OS HIPPIES DA CASA AO LADO


Tenho amigos que gostariam de viver num futuro em que viagens interplanetárias fossem coisa corriqueira. 
Conheço pessoas que gostariam de ter passado a adolescência na época dos Beatles. Eu, se pudesse me reposicionar na linha do tempo, seria mais modesto: só queria ter sido criança depois da chegada do protetor solar.

Eu passava 60 dias de verão na praia. O primeiro, jogando bola; os outros 59, tratando das queimaduras do sol. Pimentão, pantera cor de rosa, camarão... a lista de possíveis apelidos é longa. Não se constranja em aumentá-la. Mas não precisa me falar, ok?
            
Na impossibilidade de dormir pendurado pela língua num cabide, o jeito era se lambuzar com uma pomada amarela que manchava tudo que eu tocava (ah, pobre Midas!). Outra medicação, de cor rosa, era gelada demais para a pele febril e criava uma casquinha irritante. Num verão de triste lembrança, inventaram que a solução seria passar vinagre. Como efeito colateral, ele foi banido das minhas saladas pelo resto da vida.
            
Espero que o leitor não esteja tomando o café da manhã pois tenho que falar das bolhas que cresciam nos ombros. Duas enormes gemas de ovo frito. Era necessário furá-las com uma agulha e deixar uma linha de costura pendurada por um tempo. Não sei se era uma simpatia ou se aquilo realmente ajudava na drenagem. Livros de Vampiro? Frankenstein? Coisa pra iniciante!
            
Havia o lado bom, é claro. A praia era o nosso Discovery Channel: sapos do tamanho de paralelepípedos, cobras traiçoeiras, cavalos selvagens, vagalumes cuja luz podia ser vista por satélites, besouros do tamanho de um fusca. Para um guri de cidade, era selva!
            
Nos fins de semana, rolava o Campeonato Praiano. Bah, que espetáculo! Era uma  mistura de futebol e luta livre. O beach soccer que passa na TV hoje parece jogo de amarelinha comparado aos Praianos.
            
Meu verão favorito? Aquele em que um bando de hippies alugou a casa ao lado. Montaram amplificadores e bateria no jardim e inundaram o silêncio atlântico de rock'n'roll. Muito tímido, eu ficava o dia inteiro inventando desculpas pra passar em frente à casa deles. Ia e voltava, ia e voltava, sem coragem de parar, fascinado pelo som. Se andasse em linha reta, teria chegado em Porto Alegre. Os cabeludos pareciam ser muito distraídos na cozinha: rolava um cheiro constante de coisa queimada. Anos 70. Foi o mesmo verão em que Picasso, goleiro do Grêmio, alugou uma casa na vizinhança. Morram de inveja!            

Esqueci de falar do mar, né? Foi proposital: até hoje não sei nadar! Mas isso é papo pra outro verão.

08jan2012

70 comentários:

  1. Pantera cor de rosa! kkkkkkk, cara vc eh o maximo!!! muito bom!!! Quando vem pra Curitiba? @Kim_derOvo

    ResponderExcluir
  2. Tênis, sol e o não uso do protetor solar = dores =/ (alívio imediato é o que precisamos nas queimaduras 'veranísticas'. péssima piada, mas o que vale é a intenção. um grande abraço colorado de pelotas. do único cara que, na vanguarda, foi com a camisa do inter =D. não deves lembrar... mas o que vale é a intenção, não?)

    ResponderExcluir
  3. Agora quando vai pra praia protetor solar fator 50????

    ResponderExcluir
  4. bahh já existia o instagram em 75?? haha

    ResponderExcluir
  5. Minha nossa, que praia boa essa sua! Um dia de praia e o resto cuidando do corpo queimado! Já tive essa nada boa experiência! Rsrsrs. Mas a vida de praia é assim mesmo. Agora os apelidos foram os melhores, desculpe, mas foi o máximo: Pantera cor de rosa?! Camarão?! Ninguém merece né! :-)

    ResponderExcluir
  6. Eu passava pela mesma coisa, mas no Ano Novo! No primeiro dia do ano reuníamos a família no clube da cidade e todas as crianças entravam na piscina 8hrs e saiam la pelas 19hrs torradas. Haja creminho rosa pra sarar as queimaduras!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei morrendo de vontade desse verão, mesmo com bolhas e pomada amarela!!

