pensando nesta música e foi justamente ela q o Humberto escolheu para sua citação. Sobre o Milton Santos, ótimo o fato do Humberto ter lembrado dele. Acho que o Milton é um dos baianos mais fantásticos, um intelectual de primeira linha, mas que, pelos menos por aqui, não é mt lembrado.

    ResponderExcluir
  84. É,essas são as "gracinhas da tv" brasileira...
    Gessinger,sempre gênio.

    ResponderExcluir
  85. “Não vai ter pra todos.” quanto mais longe dos grandes centros mais significativa fica a frase....

    ResponderExcluir
  86. De fato, para falar de algo que não merece atenção, só mesmo mudando de assunto. Excelente estratégia! Como você, caro Humberto, corro do tema dos reality shows já faz tempo. Com paciência sempre se encontra outras opções, um outro olhar...

    ResponderExcluir
  87. 1berto, excelentes demostrações de sabedoria e inteligência mostradas nesse blog não é de admirar o sucesso que você faz desde o começo de sua carreira. Eu, como fã do Engenheiros do Hawaíí, Pouca Vogal e principalmente do Humberto Gessinger, espero ter essas culturas eternamente comigo. Estarei no show do Pouca Vogal em Sete Lagoas, sairei da Bahia pra conseguir uma foto sua em Minas. "É que eu nasci com o pé na estrada, e com a cabeça lá na lua...".HG

    ResponderExcluir
  88. Sérgio de BH

    "Não vai ter pra todos", ele previu. "Então erguemos muros que nos dão a garantia de que morreremos cheios de uma vida tão vazia", pois "nas grandes cidades os muros e as grades nos protegem de nosso próprio mal".

    ResponderExcluir
  89. Caraca !!!já é quarta?
    .
    Hegemonia televisiva.
    Sabe porque?
    Somos um dos países que mais mata no mundo.
    E a nossa educação é uma das piores do mundo.
    Mas ninguém tem o direito de me achar reacionário, (prefiro até ser ...)
    Não acredito no teu jeito revolucionário...he he he
    .
    "a cada cena as paredes mudam de cor
    no quarto quase escuro
    à luz apenas do aparelho televisor
    (espelho retrovisor futuro)"
    .
    .
    Abraços Seu Humberto...!
    Deus abençoe a todos os EngHaws de fé

    ResponderExcluir
  90. Adorei! :-)

    Eu já faço parte do Projeto Compaixão e Cidadania. Acorda Brasil! Diga Não ao BBB - Brasil Bem Burro

    Vou replicar o seu texto no post do Blog que repudia essa produção da "hegemônica"

    http://jogosdinheirointernet.blogspot.com/2012/01/projeto-compaixao-e-cidadania-acorda.html

    http://sites.google.com/site/jogosdinheirointernet/acordabrasil-diganaoaobbb-brasilbemburro


    Abraços para a Família EngHaw...

    ResponderExcluir
  91. Desconhecia essa estória do pessoal do Quarteto Novo ficar um ano sem ouvir música. Heraldo do Monte e Milton Santos em 40 minutos numa sentada pra ver tv?! Sorte sua, joga na loteria agora.

    Quanto ao seu "elogio" ao programa eu diria o seguinte: "ver aquilo É estar morto!"

    ResponderExcluir
  92. Olha o que achei ... O Cordel do BBB.

    Big Brother Brasil, um programa imbecil

    Curtir o Pedro Bial
    E sentir tanta alegria
    É sinal de que você
    O mau-gosto aprecia
    Dá valor ao que é banal
    É preguiçoso mental
    E adora baixaria.

    Há muito tempo não vejo
    Um programa tão ‘fuleiro’
    Produzido pela Globo
    Visando Ibope e dinheiro
    Que além de alienar
    Vai por certo atrofiar
    A mente do brasileiro.

    Me refiro ao brasileiro
    Que está em formação
    E precisa evoluir
    Através da Educação
    Mas se torna um refém
    Iletrado, ‘zé-ninguém’
    Um escravo da ilusão.

    Em frente à televisão
    Longe da realidade
    Onde a bobagem fervilha
    Não sabendo essa gente
    Desprovida e inocente
    Desta enorme ‘armadilha’.

    Cuidado, Pedro Bial
    Chega de esculhambação
    Respeite o trabalhador
    Dessa sofrida Nação
    Deixe de chamar de heróis
    Essas girls e esses boys
    Que têm cara de bundão.

    O seu pai e a sua mãe,
    Querido Pedro Bial,
    São verdadeiros heróis
    E merecem nosso aval
    Pois tiveram que lutar
    Pra manter e te educar
    Com esforço especial.(...)

    tem mais mas não cabe no coments
    dá uma googada
    Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

    ResponderExcluir
  93. Cara, quer dizer então que eu preciso ficar um ano sem ver/falar com nenhuma pessoa pra realmente saber quem eu sou?? Que pira, isso não sai da minha cabeça...se eu me isolar por um ano do mundo a culpa é tua e do quarteto que citaste no texto. ok?!

    ResponderExcluir
  94. Grandes lembranças, são o piram na minha cabeça tentando moldar a escuridão nos meus ouvidos quando não ouço nada, para que os demônios interiores pensem que tudo a minha volta se foi, e possam sair da minha "cápsula carnal". Acabei de comprar o Livro Mapas do Acaso, estou escrevendo o meu a muitos anos, mas me falta o tempo pra findar a coisa, espero encontrar os tais mapas no seu livro pra que eu possa epilogar o meu. Abraço grande. Estou gravando uma versão minha de Novos Horizontes, depois deixo o link.