    ResponderExcluir
  8. Não sou tão velha a esse ponto, mas seu texto me fez viajar. De uma simplicidade escrita mas tão cheio de história. És um gênio Humberto.

    ResponderExcluir
  9. Também tenho muito problema com o sol, mesmo hoje com filtro solar fator 50. Sei muito bem o que é a vontade de poder dormir pendurada pela língua!!!
    Grande abraço, Aline

    ResponderExcluir
  10. rs... Já saí com blocadas vermelhas nas coxas, bochechas, testa e barriga quando tomava sol de cara p sol e se fosse de bunda p sol era só a parte de trás com blocadas vermelhas. O dia de sol é curto. Ou saía com a frente blocada vermelha ou a de trás. Daí eu ia embora, "bronzeada" unilateralmente me achando próximo às morenas e mt gente olhava assim fingindo não olhar, fingindo não achar estranho. Só aí eu deduzia que tinha exagerado. Mas isso se repetia com frequência. Nada de SUNDOWN...

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. "Continuo mergulhando sem saber nadar." Né, Gessinger? rs
    Não tive tantos encontros com o mar assim mas, os seus renderam boas histórios e, queimaduras né? :*

    ResponderExcluir
  12. Anos 70 - Livros da Agatha Christie para escape
    Anos 2010 - Livros do Gessinger e internet como primeira opção

    ResponderExcluir
  13. Humberto "se você soubesse o mal que o sol me faz"...
    aprendi na tênue linha da fé e da loucura que fanta laranja é melhor que fanta uva. kkkkk

    ResponderExcluir
  14. Eu só queria ser maior de idade há 25 anos atrás pra poder ir nos épicos shows dos Engenheiros do Hawaii!

    ResponderExcluir
  15. Anos 70, hippies, comida a base de ervas, sempre acabava queimando... muito bom texto!
    Abraço

    @mbalejos

    ResponderExcluir
  16. textos sempre interessantes, relatando partes da infância desse desde jovem. Gênio!

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Já tive esses momentos...queimaduras de 1º e 2º grau...e sabe o que é pior? Ter que dormir de rede...é horrível :O

    Você tem sorte de morar no RS...venha para o CE e descubra o que é estar sempre queimado e suado...odeio tudo isso, e mais...detesto protetor solar!

    Abração \o/
    @niviabitu

    ResponderExcluir
  19. Muito bom...ligue para as fábricas de protetor solar e pergunte qual delas tem fator 150!Aquele que te protege até no sol de meio dia, afinal de fator 50, nem na sombra vai te proteger!
    bjs...
    @kikavrb - Minas Gerais

    ResponderExcluir
  20. Rsrsrsr... que massa!
    Como um cara sempre diz:
    - Qual é mesmo o emotion para inveja?

    Mas uma coisa me deixou triste, dessas tristezas que vem depois de decepções do tipo "Papai Noel não existe". Achei que hippies armavam tendas e não que alugavam casas... anos 70!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  21. Poxa é interessante como você "fala de si e sem saber fala de todos" talvez não seja bem assim, talvez seja nós que interiorizamos suas experiencias e de certa forma as tornamos nossas também! Honestamente não acredito que esse comentário vá chegar ao grande Humberto Gessinger mas, se entre suas ocupações e afazeres sobrar um tempo para um fã em especial dia 11 de fevereiro é meu aniversário e lembro até hoje quando ganhei o Acústico MTV de aniversário até hoje não recebi um presente que significasse tanto, então, se por sorte ou acaso se lembrar de mim, manda um alô na twitcam, um feliz aniversário talvez, pra mim vai fazer toda a diferença! iTchau Radar!

    ResponderExcluir
  22. Amei esse post!Caramba,coitado de ti,sem protetor solar!Imagino como devia sofrer,te vi de perto e tirei foto com você e vi que você é realmente muito branco!KKKK tirando a questão das queimaduras,seus verões deviam ser sempre bem animados,gostei das lembranças colocadas aí! :)

    ResponderExcluir
  23. Grande Humberto! Bem vindo ao time dos branquelos... rs, também sofria com os apelidos devido a minha dupla coloração. Em repouso na sombra, era macarrão sem massa, leite azedo e por aí vai.. em contato com o sol era camarão! Reparei ontem na twitcam que vc tem um quadro(ou flamula) do Botofogo... a informação procede ou Tô viajando? abraço.

    ResponderExcluir
  24. Ainda bem que na minha infância já havia protetor solar hahaha, senão eu tbm iria pagar pelas horas jogando futebol debaixo do sol forte de verão.
    Relembrar a infância traz uma vontade de voltar no tempo.
    Me lembro de quando eu cortava a sola do pé ao jogar futebol descalço pelas ruas...na época doía muito, hj sinto saudades.

    Abraço Gessinger!

    ResponderExcluir
  25. Se eu pudesse me reposicionar no tempo, gostaria de ter nascido antes de 84, por dois motivos, 1 pra vivenciar a melhor época das bandas de rock nacional e 2 pra quem sabe ter tido irmãos menores. O 1° motivo foi compensado pelos sebos que além de livros vendiam discos antigos, então com 16 anos pude comprar os primeiros discos dos EngHaw. Já o 2° motivo foi compensado por eu ter nascido com um irmão gemio, mais novo por 5 minutos kkkkk, não tão novo quanto eu imaginava, mas é um amigo pra vida toda.
    Curto EngHaw desde os 7 anos, mesmo meu pai achando rock uma bobagem... era a opinião dele neh... Hoje admiro as coisas que tu faz, além da música. Abraços Humberto, agora vou ver a twitcam de ontem... Só agora conseguir estar conectado. Boa noite :D

    ResponderExcluir
  26. Lembranças de praia são sempre muito boas ou pelo menos curiosas. Lembro de um verão com minhas tias e primas, elas jogavam no seu time(1 dia de sol e 59 de cuidados,rsrs) com o não tão doce apelido de baratas descascadas. Para total ira de minhas primas eu não descascava e ficava preta, preta, pretinha, o meu apelido foi a novela do momento Mico Preto. Resultado: nunca mais brinquei desse jogo na escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caladril se não me engano era o nome do liquido rosa servia pra queimaduras de sol e picadas de inseto. Além disso se fazia uma pasta com álcool e talco hehehehe

      Excluir
  27. Eu adoro o verão também, a praia, traz uma sensação de paz com a alma, no nível do mar, o ar é mais puro...

    ResponderExcluir
  28. Saindo fora do tema, mas variando... De pensar que a partir das letras (músicas, discos, etc.), ou melhor, na tentativa de interpretar seus pensamentos e sentimentos, deixei de fazer medicina pra fazer psicologia (sou mto feliz e realizada como psicóloga)... Incrível... e meus pais diziam: "Deixe de ouvir esses caras, eles não te levarão a nenhum lugar" ... Ainda bem que - "... a razão é só o que eles tem..."(trecho da música Cidade em Chamas - inclusive, foi ela que inspirou o nome do nosso fã-clube em Curitiba/1989), mas por contradição e/ou ironia do destino ... sei lá o que, eles me levavam nos shows dos EngHaw (sem reclamarem, o mais importante... acho que não tinham outro jeito, né??? rsrs, afinal eu só tinha 14 anos anos) ... Lembro, de quantas vezes precisei economizar uns "cruzeirinhos" pra poder montar a pasta (guardo até hoje) com a história da banda, sem falar nas fotos (sem flash), escuras pra caramba, mas eu sabia que vc (Humberto), o Carlos e o Augustinho estavam ali, mostrava pros amigos e primos com tanto orgulho, mas ninguém via... rsrsrs ... Tem ainda o lance da camiseta do fã-clube que o Carlos vestiu e ninguém conseguiu fotografar... Nossa!!! Fora as ligações pra Verinha Walflor pra conseguir o horário do vôo, o hotel que vcs ficariam e lá íamos nós (aeroporto, hotel, ensaios, etc.) todos uniformizados e cheio de fé pra poder dar um "oizinho", um "aperto de mão, ganhar uma palheta, uma baqueta (inclusive, o roadie Nilsinho (por onde andará?) ajudava muito nisso, grande abraço...)"!!! Boas lembranças guardadas com muito carinho!!!! E lá se vão 20 e poucos anos, e agora, a história se repete com minha filha Mélanie - 4 anos (http://youtu.be/kKFLA-Bg34Y = orgulho da mãe, desde pequena já sabe o que é bom... hehehe) e vc continua fazendo parte e o sol continua brilhando, queimando, esquentando (como queira, "seja como for", continua) ...
    Na twitcam de abril (mês do meu aniver... hehehe) voto no álbum "Ouça o que eu digo: não ouça ninguém de 1988" - onde tudo começou (pra mim)... Seria um presente de um passado inesquecível!!! Valeu, Humberto!!!