    ResponderExcluir
  95. Os reality shows atingem uma faixa de público em todo o mundo. No Brasil só é maior por causa da audiência da Globo.
    Provavelmente, aqueles que assistem são os mesmos que tornam mais populares as fofocas do que assuntos econômicos nos portais de notícias.

    Tudo é uma questão de escolha.

    "Eu acho a televisão muito educativa. Toda vez que alguém a liga, eu vou para a outra sala e leio um livro." (Groucho Marx)

    ResponderExcluir
  96. Olá,Humberto!
    Nós conhecemos um compositor que também pensa à frente do seu tempo,você!
    Veja um trechinho da bela canção intitulada-A CONQUISTA DO ESPAÇO-"A mídia...A mediocracia...Muito Zorro e nenhum sargento Garcia...Francamente...Há muito já não somos como já fomos:Todos iguais.
    E falando em música,diz pra gente,o que você está guardando pra QUANDO O CARNAVAL CHEGAR?
    Seus fãs de Minas que te adora e te admira de montão,
    Cammy e família.

    ResponderExcluir
  97. "Assistimos televisão para desligar o cérebro. E trabalhamos no computador quando queremos religar.”
    Steve Jobs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrei de um episódio dos Simpsons, em que o Hommer diz: " Ah Marge, estou vendo TV. Não me faça pensar. "

      Excluir
  98. tenho mais ódio é quando a tv esta desligada na tomada. =(

    ResponderExcluir
  99. “Toda pessoa deveria, pelo menos uma vez por dia, ouvir uma boa música, ler um bom poema, olhar um bom quadro. E, sempre que possível, dizer algumas palavras inteligentes”
    J.W.Goethe, poeta alemão.
    Seu blog é show!
    Abraços e beijocas.
    July

    ResponderExcluir
  100. “Alguns vêem a empresa privada como um predador; outros, como uma vaca leiteira; poucos percebem que ela é o cavalo puxando a carroça”.
    Winston Churchill

    ResponderExcluir
  101. Boa Noite,Humberto!
    "Notícia é tudo aquilo que alguém não quer que seja publicado. Todo o resto é propaganda”.
    Katharine Graham
    Propaganda é a arma do negócio. No nosso peito bate um alvo muito fácil. Mira à laser... Miragem de consumo. Latas e litros de paz teleguiada ...

    Abração da fã Saori.

    ResponderExcluir
  102. Gessinger, tenho orgulho de ser seu fã desde a infância, pois a abrangência das suas abordagens é espantosa(no bom sentido), incluindo desta vez o grande Milton Santos.

    ResponderExcluir
  103. Bem legal o Post.Adoro o Tchau Radar é um álbum bem legal,mas ainda to torcendo pra que a proxima twitcam seja a do Dançando no campo minado.

    ResponderExcluir
  104. Um dos melhores textos que já li. Aliás, todos do seu blog são incríveis! Me orgulho de ser seu fã, você me motiva a lutar por um mundo melhor, a lutar pela "causa perdida". Ansioso pelas próximas twitcans.

    Fica na paz. Abração do seu fã João.

    ResponderExcluir
  105. Leio todos os seus textos, óbvio que todos muito interessantes, mas esse tá muito bacana, vale a pena compartilhar.....
    "....quem são eles?, quem eles pensam que são?..."
    Um grande abraço!!!
    Alcirene Sousa

    ResponderExcluir
  106. Cara é estranho saber que tu vai ler isso mesmo, da mesma forma que fiquei embasbacado quando no meu aniversário tu me deu os parabéns, curto e acompanho a banda e sua trajetória nesses 27 anos e cada dia aprendo um pouco mais e me arrependo em não ter aprendido a tocar violão(até batendo palma eu desafino), uma vez estive contigo mais meu irmão ao tirar a foto se enrolou todo, foi na subida do palco aqui em Vitória. um abraço!!

    ResponderExcluir
  107. Humberto meu chapa! Tava revendo meu próprio blog, que muito longe de por acaso de chama "Cegos Egos Em Agonia", e tropecei neste post em que, dando a cara a tapa (e deram-lhe tapas, viu!) eu o irmanava, contra a tradição (a contradição! a contradição!) com Chico e Caetno. Quem quiser acreditar no que só pode ser dito em três minutos....

    http://cegosegosemagonia.blogspot.com/2009/06/foi-entao-que-vi-ckye-tinha-razao.html

    Abraços a todos os bomgauchados!

    ResponderExcluir
  108. Humberto Gessinger, você dá grandes aulas de arte e cultura. Parabéns

    ResponderExcluir
  109. Sabe, Humberto, faz tempo que adotei uma tática a respeito desses programas que "poluem" tanto a Vênus Platinada quanto os outros canais: não olho e não critico quem olha. Pode parecer uma atitude modesta, ficar em cima do muro, mais fácil, não é? Mas cada um com a sua loucura. Eles com os programas e eu com os meus livros. Quando eu estiver zapeando olho o que me interessar. Só assim fico fora da "bolha" BBística. Abraço!

    ResponderExcluir
  110. Hey, tudo bem?
    Eu estava por aí visitando uns blogs novos e adoreei o seu, já estou seguindo. Se você gostar do meu, segue de volta? Obrigada *-*
    vivislandia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  111. muito bom o texto...
    Adorei mais uma vez...

    ResponderExcluir