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Só tenho que adimirar seu jeito de falar do cotidiano, decada de 70, 80 eu nem sonhava em nascer...MAs que bom que existe pessoas como você, que me faz viver nesses "velhos tempos", expressando em musicas, textos, TWITICAM, tudo o que passou...E nos dando esse prazer, compartilhando momentos !

    SIMPLES CORAÇÃO FOI MARAVILHOSO, e Tô super ancioso em ver "ALIVIO IMEDIATO"...

    Meus amigos me chamaram para ser colunista de um Blog...
    Dei a ideia do nome do blog "PRASERSINCERO". Em sua homenagem !
    Quando tudo estiver resolvido, designer, etc...Mando o link, pra quem sabe, eu ter a honra de uma visita do meu inspirador !

    Um abraço, Simples de coração (L'

    CONTATO:
    Email: brunoguilherme@msn.com

    ResponderExcluir
  31. Depois desse texto, nunca mais vou te chamar para dar uma volta no calçadão de Ipanema, quando vc vier ao RJ. kkkkkkk....

    ResponderExcluir
  32. Quando tinha 14 anos , parei de tomar sol para ficar branca igual a vc , mas quando cheguei perto de vc desisti.kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  33. Muito legal ...kkkkkkkkkkkk...a casa dos hippies foi bem legal em?tempos bons

    ResponderExcluir
  34. Ser branquelo é bem ruim no verão, por experiência própria... mas o que me chamou a atenção foi seu look no melhor estilo Agostinho Carrara da grande família.Bom texto!

    ResponderExcluir
  35. Muito Bom.. Adorei o Blog... olho a agenda do Pouca Vogal toda semana pra conferir quando vcs vem a Santa Catarina, ou RS

    Já fui em um Show dos Engenheiros, em 2006, foi o melhor dia da minha vida... quero ver de pertoo pouco vogal, pois ficou muito bom, Eu e minha filha(2 ano 8 meses) assistimos todos os dias...
    Me diverti muito com o Blog..
    Sucesso

    ResponderExcluir
  36. cara c nao vai nem acreditar o hg ficou 1 coroa gente boa

    ResponderExcluir
  37. É... hehehe... De queimadura de sol eu sei bem como é... sou branco que dói! Muito bom o texto, meu velho...
    perfeito... simples... deve ter sido de coração!?!?
    A melhor hora para se tomar sol é de madrugada... quando nada é imoral...
    e não queima! rsrsrs
    Valeu chefe!

    ResponderExcluir
  38. Essa foto é sensacional - Jan 75 = Um mês antes do meu nascimento.
    E a roupa a lá "Agostinho Carrara"??? kkkkkk
    Quem não tem uma lembrança de um verão com ao menos um "sapecão" não teve uma infância feliz!!!! Pobre de nossos filhos que precisam ser besuntados de protetor solar para poder brincar. Mas os tempos são outros..e esse é o preço da modernidade, não é????

    ResponderExcluir
  39. Pô, Humberto, muito legal o seu blog. Indicação de uma amiga do trabalho (a Rose). Adoramos o seu jeito descompromissado de escrever. Rimos muito durante o dia (somos bancários) quando afirmamos algo e, em seguida, dizemos: "Talvez seja assim... Mas quer saber: acho que não é!". Meu sonho mesmo é ser escritor e gosto como você brinca com as palavras. Ainda que seja uma brincadeira séria que nos faça refletir sobre a vida. Fingirmos não termos tempo para isso. Que dirá "escrever" sobre ela. Por isso termos artistas. Pagamos para que nos tirem da realidade (é muito barato!!!); ou melhor, para que nos mostrem que o que vivemos é uma ilusão. A viagem é que é a realidade, ainda que "o céu seja só uma promessa". Dúvida: vc já leu "Mano, a noite está velha (Wilson Bueno)? Prá ser sincero, um grande abraço! Márcio Pimentel - Araruama - RJ.

    ResponderExcluir
  40. Bah ... chorei de rir me lembrando das pomadas e das bolhas que também tive!! muito bom o texto, a foto a la Guga, excelente!!
    Viva o verão! quem não tem ótimas histórias de veraneios, mas nem todos sabem contá-las. Parabéns pelo blog!
    bjsss

    ResponderExcluir
  41. É HUMBERTO...O PIOR É NÃO CONHECER O MAR!!!!

    ResponderExcluir
  42. Ae! 1berto curti muito teu blog, twitter, e a twitcam de janeiro na verdade foi minha primeira show de bola, fiz o twitter so pra segui-lo e to curtindo bastante...responde ae! tem previsao de algun show do pouca vogal no Espirito Santo? um abraÇo! https://twitter.com/#!/AndreiAguiar1

    ResponderExcluir
  43. Muito feliz... depois de postar aqui... achei o Nilsinho no facebook e a sua "Surfista Prateado" ... Bom demais!!!!

    ResponderExcluir
  44. Humberto... por favor, olha só o q esse cara escreveu... http://whiplash.net/materias/entrevistas/145914-baraovermelho.html perdeu uma otima oportunidade de ficar calado. Falar que os Engenheiros saíram do primeiro degrau do rock nacional... Absurdo!!! @jpholanda

    ResponderExcluir
  45. A pergunta que não quer calar: como é sua relação com a música que vc produz? Tenho essa curiosidade. Já que a música é uma mensagem que o artista cria e ao mesmo tempo que toca os fãs. Tem alguma s-tória de fã apaixonada loucamente por vc? Ou vc encara a sua música com um profissionalismo ético e político? Sei lá! Acho que já te vi como um Dom Quixote mesmo.
    O tempo passa, 1berto e só uma coisa é verdade de Marx: "tudo que é sólido desmancha no ar", vc deve saber melhor que tds nós: os fãs de fé e os fãs de conveniência.
    Aquele abraço, meu caro.
    Perguntaram aí sobre o preço da pureza... e é a dúvida. Fato!
    Abraço

    ResponderExcluir
  46. Fato! Será? Fiquei na dúvida e lá vamos nós de novo pagando com á dúvida a pureza. O tempo só faz diminuir mais ainda essa pureza. Só espero que não cheguemos a uma orgia ou suruba insuportáveis!

    ResponderExcluir
  47. "Nos fins de semana, rolava o Campeonato Praiano. Bah, que espetáculo! Era uma mistura de futebol e luta livre. O beach soccer que passa na TV hoje parece jogo de amarelinha comparado aos Praianos" INTERESSANTE ESSA MODALIDADE RSSRS CREIO QUE AMBOS ESTAO ESQUECIDOS NO TEMPO..TANTO A AMARELINHA E O SEU PRAIANO RSRSRS....E SOBRE NAO NADAR A NORMAL...TENHO 2,01m E SOU UM MACHADO SEM CABO NA AGUA!!!

    P.S: SHOWZAO EM SAO GOTARDO SEXTA FEIRA 13 EM HG, MESMO COM O JOELHO MUIDO....FOI FODA...ISSO QUE DA LEVAR A SERIO AS CANCOES..."QUEBRE O PÉ DESCUBRA UM IDEAL"

    :)

    ResponderExcluir
  48. A pelada q jogo na Praia de São Conrado , aqui no Rio, tá mais pra luta livre. Devido as pancadas q levo na perna misturadas com a areia já estou perdendo meus pêlos próximos a batata. Cada jogo é uma batalha e aventura!

    ResponderExcluir
  49. Olá 1berto!

    Assistindo ao seu último video "osamabinladen", fiquei intrigado com a última música...

    Dorian Gray?

    Acabou gerando efeitos colaterais...

    Ai vai uma tentativa de retribuir tantas coisas lindas que ja ouvi de ti.

    http://www.fotolog.com.br/hawthorne


    Um abraço!


    Thiago

    ResponderExcluir
  50. ótimo texto, como todos.

    ResponderExcluir
  51. Se você soubesse desde cedo o que é que queimava a beça lá no vizinho, hoje você seria talvez um cara diferente nesse aspecto (no sentido de levantar bandeiras)?

    Robson, 22, Lindoia-SP

    ResponderExcluir
  52. Seus textos são sempre muito bons, Humberto!
    Ah, já sofri com essa história de queimaduras e vinagre também, mas nem foi no verão. Essas experiências são até divertidas quando são somente lembradas.

    ResponderExcluir
  53. Humberto, você não tem vontade de aprender a nadar?

    ResponderExcluir
  54. Fico emocionada sempre quando leio que não sabes nadar.

    Lembro que você falou em um post: "Sonho muito que estou nadando. É tão bom, no sonho, que preferi não aprender a nadar. Para evitar decepções. Duvido que seja tão bom na vida real. Me basta o sonho"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Algumas coisas são assim. É melhor viver o mito do que a vida real.
      Morar no Rio de Janeiro, por exemplo, todo mundo acha que deve ser muito bom... Outros querem virar surfista, ou hippies. E por aí vai.

      Excluir
  55. Se eu pudesse escolher queria ter nascido em meados dos anos 80, sou apaixonada por música e pra mim o rock que rolou nos anos 80 foi sensacional, conhecer Raul Seixas, Renato Russo, Peble Rude, ter tido o prazer de ver um show do Engenheiros, isso pra mim nao teria preço, hoje me pego nos acervos musicais da época, e vendo entrevista q me fazem conhecer mais dos poetas da música, que mais admiro. A minha sorte e ainda ter vc, e vale muito apena entra aqui ler seus textos, ouvir musicas que quanto mais ouço mais me apaixono, sem falar nas twicam que sinto como se vc tivesse fazendo um show dentro da minha sala, e tudo ali ao vivo. Amo muito tdo seu trabalho, seus textos suas musicas seus livros, sua voz, e muito obrigado por fazer a diferença.
    TARIANA @tariRodrigues

    ResponderExcluir
  56. Poxa vida!
    Quando penso em férias lembro do triste litoral gaúcho, do nordestão e da água marrom das nossas praias melancólicas.
    Mas as férias que marcaram foram chuvosas e eu passava a maior parte do tempo delirando com os vizinhos que tocavam Caetano e Gilberto Gil no apartamento de baixo.
    Ah, sem contar que a alvura da minha pele rende um "deutsch bronzeado" no primeiro dia de sol.

    Ass: Camarão

    ResponderExcluir
  57. Cara que coisa legal, vendo esse texto lembrei de minhas aventuras de infancia. É sempre inspirador ler o teu blog. Ajuda muito entender, depois de tanto tempo, que não foi em vão sonhar os sonhos daquela banda, daquele letrista que hoje nos revela bem mais que as músicas que me são eternas.

    ResponderExcluir
  58. Muito bom cara, você traduz com suavidade a sua verdadeira face, super fã...

    beijus

    ResponderExcluir
  59. besouros do tamanho de um Fusca???? KKKKKKKKKKKKKKKKKK
    q show seu texto! como criança branquela sofre na praia, né? kkk... experiência própria... quando não tava com os joelhos ralados, tava descascando a pele... oh, vida... =D

    ResponderExcluir
  60. A medicação cor de rosa gelada era Caladryl? Usei muito isso....rs

    ResponderExcluir
  61. Nunca gostei de passar o verão no litoral, talvez eu tenha aversão ao sol e a areia da praia... Mas ficar igual a um camarão... bah! isso é normal, porém ruim pra caramba!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahaha, que legal, eu tbm adoraria ter nascido num tempo em que as maes usassem protetor solar na gente. Nao que eu realmente precisasse, pois nunca tive pele delicadinha, sou de Manaus e indiazinha acostumada com sol brabo todo santo dia, com direito a banho de chuva torrencial seis meses seguidos :-) Mas acho que adoraria ter minha mae passando o creminho enquanto a gente ficaria doido pra ir curtir logo o banho de rio com a criancada. Mas esse é um carinho tao bom, esse carinho direto de mae, passando protetor solar na gente,carinho que me fez falta.

      Cara, tu é o Humberto dos Eng. do Hawai??? Nao acredito nao. Que bacana saber que escreve num blog. Já fui mt fa, viu?! Adorava teu cabelao se movimentando no anos 80 :-)
      Um beijao e mt sucesso sempre

      Excluir
  62. "Tenho amigos que gostariam de viver num futuro em que viagens interplanetárias fossem coisa corriqueira." maltz


    "
Conheço pessoas que gostariam de ter passado a adolescência na época dos Beatles." Clara

    =) ahh mas que tiete adolescente eu sou quando se trata de você!
    (colocando a leitura em dia. Não deveria, estou no trabalho!)

    ResponderExcluir
  63. Fico encantada todas as vezes que entro no seu blog, quando estou lendo seus depoimentos, imagino cada cena, como um filme.

    Agradeço a Deus todos os dias por te vivido até aqui... tive o prazer de conhecer Humberto Gessinger e Família (Engenheiros,Pouca Vogal...)

    Ass: Erika Araújo - Crato - CE

    ResponderExcluir